Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Dez pessoas morrem em Moçambique durante tumulto em comício da FRELIMO

Campanha eleitoral da Frelimo em Maputo, Moçambique. Foto de Dércio Tsandzana, usada com permissão.

Dez pessoas morreram e pelo menos 85 ficaram feridas em um tumulto durante o comício de Filipe Nyusi, presidente de Moçambique e candidato à reeleição. O comício aconteceu no dia 11 de setembro na cidade de Nampula, no norte do país.

Após o término do comício de Nyusi, realizado no Estádio 25 de Junho, houve desorganização na saída dos presentes em um dos três portões do local, o que teria precipitado o tumulto.

Moçambique realizará eleições para presidente, governadores provinciais e membros da Assembleia da República no dia 15 de outubro de 2019.

Na noite do dia 11, a FRELIMO, partido de Nyusi, emitiu uma nota sobre o sucedido:

Neste momento de dor, o partido FRELIMO solidariza-se e lamenta a perda de vida e apresenta as sentidas condolências às famílias enlutadas dos seus membros e simpatizantes.

Deste incidente, 95 membros e simpatizantes do partido FRELIMO foram afetados. Destes, 85 ficaram feridos, 74 tiveram alta, estando ainda em cuidados onze pacientes. Infelizmente, registou-se a perda de vida de dez militantes do partido, sendo seis mulheres e quatro homens.

A organização da sociedade civil Sala de Paz, que monitora as eleições, se manifestou no Facebook:

A situação está a gerar uma movimentação anormal no Hospital Central de Nampula, onde pelo menos um operador de câmeras foi espancado por tentar colher imagens.

Após a tragédia, o Ministro do Interior Basílio Monteiro decidiu suspender o Comandante Provincial da PRM em Nampula, Joaquim Sive. A decisão foi anunciada em conferência de imprensa, pelo director-geral da Inspecção do Comando-geral da PRM, Moisés Gueves:

Face ao incidente ocorrido no dia 11 de setembro de 2019, em que dez membros e simpatizantes do partido FRELIMO perderam a vida a saída do showmicio dessa formação politica, havido no campo 25 de junho na cidade de Nampula, o ministro do Interior, Basílio Monteiro, ordenou a suspensão do senhor Joaquim Sive, (…) das funções de comandante provincial de Nampula.

De regresso à campanha eleitoral, Filipe Nyusi dedicou um minuto de silêncio em nome das vítimas, tal como destacou Julião Arnaldo, membro do partido FRELIMO:

A família Frelimo está de luto!

Um minuto de silêncio, em memória dos camaradas ontem perecidos, no trágico incidente ocorrido no Campo 25 de Junho na Cidade de Nampula.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.