Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Macedônia: Blogueiros Celebram a Vitória Sobre os Fascistas em 1945

Vários blogueiros macedônios se juntaram à celebração da vitória sobre o fascismo na Segunda Guerra Mundial.

Antes da Macedônica conseguir sua independência em 1991, o Dia da  Vitória contra o Fascismo era celebrado em 9 de maio como um feriado junto com o dia 15 de maio – o Dia da Vitória na Iugoslávia – , porque alguns fascistas continuaram a lutar depois da capitulação oficial. Nos anos subsequentes, esta tradição foi sendo calmamente abandonada,especialmente pelos governos de direita ansiosos em negar o crédito pela libertação nacional para os “comunistas “.

Durante a última década, muitos ficaram felizes em participar nas celebrações do Dia da Europa, ao perceber a integração da UE como uma continuação da luta pela Macedônia livre e próspera. O blog da escola primária “Blagoj Kirkov” documentou [MKD] um evento como esse em Veles.

No entanto, possivelmente devido ao ressurgimento de novas tendências anti-democráticas, incluindo as tentativas de reescrever a história em favor dos colaboradores fascistas, alguns blogueiros usaram a celebração do 65 º aniversário do Dia da Vitória em Moscou, para chamar a atenção do público para este importante evento.

Andrej postou [MKD] um scan da página inicial do jornal londrino Daily Mail de 9 de maio de 1945, e escreveu:

History will repeat itself if its lessons are not learned.
May [fascism] never rise again.
Gratitude to all who gave their lives for freedom.

A história irá se repetir se esta lição não for aprendida.
Talvez [o fascismo] nunca volte novamente.
Gratidão para todos que deram suas vidas pela liberdade.

Zoriv achou notável [MKD] que juntamente com dez mil soldados russos que demonstraram a força militar de seu país …

…for the first time the U.S. Army marched on Red Square. Besides the American battalion, the procession also included soldiers from Great Britain, France, and Poland, as part of the winning Allied Coalition from World War II.

… Pela primeira vez o Exército dos EUA marcharam sobre a Praça Vermelha. Além do batalhão americano, a procissão também incluía os soldados da Grã-Bretanha, França e Polônia, como parte da coalizão aliada vencedora da II Guerra Mundial.

Alguns usuários do Facebook expressaram frustração porque o Exército Macedônio  não participou do desfile em Moscou. A pior forma de tal comportamento, inclusive menosprezando o papel da França, repetindo os especialistas americanos nacionalistas em torno do início da Guerra do Iraque.

Por outro lado, num comentário a um post [MKD] no blog Darvel, que apresentou uma foto em que o presidente macedônio estava à parte de outros líderes em Moscou, Hemicharot escreveu:

…the publicity about such international events was suddenly extinguished, there is not much information about the activity of our commander-in-chief. The e-editions of the mainstream media only show a general photo from the parade and an old portrait of [the president]. Did he have to go all by himself?

… A publicidade sobre tais eventos internacionais foi subitamente extinta, não há muita informação sobre a atividade do nosso comandante-em-chefe. As edições online da mídia só mostram uma foto geral do desfile e um velho retrato [do presidente]. Será que ele tem que ir sozinho?

VBB, que na época da parada estava em Moscou, produziu um relato original [MKD]da parada do Dia da Vitória:

The entrance to Red Square, the traditional starting point of the parade, was allowed to ticket-holders: World War II veterans, diplomats, journalists, etc. Therefore, I watched the parade on Tverskaya street, alongside other ordinary mortals. After the parade ended, the Square was open to all, and celebrations included impressive fireworks that evening at 10 pm. After the fireworks, thousands of people spontaneously marched along the streets shouting, singing and waving flags. The traditional concert of military songs sung by music stars ended with the 1970s evergreen “Den Pobedy” (Victory Day) by Lev Leshchenko.

A entrada para a Praça Vermelha, o tradicional ponto de partida do desfile, foi permitida a portadores de ingressos: os veteranos da Segunda Guerra Mundial, diplomatas, jornalistas, etc Portanto, eu assisti o desfile na rua Tverskaya, juntamente com outros mortais comuns. Após o desfile terminar, a Praça foi aberta a todos, e as celebrações incluíram fogos de artifício impressionantes  naquela noite às 22 horas. Após os fogos de artifício, milhares de pessoas marcharam espontaneamente pelas ruas gritando, cantando e agitando bandeiras. O tradicional concerto de músicas militares cantadas por estrelas da música terminou com a sempre-viva música de 1970, “Den Pobedy” (Dia da Vitória) de Lev Leshchenko.

VBB compplementou sua reportagem com fotos focando as atividades das pessoas comuns, que, por exemplo, gostava de comprar chapéus sooviéticos “pilot” adornados com a estrela vermelha.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.