Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Brasil: Vítima de Ataque Brutal, Vitor Suarez Pede Justiça

Na segunda-feira, 30 de julho de 2012, o juiz Murilo Kieling anunciou a libertação de cinco jovens da Ilha do Governador, no Rio de Janeiro. Eles estavam em prisão preventiva desde fevereiro, após terem brutalmente atacado o estudante Vitor Suarez, que tentou impedi-los de espancar um morador de rua.

Uma matéria veiculada pela emissora Rede Record em fevereiro, compartilhada no blog de Welliton Cordeiro Pires, contém um vídeo gravado por um cidadão que registra o momento em que Vitor era atacado com chutes no rosto no dia 3 de fevereiro. Vitor ainda está se recuperando de um procedimento cirúrgico para implantar 63 pinos em seu rosto.

Na manhã de 31 de julho, a vítima – que mantém contas no Twitter (@EuVitorSuarez) e no Facebook, além de um blog – iniciou uma onda de protestos, sob a hashtag #JusticaVitorSuarez, contra a decisão judicial:

inicio do ano fui espancado por defender um morador de rua, agora eles estão livres. Me ajude com a TAG #justicavitorsuarez

Banner in support of Vitor Suarez, by Rede Esgoto de Televisão on Facebook

“Se você também é contra a impunidade, compartilhe! “justicavitorsuarez”. Banner em apoio a Vitor Suarez, pela Rede Esgoto de Televisão no Facebook

Reações indignadas surgiram imediatamente no Twitter.

Andrea Castanheira ‏(@andrea_c_cast) escreveu:

Chega de impunidade. Enquanto tivermos este tipo de decisão da justiça a violência só irá aumentar. #justicavitorsuarez

Matheus M de Souza (@matheusmraposo) disse:

@EuVitorSuarez cara, eu nuca fui fã do Twitter. Mas hoje faço parte dele só pela sua causa. Uma andorinha não faz verão, mas seremos todas.

E Everton (@gnueverton), de Porto Alegre, acrescentou:

Este caso #justicavitorsuarez deve nos indignar e nos movimentar p/mudar esse mundo. Estamos em época d eleições e saber votar é 1 começo.

"Don't allow this to end on black and white". Banner from Nós Queremos Justiça (We Want Justice) on Facebook

“Não permita que isso acabe em preto e branco”. Banner do Nós Queremos Justiça no Facebook

Internautas se revoltaram contra a decisão do juiz, que optou por substituir a detenção por medidas alternativas e também por considerar que não houve intenção de matar no ataque contra Vitor Suarez, o que significa que os agressores não estarão sujeitos a um júri popular, mas apenas a um tribunal convencional. Uma petição lançada pela Avaaz no dia 2 de agosto, pedindo ao juiz que reconsidere sua decisão, alcançou 15 mil assinaturas em cerca de 24 horas.

Agora que seus agressores retomaram a vida normal, enquanto Vitor continua longe de casa, se recuperando, ele lamenta “por todos nós que formamos um corpo chamado sociedade”:

Meu caso teve uma repercussão mundial, pessoas de todos os lugares do mundo visitam diariamente meu blog e me mandam mensagens de apoio. O que me faz lembrar daquelas pessoas que passam por coisas piores, que vivem de forma desumana, e não possuem a menor informação pra botar pra fora tudo isso, e fazer com que o mundo saiba de cada problema que vivem. Porque, mesmo com vídeos, provas, fotos, e meu corpo sendo a maior prova de todo esse processo, os caras que quase me mataram estão LIVRES, e penso nos casos que não tiveram a sorte de ter repercussão, pra onde vão ?

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.