Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Moçambique acolhe o primeiro fórum sobre media sociais

Participantes do Fórum - Foto: Dércio TSANDZANA.

Palestrantes do Fórum – Foto: Dércio TSANDZANA.

O primeiro fórum sobre media sociais organizado pela Embaixada dos Estados Unidos da América em Moçambique, serviu para discutir as diferentes perspectivas que o país encara em relação à evolução das tecnologias no seio das organizações da sociedade civil e da juventude. O evento, que se realizou no dia 11 de Fevereiro em Maputo, contou com três painéis de grande relevância. O primeiro discutiu sobre as ferramentas que as Organizações Não-Governamentais podem usar na sua advocacia. O segundo sobre Empreendedorismo Electrónico (e-Entrepreneurship) e o terceiro sobre Media Sociais para a Melhoria Social.

Na abertura do fórum, o embaixador dos Estados Unidos referiu que “Moçambique conhece actualmente uma grande evolução de acesso e expansão dos media que não deve ser menosprezado, há um potencial enorme de advocacia no uso das redes sociais”, tendo feito referência  as plataformas @Olhodocidadao, o @TxekaMoz e o Emprego Moz.

Egídio Vaz, historiador e um dos grandes influenciadores da opinião pública nas redes sociais, referiu durante a sua palestra que:

Os media sociais criam uma sensação de poder, mas em si não são capazes de trazer esse poder –  os media sociais hoje em dia, são uma escapatória para os espaços que se julgam ser controlados.

Por sua vez, outro grande activista social nos media em Moçambique, Edgar Barroso disse:

O facebook é um espaço que criamos para trazer assuntos que não eram normal de ser debatidos em fóruns formais da sociedade. Activismo é partir de simples ideias, para questões directas no meio social (…) e nós (Edgar e amigos) já lideramos vários movimentos.

Laque Francisco, jornalista e colaborador de uma organização de media chamada IREX, disse o seguinte:

Os desafios das páginas das ONGs em Moçambique têm a ver com a sua sustentabilidade. As redes sociais nos ajudam não só a comunicar com o nosso público, mas também com os nossos doadores, temos também que saber entender as estatísticas sobre a evolução das nossas páginas para saber se posicionar.

No twitter, vários foram aqueles que se ligaram a este evento através da hashtag #MoSocial2015. Evany Debone disse:

Los medios sociales son con las mascotas, pueden ser gratis, pero hay que alimentarlos y cuidarlos. #mosocial2015

— evany debone (@evanydebone) 12 fevereiro 2015

Os meios sociais são como mascotes, podem ser gratuitas mas temos que alimenta-los e cuidar deles.

Dario Mungoi falou da necessidade de ensinar as pessoas o que é a internet em primeiro lugar:  

Estamos a falar da aproximação de pessoas(Escolas,etc) as midia social..Sera que ensinamos essas pessoas a o que é a internet #MoSocial2015 — Dario Mungoi (@DarioMungoi) 12 fevereiro 2015

Nethan Reagan falou do impacto que estava a ter o evento:

Wow. Fantastic turnout to #mosocial2015 ! What a great way to kick off a year of comms work in #mozambique

— Nathan Reagan (@Carbo_Nater) 12 fevereiro 2015

Uau. Reviravolta fantástica do evento #mosocial2015! A melhor forma para começar um ano de trabalho em comunicação #mozambique

Erika Rodrigues também teceu um comentário sobre o fórum:

Social media forum in Mozambique #MoSocial2015 use tech to enhance your NGO, your business, your civic engagement @Ulula4good

— Erika Rodrigues (@KeekahDriguez) 12 fevereiro 2015

Forum de redes sociais em Moçambique #MoSocial2015 usa a tecnologia para melhorar a tua ONG, o teu negócio, a tua participação cívica 

Mehera disse que era um grande evento:

Hanging with Mozambique's digirati at #mosocial2015. Huge turn out for a fantastic event! #Africa #Tech #AmericanCulturalCenter

— mehera o'brien (@mehera) 12 fevereiro 2015

Socializar com Moçambique “digerati” (especialistas em computadores) na #mosocial2015. Acabou por se tornar um evento fantástico!