Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Hospitais em Buenos Aires têm seus palhaços ‘Patch Adams’

Payasos sin fronteras - 14  Gala Anual de Payasos sin Fronteras. 7 de Enero de 2008 foto tomada de la cuenta en Flickr de Imagen en Acción bajo licencia Creative Commons.

A festa anual dos Palhaços sem Fronteiras. Foto de Mario Ximenez de Embun tirada da conta do Flickr Imagen en Acción sob a licença da Creative Commons.

[Todos os links conduzem a sites em espanhol, exceto quando indicado o contrário]

A Câmara de Senadores de Buenos Aires aprovou recentemente uma legislação que obriga o uso de palhaços em hospitais infantis na recuperação de traumatismo. Eles irão brincar e distrair as crianças.

O riso saudável — agora é obrigatório em Buenos Aires, nos hospitais da Argentina

“Espera-se ver os palhaços especialistas ou os hospitais de palhaços em cada visita no serviço de terapia pediátrica,” disse o deputado Darío Golía, que se inspirou no trabalho do médico Hunter “Patch” Adams, cuja “risoterapia” foi descrita em 1998 no filme hollywoodiano estrelado por Robin Williams.

A legislação regula que “os hospitais empregarão como palhaços pessoas especializadas na arte de clown, que atenderem as condições e exigências para o trabalho em hospitais públicos.”

Excelente! Por lei, os hospitais públicos terão “palhaços especialistas”

A saúde, também se cura, a partir do coração.

Antes da lei, existiram outras iniciativas como o uso de jogos e do senso de humor que ajudaram pacientes e familiares a superarem as situações traumáticas, como o caso do hospital infantil Sister María Ludovia, em La Plata, e outros hospitais em todo os Buenos Aires.

O legislador disse que a terapia do riso e a “humanização hospitalar” buscam que os pacientes “sejam abordados a partir de um enfoque integral, evitando rótulos médicos, as divisões entre saudável e doente”:

La capacidad de la risa mejora el acto médico y esto ha sido científicamente demostrado cuando se descubre que el cortex cerebral libera impulsos eléctricos negativos un segundo después de comenzar a reír, cuando nos reímos el cerebro emite información necesaria para activar la secreción de encefalinas, que poseen propiedades similares a la morfina con capacidad de aliviar el dolor.

O poder do riso melhora a eficácia do medicamento o qual está cientificamente provado quando foi descoberto que o córtex cerebral libera impulsos eletrônicos negativos um segundo depois de começar o riso. Quando rimos, o cérebro emite a informação necessária para ativar a secreção da encefalina, que possui propriedades similares à morfina com a capacidade de alívio da dor.

Mas, na Argentina não são todos que estão de acordo com a iniciativa dos palhaços. No Twitter, diversas pessoas expressaram suas ressalvas:

Ah! Não há médicos, nem curativos, nem medicamentos mas terá palhaços nos hospitais!!!

Odeio palhaços e odeio hospitais, que bom que agora a lei os juntem #Não