Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Maitree Express: o trem da amizade entre Índia e Bangladesh

Grande Inauguração do Maitree Express II – viajando de Khulna a Caltutá. Captura da imagem de vídeo do YouTube do usuário BDRailFan. 8 de abril, 2017

Ao restabelecer duas rotas de trem da era colonial britânica, Índia e Bangladesh esperam aumentar os laços de amizade e paz entre os seus cidadãos. O Maitree Express, que iniciou suas operações há nove anos, está lentamente ganhando corações e mentes dos viajantes ao proporcionar transporte regular e barato entre os dois países.

Como a política afetou a ferrovia

Bengala é uma grande área geopolítica no subcontinente indiano. Com mais de 250 milhões de bengaleses unidos pela língua e cultura, mas divididos pela religião, essa é uma das regiões mais densamente povoadas do mundo.  O primeiro golpe veio com a divisão de Bengala em 1905, anunciada pelos governantes coloniais britânicos, separando as áreas orientais, essencialmente muçulmanas, das áreas ocidentais, em sua grande maioria hindu. Bengala foi reunida em 1911, mas os hindus e os muçulmanos logo começaram a exigir a criação de dois Estados independentes na região.

Mapa mostrando a localização de Bengala oriental  e Bengala Ocidental. Imagem de Goran via Wikimedia Commons. Licença CC BY-SA 3.0.

Em 1947, com a Partição da Índia, Bengala recebeu o golpe fatal: foi dividida em dois países, Índia e Paquistão, unicamente por motivos religiosos. Bengala Ocidental permaneceu com a Índia e Bengala Oriental se tornou Paquistão Oriental, que ganhou independência em 1971 com o nome de Bangladesh.

A Eastern Bengal Railway (EBR) foi uma ferrovia pioneira, que operou de 1857 a 1942, nas províncias de Bengala e Assam, na Índia britânica. pic.twitter.com/8elXWA2jjD

Antes da divisão da Índia em 1947, serviços regulares de passageiros conectavam Kolkata (Calcutá) a cidades como Khulna e Jessore em Bengala Oriental, como parte da Eastern Bengal Railway (ferrovia de Bengala oriental). Após a partição, a ferrovia sofreu muito–restrições de visto foram implantadas e a falta de estações de fronteiras com instalações adequadas de alfândega e imigração ocasionaram descontinuidade das atividades. Os serviços de trem que restaram entre Índia e Bangladesh (então Paquistão Oriental) foram suspensos durante a guerra entre Índia e Paquistão em 1965. Viagens aéreas caras e serviços de ônibus limitados eram as únicas opções de deslocamento entre as duas regiões desde então.

Um gesto de amizade

Depois de quatro décadas e muita negociação entre Índia e Bangladesh, Maitree Express I foi lançado em 14 de abril de 2008. Maitree significa amizade, demostrando a importância deste serviço para as relações exteriores entre os dois países:

Duas nações + um trem… …… Maitree Express 13109_13110

Trem expresso Matri-Bangladesh.

O serviço começou funcionar duas vezes por semana, com um tempo de viagem de 13 horas, incluindo duas paradas nas estações de fronteira Gede e Darshana para as formalidades de imigração e alfândega. Agora, o trem opera com vagões com ar condicionado, seis vezes por semana de ambos os lados, com um tempo de viagem entre 11 e 12 horas para cerca de 450 km de trilhos. (Esta página do Facebook oferece atualizações sobre o serviço).

O preço da passagem de primeira classe com ar condicionado (AC) de Daca-Calcutá (ou Calcutá-Daca) é de cerca de US$ 27. Já no vagão com cadeiras e AC o preço é de aproximadamente US $17 (com impostos). Isso é muito mais barato que uma passagem aérea padrão entre estas duas cidades, na classe econômica, que custa cerca de US$ 100 para um voo de uma hora.

Para atender a crescente demanda, um segundo trem (o Maitree Express II) entrou em circulação em abril de 2017, conectando Calcutá e Khulna em Bangladesh, desse modo, foi restabelecida a rota histórica Barisal Express. A viagem de trem de 176 km inclui 96 km no lado de Bangladesh.

O trem Kolkata-Khulna (Maitree Express) voltou a funcionar 52 anos depois da Guerra Indo-Paquistanesa em 1965.

