Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

“Derrubem este muro”: o protesto artístico da Orquestra Sinfônica de Dresden na fronteira dos EUA e México

Foto de domínio público Pixabay.

Para protestar contra o muro que divide os EUA e o México (o mesmo que Donald Trump prometeu expandir), a Orquestra Sinfônica de Dresden (Alemanha) fará um concerto com músicos dos dois países, no dia 3 de junho, no Parque da Amizade, fronteira entre Tijuana e San Diego.

O Parque da Amizade é um destino popular para centenas de famílias do México e dos EUA durante os finais de semana, onde parentes se reencontram, mesmo que rapidamente, para conversar diante de uma cerca alta que os separa.

O nome do evento é “Derrubem este muro” – uma referência ao discurso de Ronald Reagan realizado em Berlim, dirigido ao líder soviético Mikhail Gorbachev, em 1987. Os organizadores do evento esperam que o concerto consiga demonstrar o quanto estes dois países são unidos, apesar da divisão de muros e fronteiras.

 

 30 years after Ronald Reagan’s famous demand ‘Mr Gorbachev, TEAR DOWN THIS WALL!’, the Dresdner Sinfoniker will not only protest against President Trump’s so-called ‘beautiful wall’ but also against European isolation and, most importantly, against the walls in people’s minds.

30 anos depois do famoso pedido de Ronald Reagan ‘Sr. Gorbachev, DERRUBE ESTE MURO!’, a Orquestra Sinfônica não vai apenas protestar contra o chamado ‘muro bonito’ do presidente Trump, mas também contra o isolamento europeu e, mais importante, contra as barreiras da mente humana

Os organizadores angariaram fundos para a realização do evento no Kickstarter, onde descreveram o concerto como um elemento unificador:

Together, we will demonstrate that music knows no boundaries and art can help to build bridges across all barriers.

Juntos, demostraremos que a música não tem fronteiras e a arte pode ajudar a construir pontes e eliminar barreiras.

Também citam as suas peculiaridade históricas como alemães:

Being from former East Germany we have witnessed the impact of isolation and political walls. It is a bad idea!

Together we will raise our voices like the citizens of East Germany did during their peaceful revolution.

Já vimos isto antes. Como cidadãos da Alemanha Oriental, fomos testemunhas do impacto do isolamento e dos muros políticos. Isto é uma ideia ruim!

Juntos levantaremos as nossas vozes como fizeram os cidadãos da Alemanha Oridental durante a sua revolução pacífica.

 

No começo do mês, a Orquestra Sinfônica de Dresden havia alcançado a quantia pretendida.

Atualização:a Orquestra Sinfônica de Dresden alcançou os fundos necessários e vai apresentar um concerto de protesto nos dois lados da fronteira EUA – México.

Além do concerto no Parque da Amizade, o diretor da orquestra, Markus Rindt, também convidou artistas e músicos do mundo todo para se apresentarem em vários pontos da fronteira entre os dois países, cuja extensão aproximada é 3.100 quilômetros.

Rindt  também está pedindo fotos e vídeos daqueles que apoiam estas ações mas que não poderão estar presentes no dia do concerto, e solicita que os usuários da internet deem o seu apoio compartilhando a hashtag #teardownthiswall.

Ao ser entrevistado pela jornalista mexicana Carmen Aristegui, Rindt disse que a campanha está relacionada com a crise migratória na Europa e no Mediterrâneo, bem como o aumento do isolacionismo e nacionalismo em escala global.

O jornal  La Jornada acrescentou:

 

It will be a world premiere of a piece in which child and adult choirs, rock, pop and jazz bands are all expected to come together in unison in their interpretation of music from Frank Zappa, Carlos Santana, Pink Floyd, and Tijuana No.

The marathon piece will be livestreamed and Rindt welcomes the likelihood of the demonstration being reproduced throughout the day in other U.S.-Mexico border towns, such as Juarez, Mexicalo, and El Paso.

Será a estreia mundial de uma obra musical onde haverá a interpretação conjunta de corais de adultos e crianças, e bandas  rock, pop e jazz cantando em uma só voz as músicas de Frank Zappa, Carlos Santana, Pink Floyd, e Tijuana No.

Esta maratona será transmitida ao vivo, em streaming, e Rindt admite a possibilidade de que o evento seja reproduzido ao longo do dia em outras cidades fronteiriças, tais como: Juarez, Mexicalo, e El Paso.

#Teardownthiswall é apenas uma das iniciativas da Orquestra Sinfônica de Dresden, cujo trabalho nos últimos dez anos tem mesclado as questões sociopolíticas e culturais. O concerto de junho lembra, de muitas formas, o projeto “O muro” feito pela fotógrafa documentarista Griselda San Martin , que mostra que um mundo sem cercas de metal e pessoas aprisionadas pelo exército é mais promissor que um movido pelo medo e ódio.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.