Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Alberto Fujimori: Preso no Chile, Concorrendo no Japão, Sonhando com o Peru

Alberto Fujimori, o ex-presidente do Peru agora sob prisão domiciliar no Chile, supreendeu a todos com seu anúncio de que concorrerá a uma vaga no senado de sua pátria, o Japão. Apesar de ter seu futuro nas mãos da Suprema Corte Chilena, onde enfrenta acusações de corrupção e abuso contra os direitos humanos, e simultaneamente mantendo esperanças de eventualmente retornar ao Peru para reclamar a presidência, Fujimori aceitou uma oferta do pequeno Peoples New Party (Novo Partido Popular)[EN] para concorrer a um assento na Casa Superior do Legislativo Nacional Japonês. Autoridades do Peru e Chile, onde ele foi interceptado em 2005, disseram que a eleição no Japão não irá afetar qualquer possível ordem de extradição emitida pela Corte Chilena.
O blogueiro I, Shingen expressa sua incredulidade frente à decisão, escrevendo que “é como se eles nem conhecessem ele[EN]:

” We are all aware of the supposed crookedness of former Peruvian President Alberto Fujimori, as well as the close ties he’s kept to his ethnic homeland, particularly as a means of staying away from Peruvian law. However, I did not think that a Japanese political party would be THIS foolish:
[…]

If Fujimori declares his candidacy, it is believed he will be the first former leader of a country other than Japan to run in a Japanese national election. PNP acting leader Shizuka Kamei, himself a senior Japanese politician, and Fujimori have known each other for a long time, and an aide to Kamei was sent to Santiago on Monday to visit Fujimori to make the election offer, the sources said. Kamei is believed to admire Fujimori’s political skills, seen in such accomplishments during his 10-year rule of Peru beginning in 1990 as resolving territorial disputes with Ecuador and rebuilding the Peruvian economy.

As one commenter at Japan Today wrote: “So even mass murderers are better than the LDP these days…”

Farty (that was his username, I kid you not) has a point. How can any political party think about calling up someone who is wanted for political corruption and extralegality in his previous constituency? While Kokumin Shintou (People’s New Party) are hardly a challenge for the LDP, that is really not the point. This is like (although to a lesser degree) David Cameron asking Augusto Pinochet to run for a constituency in the next general election…

I never cease to be astounded by Japanese politics. This is one example of why. “

“Estamos todos a par da suposta canalhice do ex-presidente peruano Alberto Fujimori, assim como dos laços estreitos que manteve com sua pátria étnica, particularmente como um modo de se manter a salvo da lei peruana. Contudo, eu não acho que um partido político japonês seria TÃO tolo:
[…]

Se Fujimori declarar-se candidato, acredita-se que ele será o primeiro ex-líder de um país que não o Japão a se candidatar em uma eleição nacional japonesa. O lider atuante do Novo Partido do Povo (PNP) Shizuka Kamei, ele mesmo um experiente político japonês, e Fujimori conhecem-se há muito tempo. Um auxiliar de Kamei foi enviado a Santiago na segunda feira para fazer a oferta de candidatura para Fujimori, dizem as fontes. Diz-se que Kamei admira as habilidades políticas de Fujimori, visível em suas realizações durante seus dez anos de governo do Peru iniciados em 1990, como resolver disputas territoriais com o Equador e a reconstrução da economia peruana.

Como disse um comentador no Japan Today: “Então até mesmo genocidas são melhores do que o LDP estes dias…”

Farty (‘Flatulento’, este era seu nome de usuário, não estou brincando) tem razão: Como pode qualquer partido político sequer pensar em convidar alguém procurado por corrupção política e ilegalidades durante seu mandato anterior? Enquanto o Kokumin Shintou (Novo Partido do Povo) dificilmente seria uma ameaça para o LDP, este não é realmente o ponto. Isto seria a mesma coisa (embora em um grau menor) que David Cameron chamar Augusto Pinochet para concorrer a um mandato na próxima eleição geral…

Eu nunca me canso de ficar abismado com a política japonesa. Este é um dos exemplos do porquê.”

