Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Revista de saúde masculina do Cazaquistão brinca com a saúde da mulher

Imagem usada no site de saúde masculina do Cazaquistão para anunciar a campanha de zombação.

Esta é uma publicação do nosso parceiro EurasiaNet.org.

A edição cazaque da revista Men's Health provocou raiva na mídia social por zombar de uma campanha viral sobre a saúde feminina com uma contracampanha em paródia incitando os homens a coçar o saco com mais frequência.

“Se houver campanhas feministas, deve haver piadas sobre campanhas feministas, senão seria discriminação contra os homens”, argumentou o escritor da revista, Karim Kadybayev, ao acompanhar o lançamento da campanha de zombação, na qual esta possui sua própria hashtag — #ScratchIfItItches (coça se você tem coceira).

O blog de Kadyrbayev foi publicado on-line no dia 13 de fevereiro e inclui fotos do ator Jim Carey e dos jogadores de futebol Cristiano Ronaldo e Lionel Messi com as mãos em suas virilhas.

Realmente é ousado afirmar que os homens do Cazaquistão são vítimas oprimidas das campanhas sociais dirigidas pelas mulheres, entretanto os misóginos do país não têm a menor ideia disso.

iniciativa na qual Men´s Health faz objeções se originou com as estrelas de Bollywood, que tiraram fotos de si mesmas segurando absorventes para postar com a hashtag #PadmanChallenge (o desafio do absorvente) e #Iamnotashamed (não estou envergonhada).

Obrigado, Pulkit Samrat (ator e modelo indiano), por me nomear para o desafio do absorvente. Nomeio o nosso próprio Mister Mundo Rohit Khandelwal, a Miss Mundo 2000 Priyanka Chopra (atriz e cantora indiana) e os favoritos de todos, Ranveer Singh (ator indiano). PS: não se trata apenas de coisas só de mulheres!                                                    

O objetivo era romper o permanente estigma em volta da menstruação que ainda perdura em todo o mundo. A sensação viral, desde então, se tornou global, e a modelo Natalia Vodianova emergiu sendo o rosto mais destacado da campanha no mundo de língua Russa.

O desafio do absorvente torna-se global com a supermodelo Natalia Vodianova. Natalia nomeou as modelos Emily Ratajkowski, Doutzen Kroes e Alexina Graham para também participarem.

O desafio do #PadMan torna-se global com a supermodelo Natalia Vodianova.

Forçado a responder às muitas reações negativas on-line para a brincadeira da revista cazaque Men's Health, kadyrbayev escreveu no Facebook no dia 14 de fevereiro que a paródia “coça se você tem coceira” não era para zombar dos absorventes. Em vez disso, contou que ele estava criticando as campanhas on-line que, em geral, “não conseguem uma única coisa sequer”.

Apesar desse argumento, é difícil ver a Men's Heath publicar fora do contexto da reação hostil patriarcal, que, de rotina, espera-se qualquer atividade on-line do Cazaquistão com a intenção de promover o interesse das mulheres. Quando a Dra. Asel Bayandarova, que vive em Almaty, publicou uma atualização no Facebook afirmando que as mulheres cazaques não deveriam se submeter às expectativas “idiotas” da sociedade tradicional, a reação foi violenta.

Bayandarova acompanhou o texto de sua publicação com uma selfie na qual aparece somente com a metade da parte de baixo de seu maiô de duas peças. Juntamente com as enormes quantidades de mensagens de apoio, havia também as muitas manifestações de indignações, especialmente dos tradicionalistas masculinos.

Naturalmente esses tipos de contrarreações estão longe de serem exclusivas do Cazaquistão. Steve Bannon, um ex-assessor ultraconservador do presidente americano Donald Trump, recentemente advertiu com pessimismo que o movimento “#Me Too” representa uma ameaça existencial para o Partido Republicano.

Steve Bannon adverte Trump que o “movimento antipatriarcal” será maior que o Tea Party

Steve Bannon advertiu o presidente Donald Trump que o movimento antipatriacal mudará dramaticamente as relações de poder nos USA e prediz que será maior do que o Tea Party.

Steve Bannon adverte Trump que o “movimento antipatriarcal” será maior do que o Tea Party.

Um movimento temático similar se espalhou sobre a hashtag na língua russa e ucraniana traduzida como “Não tenho medo de falar” e foi condenado pela Igreja Ortodoxa Russa.

Entretanto, a campanha viral de desestigmatização da menstruação foi recebida com ceticismo na internet de língua russa, de acordo com a mídia Regnum, semelhante ao Kremlin.

A campanha começou na véspera do lançamento do filme de Bollywood denominada “Padman”, que explora os tabus culturais em torno da menstruação na índia. Regnum informou que muitos usuários das mídias sociais suspeitam que Vodyanova esteja recebendo pagamento de quem apoia o filme, que está envolvida na promoção e não na causa.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.