Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

VÍDEO: Garoto vegetariano vira hit internacional

Um vídeo de Luiz Antonio, de três anos, explicando para a mãe o porquê de não querer comer um nhoque de polvo se tornou o último sucesso internacional da internet.

O pequeno vegetariano brasileiro argumenta que não gosta de comer carne porque “quando comemos os animais, eles morrem”, e que gosta de ver bicho “em pé, feliz”, explicando que devemos “cuidar deles, não comer”.

O vídeo original, publicado no YouTube em 15 de maio de 2013, alcançou quase 1.500.000 visualizações em apenas duas semanas. A versão em inglês foi publicada em 29 de maio, e três dias depois já foi vista mais de 900.000 vezes.

Em um país onde apenas uma pequena parcela da população opta pela alimentação vegetariana, o vídeo viralizou e gerou discussões calorosas sobre o assunto no YouTube e Facebook. Carlos Augusto Andrade explica o motivo:

O vídeo viralizou ontem [29 de maio de 2013] no Facebook, daqueles que todo tipo de gente compartilha: sua mãe, sua tia, seus amigos descolados, os contatos da época do colégio… E apesar de alguns grupos no Facebook e no Youtube terem usado o vídeo para discutir o vegetarianismo, a gente entende que ele viralizou pelo que é, mesmo: um vídeo fofo de uma criança sendo curiosamente eloquente pra sua idade e refletindo sobre algo que nem todos nós nos damos ao trabalho de parar pra refletir.

Flavio Giusti, chef que comanda o VegetariRANGO – Programa de “Culinária Vegetariana sem Frescura” no YouTube – publicou em sua página no Facebook a homenagem abaixo. Apenas esse banner foi compartilhado 1.145 vezes:

Frase de Luiz Antonio menino vegetariano

Filosofia de Luiz Antonio, o “menininho que emocionou a internet”.

Inspirados pela simplicidade do argumento do garoto, muitos resolveram adotar a alimentação sem carne, como algumas das pessoas com quem Viviane Zandonadi compartilhou o vídeo. Sem deixar de lado uma boa pitada de ironia, a blogueira, que escreve muito sobre culinária, reflete sobre o que vai dizer quando a filha começar a fazer as mesmas indagações:

Fico apreensiva. Quando chegar a minha vez, se a Cata questionar a lógica da cadeia alimentar, não faço ideia do que vou dizer. O Luiz Antonio derrubou meus argumentos.

Ao final do vídeo, a mãe de Luiz Antonio, chorando emocionada, pede que o filho coma apenas o arroz e as batatas. Escrevendo para o blog Acerto de Contas, Guilherme Carvalho espera que outros pais comecem a respeitar a sensibilidade dos filhos, deixando de recorrer a mentiras ou argumentos fracos para forçar as crianças a mudarem de ideia:

Portanto, em pleno 2013, já é tempo de parar de enganar nossas crianças e abafar seu sentimento de compaixão quando demonstram inclinação para não comer animais. Respeitemos, e valorizemos, essa postura altruísta e compassiva. Ter um filho vegetariano não é um problema, e hoje há ampla literatura científica garantindo os potenciais benefícios desta opção à saúde. O vídeo de Luiz Antonio tem deixado muita gente emocionada — e esperançosa.