Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Como comunidades de tecnologia indianas estão conscientizando internautas sobre privacidade on-line

Evento de localização realizado pela Mozilla em Pune na Índia. Imagem de Subhashish Panigrahi pelo Wikimedia (CC BY-SA 4.0)

Subhashish Panigrahi é catalisador da comunidade asiática da Mozilla Corporation, mozillian voluntário, autor e tradutor da Global Voices.

Questões relacionadas à segurança e à privacidade da Internet afetam netizens em todo o mundo, mas costumam ser mais evidentes, sobretudo, em países em desenvolvimento como a Índia, onde estima-se que 50 milhões de pessoas passarão a ter acesso à Internet até 2020. Ainda que a maior parte dos contatos on-line seja feito em inglês, o número de pessoas alfabetizadas no idioma gira entre 10 e 30% na Índia, apesar da crescente escassez de conteúdo on-line em outros idiomas dominantes do país, como o hindi, o bengali e o tâmil. Além desses, os indianos têm outros obstáculos que os deixam vulneráveis a outras ameaças de segurança on-line.

Ano passado, comunidades gratuitas e de código aberto da Índia criaram uma campanha para aumentar o entendimento geral sobre questões de privacidade digital tanto em eventos on-line como de alcance público.

Os trabalhos começaram em janeiro de 2016 com o “January Privacy Month” como uma comemoração prolongada do Data Privacy Day, quando uma campanha on-line foi organizada juntamente com alguns eventos locais em cidades com o intuito de conscientizar as pessoas sobre possíveis riscos de segurança enfrentados na Internet, assim como maneiras de se proteger dessas fragilidades. O Data Privacy Day ganhou força na Índia e em diversos países nos últimos anos, tendo grande importância na conscientização de pessoas e de organizações em relação a leis de privacidade.

Em 2016, a campanha compartilhou uma dica todos os dias do mês. Ankit Gadgil, organizador da campanha da Mozilla, descreveu os esforços da marca em 2017:

This year…we have made this campaign more open and global. Mozilla communities from Brazil, Italy and Czech Republic are actively participating….We are educating participants of offline events about marketing Firefox and other Mozilla products so that the users can have hands-on experience of using these tools that help protect their privacy. The third thing is, we are encouraging everyone that participate an offline event to blog about their learning. For instance, there was a Maker Fest in in the Indian state of Gujarat recently where they used Mozilla products to teach about privacy.

Este ano…tornamos esta campanha mais ampla e global. As comunidades da Mozilla no Brasil, na Itália e na República Tcheca vêm tendo participação ativa… Estamos conscientizando participantes de eventos off-line de marketing do Firefox e de outros produtos da Mozilla para que nossos usuários tenham uma experiência prática com estas ferramentas ajudando-os a proteger sua privacidade. A terceira coisa é encorajarmos todos a participar de eventos off-line para que possam descrever seu aprendizado. Um exemplo disso é uma Maker Fest realizada recentemente no estado indiano de Gujarat, onde produtos da Mozilla foram utilizados para ensinar sobre privacidade.

Há também a hashtag de pós-campanha #PrivacyAware para engajar seus partcipantes. Além disso, ela também tem o intuito de participar os usuários de soluções de segurança em navegador, sobretudo aqueles inteiramente acessíveis para portadores de deficiências.

Mantenha-se seguro enquanto navegar! Recomendamos aqui algumas ferramentas:

  • Adblock Plus é uma das extensões mais conhecidas no bloqueio de anúncios, desabilitando o monitoramento de visitantes e impedindo que sites disseminem malwares, estando disponíveis para os principais navegadores, dentre eles o Chrome e o Opera.
  • Privacy Badger é outra extensão conhecida de segurança que também foi desenvolvida pela Electronic Frontier Foundation, estando disponível para os principais navegadores, como o Chrome e o Opera.