Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Nicaragua: Softwares Open Source em Instituições Públicas

“Territorio Liberado” é uma expressão nascida nos anos 1970 para marcar o fim da ditadura, ou governo de Anastasio Somoza, em uma cidade ou região em particular. Atualmente, os grupos locais de usuários de Linux e Código Aberto estão falando sobre uma nova liberdade: a liberdade de criar e desenvolver seus próprios softwares e tecnologias, sem licenças restritivas e custos proibitivos.

O blogueiro LEOGG vem trabalhando junto a instituições públicas para tirar o máximo proveito destas tecnologias e torná-las mais eficientes. Em seu post “Nicaragua Libre” [En], LEOGG [En] explica como eles ajuradam Jalapa, uma cidade rural próxima à fronteira com Honduras no norte do país, a deselvover e usar softwares baseados em Linux:

There are two interesting projects that involves Ubuntu there. The first one being the digitalization of thousands of public records using Ubuntu Hardy and XSane. There are 15 computers devoted exclusively to this task.

The other project involves 12 cashier booths with Ubuntu and a custom-made software for receiving and making payments.

In addition, as a first phase of the Migration Project, about 50 desktop computers are being migrated to Ubuntu right now in different departments.

The coolest thing about all this, is that the government office asked us for help, and as a consequence, three of our team members are now full-time employees, giving Ubuntu support to their users.

“Há dois projetos interessantes que envolvem o Ubuntu por lá. O primeiro se trata da digitalização de milhares de arquivos públicos usando Ubuntu Hardy e XSane. Há 15 computadores devotados exclusivamente a esta tarefa.
O outro projeto envolve 12 caixas bancários rodando Ubuntu e um software feito especialmente para receber e fazer pagamentos.”
“Além disso, na primeira fase do Projeto de Migração, por volta de 50 computadores serão migrados para o Ubuntu agora mesmo, em diferentes departamentos.”
“O mais legal a respeito de tudo isso é que o governos nos pediu ajuda, e como consequência, três membros de nossa equipe estão agora empregados em tempo integral, dando suporte em Ubuntu aos usuários.”

As fotos são da autoria de LEOGG e estão sendo usadas sob licença Creative Commons. Para mais fotos, visite o blog de LEOGG.

A “comuNIdad” (é assim que eles chamam a si mesmos) não se focaliza apenas em grupos rurais ou governamentais. LEOGG explica em sua outra blogada que eles estão “tornando-se a situação” [En]:

Canal 2, Nicaragua’s biggest television network, is going to broadcast a weekly technology show every Tuesday, starting July 15.

The producers of this new show are… yes, you guessed it! …our local LUG (Linux User Group)

“O Canal 2, a maior rede de televisão da Nicarágua, irá transmitir um programa semanal sobre tecnologia toda terça-feira, a partir de 15 de julho.
Os produtores do programa são… sim, você adivinhou!… nosso GUL (Grupo de Usuários de Linux) local.”

O GUL na Nicarágua coordena usuários de linux de várias distribuições e disciplinas, incluindo deselvolvedores do Ubuntu, SUSE, Mandriva e outros sabores. Seu website comum é Linux.org.ni.

Você pode encontrar mais notícias e idéias sobre o trabalho destes grupos no Arquivo de Mídia deles.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.