Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Lusofera: És hetero?

No começo dessa semana, Global Voices publicou um artigo sobre uma campanha publicitária da Guatemala que gerou revolta na blogosfera local. Mais ou menos na mesma época, alguns blogueiros em Portugal estavam celebrando uma vitória: o dia em que uma cervejaria desistiu e mudou sua campanha por causa de um protesto na blogosfera.

Por duas semanas, a campanha da Tagus saiu perguntando a seus clientes: “Tu és hetero?”. A idéia era promover a comunidade online da cervejaria, “o primeiro espaço dedicado à causa heterossexual em Portugal”. O debate saiu dos anúncios nas estações de metrô e chegou à blogosfera, e de lá virou queixa no ICAP (Instituto Civil da Autodisciplina da Publicidade). A campanha acabou com uma mudança de planos e edição da mensagem original.

 

(Os dois posters originais: Tu és hetero? Regista-te em http://www.orgulhohetero.com)

Joao Pedro celebra o fim da campanha inicial – considerada ilógica por ele:

Mas aqui fica a noticia que me deixou bem alegre na quarta feira: A Tagus acabou por mudar o conceito de comunicação ‘Tu és hetero’ depois da revolta gerada nos blogues. O caso deu entrada no Instituto Civil da Autodisciplina da Publicidade e a empresa detentora da marca alterou a mensagem. ‘A verdade é que és livre de escolher’, pode ler-se, agora, no site da campanha, http://www.orgulhohetero.com.

Zeh explica um sentimento em relação ao anúncio compartilhado por muitos outros:

… não pude deixar de me sentir (mais) desiludido com o nosso país. Como se já não bastassem as mentalidades tacanhas que por aí abundam, ainda vem uma cervejola fazer uma publicidade que apela, de forma dissimulada, ao desenvolvimento de uma cultura homofóbica, parodizando o “orgulho gay” (criado com vista à luta pela igualdade social), pelo “orgulho hetero”, para vender bejecas?

O blogue Panteras Rosa, que começou todo o protesto com essas paródias da propaganda da cerveja, também comemora o resultado e pede que suas motivações para o protesto sejam entendidas:

A campanha da Tagus aborda, precisamente, uma orientação sexual como motivo de orgulho. A nossa contra-campanha limita-se a lembrar o que é o orgulho hetero no seu extremo: violência e discriminação contra as sexualidades que fogem a essa norma moral. (…) Porque não é a orientação sexual que é motivo de orgulho. Motivo de orgulho é o facto de lutarmos pelo direito a vivermos com a que temos numa sociedade que nos nega esse mesmo direito a sermo-nos como somos, independentemente da nossa orientação sexual. É esse o nosso orgulho. É isso o Orgulho Gay, Lésbico, Bi e Trans.

 

(Panteras Rosa tira o sarro e pergunta: És homofoba? Sim! )

Entretanto, Pedro Mafra está entre aqueles que não entendem o porquê da confusão:

A comunidade gay reclama sobre publicidade descriminadora e opressora…. Aonde??? Hello!!!!!!! Aonde é que os heteros fazem Hetero Parades?? Que eu saiba existe o gay pride, as gay parades, o roteiro internacional gay com restaurantes e pensões exclusivamente para gays, etc etc, e acham que a maioria dos heteros se queixam de serem oprimidos….

Mais ou menos no mesmo tom, Francisco José Viegas acredita que a campanha poderia ter sido melhor, mas que as reações são injustificáveis:

Poderia, até, ser boa. Mas a reacção indignada, acusando-a de homofóbica, é mais ridícula do que a campanha propriamente dita e configura uma patrulha sobre toda e qualquer linguagem, engrossando a classe dos coitadinhos

Jiggy Black espera que a campanha tenha mudado apenas por falta de popularidade, e não devido a algum tipo de pressão:

Parto do princípio que esta alteração da camanha pressupõe um “mea culpa” pelo insucesso do conceito de comunicação. Se assim for, tudo bem. Se só reformularam a campanha por terem à perna associações contra a discriminação homossexual e mesmo da ICAP, fazendo-lhes a vontade, isso já é grave.

Renas e Veados vê o lado positivo de tudo isso e ganha mais de 50 comentários nessa postagem:

O “hetero” só passa a fazer sentido a partir do momento em que o “gay” começa a fazer-se notar. Nesse sentido este “Orgulho Hetero” é até um sinal positivo, mostra que há uma brecha na hegemonia. Não ofereçamos à Tagus numa bandeja de prata o papel de “vítima da heterofobia”, please. Há coisas tão mais importantes com que nos ocuparmos. Façamos o humor e não a guerra. É uma campanha para heteros, não é? Pois que sejam os heteros a preocupar-se com ela… e a aguentarem goela abaixo o inenarrável sabor de uma Tagus.

(A peça final: “A verdade é que tu és livre de escolher. És livre de sair e divertires-te com quem tu quiseres. És livre de te assumir como és. A verdade é que és livre de dizer o que pensas e de te manifestares a favor ou contra esta campanha. A verdade é que és livre de ser feliz.”).

 

(texto original de Paula Góes)

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

 

3 comentários

  • H. Romeu Pinto

    Que palhaçada dessa blogosfera gay portuguesa. Quer dizer que só o homossexualismo pode ser objeto de propaganda, além de motivo de “orgulho”?

    Lamentável foi o fato da companhia de cerveja abrir as pernas e acabar cedendo à chantagem emocional barata da militância gayzista.

    É a ditadura do pensamento único gayzista avançando.

    • MATTEW

      Querido, não queria mesmo te ofender, mas falta um pouco da tua parte raciocínio. A propaganda realmente está parodizando o orgulho gay. O orgulho gay surgiu como forma de reinvindicar liberdade de expressão e lutar por direito de igualdade entre todas as variações de sexualidade. Se você não sabe o grupo desfavorecido é o grupo gay e não o hetero. O hetero tem orgulho de que? Me diga! É de usar o orgulho hetero como forma de opressão e satírica à nossa reinvindicação de direitos??? Antes de falar uma coisa sem conhecimento, tente se colocar no lugar de um gay… com a bunda gorda no sofá, tachando os gays com as piores ofensas, a vida fica muito boa, não é???

  • Concordo com você, meu caro Romeu. Não é só a diversidade sexual, e a coragem de se assumir, que deve ser motivo de orgulho. Outras coisas também o são, como a coragem de mostrar a cara quando expressa sua opinião.

    E você, se orgulha do seu pseudônimo e do seu comentário?

    Abraços do Verde.

    P.S. poderia falar mais sobre o tal “pensamento único gayzista avançado”? Parece-me uma teoria da conspiração bem intrigante. :)

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.