Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

27 grafites da periferia de São Paulo que você precisa conhecer

Este post foi publicado originalmente no blog da Agência Mural, com textos e pesquisa de Aline Kátia Melo, Eduardo Micheletto, Humberto do Lago Müller, Jéssica Souza, João Paulo Brito, Karina Oliveira, Lucas Landin, Lucas Veloso, Martina Ceci, Priscila Gomes, Priscila Pacheco, Sidney Pereira, Tamires Tavares, Tamiris Gomes e Thaís Santana; e organização e edição por Tamires Gomes. É reproduzido aqui via parceria de conteúdo.

A cultura do grafite vibra com toda a força nas cidades brasileiras. Em São Paulo não é diferente: artistas de rua dão cor e vida às suas paisagens cinzentas. Mas enquanto as artes dos bairros centrais, como a Vila Madalena, figuram em guias de viagem internacionais, aqueles da periferia permanecem desconhecidos mesmo para os habitantes da metrópole — onde vivem 20 milhões de pessoas.

Pensando nisso, os repórteres da Agência Mural reuniram as melhores artes nos muro dos seus respectivos bairros — a chamadas “quebradas” –, localizados na periferia da cidade.

Mariporã, Grande São Paulo

Todos os anos em Mairporã acontece um encontro de grafiteiros, organizados pelo artista Carlinhos Rootsm. As duas fotos abaixo retratam os dois últimos encontros, em 2015, quando foi revitalizada a principal escadaria do município.

1-SC9eyvFeqqG6E0hEZ5ahtg

Escadaria em Mariporã. Foto: Humberto do Lago Müller/Agência Mural

1-Vbmv1rFmv5t3apPLHl_UmQ

Escadaria em Mariporã. Foto: Humberto do Lago Müller/Agência Mural

Mairpora

O ator Amácio Mazzaropi, que gravou alguns de seus filmes em Mariporã, é um dos personagens que aparecem no muro da escada. Foto: Humberto do Lago Muller/Agência Mural

Grajaú, zona sul

O mural abaixo fica no Parque Linear Cantinho do Céu, no Grajaú, e simboliza a realidade das periferias. Foi feito pelo artista Enivo, que começou a grafitar no bairro. O rapaz retratado é Caio Caternum, outro artista local. Já a frase “Ânimo… Pois somos feitos dos sonhos do tamanho que a gente quiser” é do Mano Money’s, cantor de rap também do Grajaú.

1-AynGe-qgEdm6K0gRoLp1cw

Mural em frente ao Parque Linear Cantinho do Céu. Foto: Priscila Pacheco/Agência Mural

Lago Azul, zona sul

No Lago Azul, na zona sul, também vemos espalhadas as Casinhas Amarelas de Mauro Neri. O artista compõe o grupo de grafiteiros que cresceram no Grajaú.

ZN3

Lago Azul, zona sul. Foto: Priscila Pacheco

Tucuruvi, zona norte

Casa grafitada em uma esquina na Rua Paranabi. Artista desconhecido.

1-GitvEMcJDw062HrZGR4yEw

Casa na Zona Norte de São Paulo. Foto: Priscila Gomes/Agência Mural

Distrito Anhanguera, Zona Norte

Esta verdadeira galeria de arte a céu aberto foi feita nos muros da Escola Municipal Jardim Britânia, no distrito Anhanguera durante a 6ª edição do festival “Art in Home”.

1-EHLZiV53lIBgd3D-SvdsDw

Escola Municipal Jardim Britânia. Foto: Thaís Santana/Agência Mural

Tremembé, zona norte

A Rua Um Treas, no bairro do Tremembé, está repleta de grafites.

ZN1

Flor de cores no Tremembé, artista deconhecido. Foto: Karina Oliveria/Agência Mural

ZN2

Muro pintado pelos grafiteiros Kblo e Magic no Tremembé. Foto: Karina Oliveira/Agência Mural

Vila Nova Cachoeirinha, zona norte

Grafite pintado próximo ao Centro Cultural da Juventude, na Rua dos Eucaliptos. O artista é conhecido como Monster Ectoplasma.

ZN6

Grafite de Monster Ectoplasma, na zona norte de São Paulo. Foto: Gabriela Monteiro/Agência Mural

Jardim Ataliba Leonel, zona norte

Os muros da Escola Estadual Pedro de Moraes Victor, na Rua Boaventura Coleti, também ganharam grafites dos artistas Brown, Marcia, Kbelo e outros.