Parabéns! pic.twitter.com/Whvg0pJMkj

Agradáveis arrepios de alegria
Como o expresso Maitree une pessoas das duas regiões, muitas emoções estão envolvidas. O transporte acessível vem provando que tem o poder de unir pessoas de ambos os países e dar-lhes a oportunidade de visitar suas terras ancestrais e conhecer a família e amigos do outro lado da fronteira. No Facebook, a jornalista Fazlul Bari, de Bangladesh, compartilhou uma experiência desse tipo em uma estação de trem em Bengala Ocidental, descrevendo uma mulher que havia migrado, ainda adolescente de Bangladesh:

স্টেশনে বসে যখন লোকাল ট্রেনের জন্য অপেক্ষা করছিল তখন একটা ঘোষনা এলো ‘’দুই নম্বর প্লাটফর্ম থেকে একটা ট্রেন সোজা চলে যাবে দয়া করে নিরাপদ দূরত্বে সোরে দাঁড়ান ‘’। তখন দেখে ট্রেনটা ‘ মৈত্রী এক্সপ্রেস ‘ কলকাতা টু ঢাকা বাংলাদেশ লেখা আর ট্রেনের গায়ে লাল সবুজ বর্ডার টানা। ট্রেনটা ২-৩ মিনিট মত দাড়িয়ে ছিল। [..]

সঞ্চিতা বলল এটা দেখে মুহূর্তের মধ্যে যেন তার ভেতরটায় এক অজানা, স্নিগ্ধ, মনোরম, অনাবিল, আনন্দের ঢেউ খেলে গেল! দিশা তাকে কিছু একটা জিজ্ঞেস করতে চেয়েছিল। ও তখন দিশা কে থামিয়ে দিয়ে ওর কানের কাছে মুখ নিয়ে বলতে লাগলো ‘’দিশা, দেখ! এটা আমার দেশের ট্রেন। এই ট্রেনে আমার দেশের লোক রয়েছে। সেই দেশ যেখানে আমি জন্মেছি , বড় হয়েছি। যে দেশ নিজেকে চিনতে শিখিয়েছে। নিজেকে , নিজের দেশকে, দেশের মানুষকে , ভালবাসতে শিখিয়েছে। আমাকে অনুভূতি দিয়েছে , অনুভব করার শক্তি যুগিয়েছে । এই ট্রেনে যারা আছে তাদের হয়তো আমি চিনিনা কিন্তু এরা তো আমার সেই চেনা দেশের লোক। সেই চেনা দেশেই থাকে । তাই এরা ও আমার আপনজন। এদের একটু প্রাণ ভরে দেখতে দে’’।

Ela estava esperando na estação por um trem local e ouviu um anúncio no alto-falante: ‘O Maitree Express vai chegar pela da plataforma 2, por favor, mantenha uma distância segura.’ Ela olha para o trem em que se lê ‘Calcutá para Daca, Bangladesh’ e vê os vagões com listras verdes e vermelhas. O trem parou apenas por 2 ou 3 minutos. […]

Sanchita conta que, vendo o trem, sentiu um arrepio de contentamento, estranho, suave, bonito, tranquilo e agradável. A filha dela, Disha, estava para perguntar alguma coisa. Sanchita a interrompeu e mostrou: “Disha, olhe, esse é um trem do meu país. Dentro dele estão pessoas do meu país, onde nasci e cresci. O país que me permitiu descobrir a mim mesma e expressar amor por ele e por sua gente. Ele me permitiu sentir e me possibilitou sentir. Posso não conhecer os passageiros desse trem, mas eles são do país que eu conheço. Então, eles estão próximos a mim. Deixe-me olhar um pouco para eles.

MD Arif Hossain, no Facebook, lamentou ao comentar sobre seu hobby de manter as janelas do trem abertas para admirar a paisagem:

পহেলা বৈশাখ থেকে শুরু হয়েছে মৈত্রী এক্সপ্রেস এর ফুল এসি ট্রেন। আমার মতো ভ্রমণ পাগল মানুষের জন্য মনে হয় একটু সমস্যাই হয়ে গেল।
এসি বগির জানালার কাঁচের ভেতর থেকে প্রকৃতি দেখা আর টেলিভিশনের সামনে বসে প্রকৃতি দেখা একই ব্যাপার, দুটোই খুব দূরের মনে হয়

Agora, desde este 14 de abril, ano novo Bengali, os trens Maitree Express estão totalmente climatizados. Acho que isso será um problema para os entusiastas de viagens, como eu.
Observar os cenários da natureza através da janela de vidro de um vagão climatizado é como assistir a televisão. Ambos parecem artificiais.

Em diversos canais de mídia social, algumas pessoas têm partilhado experiências como usuárias do Maitree Express ou como observadoras dos trens. Rahman Atik compartilha um vlog no YouTube sobre sua experiência de viajar de Daca a Calcutá no Maitree Express:

O Maitree Express inaugura em breve um serviço expresso – os passageiros poderão fazer imigração e alfândega na partida, permitindo uma vigem confortável, sem complicações, e reduzindo o tempo de viagem de 12 horas para seis ou sete.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.