Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

América Central: crianças migrantes não são meras estatísticas

Niños migrantes en clase. Imagen en Flickr del usuario pies cansados (CC BY-ND 2.0) .

Crianças migrantes numa sala de aula. Imagem em Flickr por utilizador pies cansados (CC BY-ND 2.0).

Num artigo de opinião para o jornal americano Milwaukee Journal Sentinel, o colaborador do Global Voices Jamie Stark pergunta-se: “Que tipo de pai pagaria US$ 10.000 (cerca de 7.800 euros) a um estranho para levar uma criança ao longo de 1.400 milhas (cerca de 2.200 km) deparando-se com grupos mafiosos e postos fronteiriços hostis? Um bom pai, talvez.”.

Como cidadão preocupado com o problema das crianças migrantes, Stark reflecte:

O que fazer com estas crianças? É certamente uma decisão importante, mas que ignora o lado humano, a história de cada criança que atravessa a nossa fronteira.
[…]
Quando os pais na América Central ouvem o rumor de que as crianças estão a ser autorizadas a ficar nos Estados Unidos, não é difícil imaginar que estes gastem as poupanças de uma vida, entre US$10.000 a US$15.000, para um estranho levar um filho ou uma filha para o norte.
[…]
Estas crianças não são meras estatísticas. Em primeiro lugar, muitas delas nem sequer queriam cá estar.

O Global Voices já escreveu sobre este tema (artigos em inglês):
The Humanitarian Tragedy of Children Emigrating Alone
An Open Letter to Salvadoran Migrant Children
Trafficked Ecuadorian Children Pass Through Hell on the Way to the US