Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

· Janeiro, 2020

Notícias sobre Direitos Humanos de Janeiro, 2020

28 Janeiro, 2020

Despedida a Lina Ben Mhenni, blogueira tunisiana e defensora dos direitos humanos

GV Advocacy

Nós lamentamos o falecimento de Lina Ben Mhenni, uma proeminente blogueira tunisiana, defensora dos direitos humanos, colaboradora da Global Voices e uma das vozes mais brilhantes da Revolução Tunisiana de 2011.

27 Janeiro, 2020

Nova lei de privacidade em Moçambique ameaça liberdade de expressão, dizem activistas

GV Advocacy

A nova legislação criminaliza todos os tipos de invasão de privacidade por meio de telefones celulares e a publicação de imagens ou vídeos de terceiros sem consentimento.

23 Janeiro, 2020

Deputada moçambicana sem membros superiores pretende focar na área de educação

"Acredito que, por estar aqui na casa magna, irei incentivar e inspirar muita gente pelas atividades que irei exercer durante o meu mandato. Acredito que quando as pessoas olharem para mim e verem que sou capaz, também se conseguirão levantar."

13 Janeiro, 2020

Ataques armados no norte de Moçambique continuam

Os ataques armados já mataram 600 pessoas desde 2017 no norte de moçambique.

11 Janeiro, 2020

Jornalistas e ativistas moçambicanos são alvo de ameaças em ano eleitoral

GV Advocacy

Organizações de direitos humanos documentaram vários casos em que jornalistas e ativistas foram ameaçados e sujeitos a pressões que interferiram em seus trabalhos relacionados a eleições.

10 Janeiro, 2020

‘Uma repressão perturbadora à liberdade de imprensa': Paquistão bloqueia arbitrariamente o site Slate.com

GV Advocacy

Esta é a segunda vez que o site foi bloqueado no Paquistão em 2019, e a terceira vez desde 2018.

6 Janeiro, 2020

Campanha contra a impunidade continua nas Filipinas após condenação de mandantes do massacre de Maguindanao

“Os últimos dez anos nos encorajaram e nos fortaleceram. Após o massacre, continuaram a matar jornalistas. Quinze colegas nossos foram assassinados durante este governo".