Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Não hesite, indique! Best of the Blogs 2007

Estamos naquela época do ano novamente – época em que os blogueiros colocam seus melhores templates e postam suas melhores fotos e podcasts, e tudo por um bom motivo… O BOBs (Best of the Blogs) chegou! O concurso, organizado pela Deutsche Welle, é o maior concurso internacional de web blogues e premia em 15 categorias blogues em 10 idiomas: alemão, inglês, francês, espanhol, árabe, russo, português, chinês, farsi e holandês.

O objetivo do BOBs é apresentar uma ampla gama de blogues da blogosfera mundial, tornando o prêmio muito possivelmente a mais prestigiosa honraria a ser conferida a um blogueiro. Já que esses prêmios são para blogueiros e são escolhidos por blogueiros, achamos que seria interessante descobrir o que os blogueiros acham deles. Aqui estão algumas opiniões daqueles que estão do lado dos jurados, dos indicados, e de todos os outros lados.


BOBs logo

toot [en] (“a rede blogueira árabe”) está comemorando:

“Este ano, nosso próprio colega Ahmad Humeid fará parte do júri, que tem a difícil decisão de fazer indicações e decidir no Jury Award quais serão os vencedores em cada uma das categorias.
Emocionante”!

Mark Glaser do MediaShift [en], que também será jurado este ano, diz:

“Enquanto o BOBs aceita blogues mais descontraídos, o júri geralmente presta especial atenção a blogues que cobrem assuntos sérios – relacionados a política, direitos humanos ou histórias pessoais que têm implicações universais”.

Um assunto muito comentado entre os blogueiros em relação ao BOBs deste ano é a falta (até agora) de blogues africanos indicados (um mapa do mundo marcado com os indicados pode ser visto no site do BOBs). Embora no ano passado o vencedor do prêmio Melhor Blogue de Língua Inglesa, tenha sido Black Looks (cuja fundadora, Sokari Ekine, também é fundadora e editora do GV Africa), atualmente há uma evidente escassez de blogueiros africanos.

O fundador do GV, Ethan Zuckerman, em seu próprio blogue My Heart's in Accra [en], pede aos leitores que indiquem blogueiros africanos:

“Então fiquei decepcionado ao visitar o site BOB ontem e ver o mapa, que não apresentava nem um único blogue indicado da África Subsaariana. No fim das contas, esta situação não é tão terrível assim – o mapa mostra lugares com dois ou mais blogues indicados, e uma versão do mapa que mostra lugares com um único blogue não é tão decepcionante. Mesmo assim, a mensagem geral transmitida por um mapa como este é que não há blogueiros na África, ou pelo menos nenhum que valha a pena ler”.

O blogueiro White African [en] também está preocupado:

“Quando se trata da maneira como a África é retratada na web, somos em parte responsáveis pelo que o resto do mundo vê. Não temos o direito de ficar aborrecidos quando a África é excluída, quando a gente nem mesmo se preocupa em promover uns aos outros, nossos países e as idéias que defendemos”.

Portanto, independentemente de a África pertencer ou não à sua área de interesse no que diz respeito a blogues, o importante é ir até o site e indicar um blogue que você adora ler! O Global Voices é um dos parceiros do concurso deste ano, na esperança de poder ajudar mais vozes a serem ouvidas.

(texto original de Jillian York)

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.