ZN7

Muro de escola na zona norte. Foto: Karina Oliveira/Agência Mural

ZN8

Muro de escola na Zona Norte. Grafite assinado por Kbelo. Foto: Karina Oliveira/Agência Mural

Jardim Brasil, zona norte

Obras da artista Katia Suzue, moradora do Jardim Brasil. Criada por seus avós maternos, que são filhos de imigrantes japoneses, seu trabalho é marcado pelos temas orientais. Leia mais sobre a artista aqui.

ZN9

Foto: Arquivo pessoal da artista, publicado com permissão.

Carandiru, Zona Norte

No bairro do Carandiru, uma das caricaturas do grafiteiro Sipros feitas no Parque da Juventude.

1-JCsvElHxwoCrxQ_zxrKG0A

Grafite do artista Sipros, no Parque da Juventude. Foto: Sidney Pereira/Agência Mural

Jaçanã, Zona Norte

Esse grafite da Caluz, nome artístico de Caroline Luz, fica na Avenida Jaçanã. A artista traz a temática do feminino, construindo sua identidade estética inspirada nas mulheres da periferia e em seu cotidiano.

1-ytmMBTBfj5MqG_emCPVC3g

Grafite da Caroline Luz, a Caluz, em Jaçanã. Foto: Aline Kátia Melo/Agência Mural

Abaixo dois grafites do artista Kasca (Jurandir Ramos), também em Jaçanã. Ele é conhecido por espalhar vacas pelo bairro vizinho conhecido como Jova Rural.

ZN4

Grafite do Caska na Avenida Paulo Lincoln do Valle Pontin, em Jaçanã. A obra revela traços do cordel, arte tradicional do nordeste brasileiro. Foto: Aline Kátia Melo/Agência Mural

ZN5

Vaca do artista Kaska na Rua Emília Machado de Figueiredo, na Jova Rural. Foto: Aline Kátia Melo/Agência Mural

Morro Doce, zona oeste

Grafites do festival “Art in Home”. O da esquerda é de autoria de Malaca — O.C.A, no Morro Doce, zona oeste da capital paulista.

ZO1

Grafite no Morro Doce, zona oeste de São Paulo.

Guarulhos, Grande São Paulo

A Viela Manacapuru, localizada no Jardim Cumbica, bairro da cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, ganhou grafites durante o “1o encontro de Grafitti Atac”.

GSP

Trabalhos de Cristiano Ignoto e Galvani Galo. Foto: Tamires Tavares/Agência Mural

GSP2

Mais grafites na Viela Manacaparu. Foto: Tamires Tavares/Agência Mural

GSP3

Viela Manacaparu, trabalho do artista Xyrok. Foto: Tamires Tavares/Agência Mural

Outro grafite em Guarulhos, dessa vez nos muros de uma escola na Avenida Bartolomeu de Carlos, localizada no bairro Jardim Flor da Montanha. No fundo há desenhos feitos por crianças.

GSP4

Muro de escola em Guarulhos. Foto: Jéssica Souza/Agência Mural

Itaquaquecetuba, Grande São Paulo

Obra do artista JAE! Alves, localizado na Rua Maringá, Rancho Grande, em Itaquaquecetuba.

GSP5

Arte de JAE Alves. Foto: Lucas Landim/Agência Mural

Mogi das Cruzes, Grande São Paulo

Um agradecimento aos grafiteiros em muro no Conjunto Habitacional Antonio Bovolenta, na cidade de Mogi das Cruzes, região metropolitana de São Paulo. “Quase sempre foi uma minoria criativa e dedicada que fez o mundo melhor”, diz a frase.

Mogi

Foto: Martina Ceci/Agência Mural

Poá, Grande São Paulo

Coruja pintada pelo artista poaense Jonh Naja. O grafite pode ser visto na Praça Aurélio Fuga, no bairro de Calmon Viana, em Poá, Grande São Paulo.

GSP6

Foto: Tamiris Gomes/Agência Mural

Guaianases, Zona Leste

As intervenções abaixo são do artista Todyone. O número de moradores circulando pela passarela da estação de trem em Guaianases aumentou depois de ganhar novas cores. Há trabalhos também de Galvani Galo.

1-PIYeJ_63hVpGgDqALW-P0A

Foto: Lucas Veloso/Agência Mural

E na estação do metrô Guaianases, Todyone desenhou um vagão aproveitando as janelas da entrada que lhe dá acesso.

1-Jnfo6NouiugMgi3qGfKfSQ

Foto: Humberto do Lago Muller/Agência Mural