Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Cartunistas brasileiros apoiam protestos em redes sociais

Este post faz parte da nossa cobertura especial Revolta do Vinagre

A onda de protestos que tomou o Brasil nas últimas semanas virou desenho nas mãos de cartunistas brasileiros. Eles usam as redes sociais para publicarem tiras, cartoons e charges como uma forma de protesto.

Charge D'Incao Instituto de Ensino - O que pensam os manifestantes que sacodem o Brasil?/ Carlos Latuff/D'Incao

O que pensam os manifestantes que sacodem o Brasil? Charge de Carlos Latuff / D'Incao Instituto de Ensino (usada com permissão)

No topo da charge, da esquerda para a direita: 1. ônibus faz referência à subida da tarifa que motivou o início dos protestos; 2. Fuleco, a mascote da Copa 2014 marcada com um X; 3. coquetel molotov; 4. urna eleitoral.

Uma seleção de trabalhos que circulam na rede foi reunido na publicação coletiva #sobreontem, lançado no dia 22 de junho de 2013. O objetivo dos artistas é angariar fundos para o Movimento Passe Livre, responsável pelo início dos protestos em São Paulo. Em texto publicado no blog 10pãezinhos, o quadrinhista Gabriel Bá explica a ideia:

Esperamos que, refletindo sobre o que aconteceu “ontem”, possamos ajudar a mudar o que venha a acontecer “amanhã”.

Se o futebol é o ópio do nosso povo, o barato acabou e a ressaca chegou. Esquece a Fifa e vai pra rua torcer pelo Brasil de verdade.

Charge de Rafael Albuquerque (usada com permissão)

Na charge partilhada no Facebook, Rafael Albuquerque escreve:

Se o futebol é o ópio do nosso povo, o barato acabou e a ressaca chegou. Esquece a Fifa e vai pra rua torcer pelo Brasil de verdade.

Protesto Revolta do Vinagre/ Brasil

Cidadão-Titã. Charge de Kako (usada com permissão).

Acorda titã, é hora.

Levanta e estica estas pernas exaustas. Alonga-te e vá caminhar. (…)

E agora, ergue tua fronte, titã! Levanta! Olha ao redor! Pois não é este vintém suado que te dobra os joelhos e te estilhaça os ossos. Não é este vintém sofrido, que te força eternamente a cabeça abaixo. Não é este vintém que te impede de ver os outros tantos gigantes padecendo a mesma sina a teu redor. (…)

Revolta do Vinagre/Charges

Charge de Rafael Grampá

Revolta do Vinagre/Laerte

Charge de Laerte

Primeira charge da esquerda feita por Rafael Grampá mostra manifestante em volto de fumaça em flor beijando policial, enquanto a charge da direita feita por Laerte é uma homenagem do cartunista a charge feita por Glauco em 1978 que mostra como os policiais ainda hão de perceber que eles também têm a liberdade deles cerceada.

Não é de hoje que manifestações servem como inspiração para artistas. A famosa máscara do grupo Anonymous, que é vista nas ruas do mundo inteiro, veio inspirada na máscara de Guy Fawkes, soldado inglês católico, preso, torturado e condenado a morte pela tentativa de explodir o parlamento britânico. Ele passou de traidor a herói após ter virado tema da série em quadrinhos V de Vingança, de Alan Moore e David Lloyd, publicada entre 1982 e 1988 e também no filme de mesmo nome. Será que algum desses cartoons vai ser tema de filme sobre o vilão que virou super-herói?