Os blogueiros japoneses foram quase unânimes em suas reações aos planos do ex-presidente peruano. O blogueiro Hikakun18[JA] explica:

アルベルト・フジモリはペルー大統領として様々な犯罪行為を重ねてきた。2003年に国際刑事警察機構(ICPO)は、日 本滞在 中の彼に対して国際逮捕手配書を発行した。その容疑は暴行、文書偽造、誘拐、人質行為、殺人、そして組織犯罪である。つまり彼は国際的に認知されたとんで もない犯罪者なのだ。その彼が「大統領時代の経験を生かし、私の両親のふるさと日本に恩返しをしたい」と嘯いている。

“Enquanto presidente do Peru, Alberto Fujimori se envolveu em várias atividades criminosas. Em 2003, a Organização Internacional de Polícia Criminal (ICPO) emitiu um mandado internacional de prisão para Fujimori, que estava no Japão. As acusações incluíam violência, falsificação de documentos, sequestros, tomada de prisioneiros, assassinatos e crime organizado. Em outras palavras, ele é internacionalmente reconhecido como criminoso. Fujimori anda dizendo ‘Eu quero fazer uso da minha experiência do meu período como presidente e retribuí-la ao país dos meus pais’.”

アルベルト・フジモリのように、危険で胡散臭く、独裁主義的で汚い人物が、事もあろうに日本で「国会議員」になろうとしているんだってさ。
このオヤジがペルーで滅茶苦茶やっていたのは周知の事実。日本国籍があるというだけでフジモリを贔屓にするのは間違っている。

日本大使公邸人質事件の時に、トゥパク・アマルの少年兵たちを殺した事件を忘れてはいけない。事実、その時に投降した犯人の射殺事件まで含めた「殺 人罪」 で起訴されているわけだしね。その他にも、汚職とか職権乱用、選挙違反、弾圧など、容疑を数えたらきりがないほど「ほぼ真っ黒」な人物をかくまう理由が私 にはわからない。

“Aparentemente, Alberto Fujimori, que é duvidoso e autoritário, está tentando se tornar um membro do legislativo do Japão.
Que este velho cara estava bagunçando as coisas no Peru, é fato conhecido. É errado mostrar favoritismo em relação a Fujimori só porque ele tem uma cidadania japonesa reconhecida.
Não podemos nos esquecer do incidente em que ele matou crianças soldado do Tupac Amaru na ocupação da residência do embaixador japonês. De fato, ele foi acusado de assassinatos, incluindo a execução daqueles que se renderam. Além disso, houve corrupção e abusos de poder, fraude eleitoral, opressão e por aí vai. Eu realmente não consigo entender a razão para se apoiar uma pessoa “quase escura”, que tem uma lista interminável de acusações criminais.”

Outros blogueiros apontaram o “dois pesos, duas medidas” aplicado pelo governo japonês a Fujimori, que — ao contrário de todas as outras pessoas[JA] — tem a permissão de manter dupla (Japonesa/Peruana) cidadania. O bloguerio Megurie[JA] reage com raiva a esta dualidade, concluindo que Fujimori não deveria ter a permissão de concorrer:

日本政府はフジモリ氏が日本国籍を保有していることを認めているらしいか、とんでもない話だ。日本人の男性との間に子ども を生ん だ外国人女性やその子どもに対して、絶望的な扱いをし、国籍を認めていない日本政府が、絶対に日本国籍をもつ必然性のない人物に国籍保有を認めるなどとい うことが、いかにおかしなことか。

“O governo japonês sabidamente reconhece que o Sr. Fujimori tem dupla cidadania. e isso é ridículo. O governo japonês, que trata mulheres estrangeiras e suas crianças, filhas de pais japoneses, de uma forma que as faz desesperadas e sem esperanças, e que também não os permite cidadania, reconhecem a cidadania japonesa de alguém que não tem necessidade alguma de possuí-la. Isso é muito estranho.”

国籍法では、外国籍をもっている人は、国籍を選択をしなければならないと規定している。そして、二重国籍状態にある人で、外国籍を選択した人は、日本国籍 を失うことになっている。フジモリ氏はペルーの大統領であり、日本に住んだことなどまったくない人物であった。(前回の「亡命」のときまで。)戦前ペルー で出生児に親が日本国籍の留保をしたというだけのことであって、通常ニ重国籍を禁じている国際私法の規定や、日本の国籍法の規定からみて、フジモリ氏に日 本国籍を認めることなどあってはならないことなのである。

したがって、フジモリ氏の立候補などは認めてはならないことだろう。

“Na lei da cidadania, está estipulado que uma pessoa que possua dupla cidadania deve escolher uma. Ainda, uma pessoa que possua dupla cidadania e que escolha uma cidadania estrangeira irá perder a sua cidadania japonesa. O Sr. Fujimori foi presidente do Peru e nunca havia vivido no Japão (até o seu tempo de exílio). É justo que os pais seus pais tenham mantido sua cidadania japonesa, mas baseado nas provisões sob a lei privada internacional e na constituição japonesa, o sr. Fujimori não deve ter assegurada a sua cidadania japonesa. Posto isso, a candidatura do sr. Fujimori não deve ser permitida.”

(Texto original por Hanako Tokita)

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.