Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Camboja: Mapeamento de Direitos Humanos

[Todos os links levam para páginas em inglês]

Defensores de direitos humanos no Camboja têm usado mapas virtuais para documentar, monitorar e expor violações de direitos humanos por todo o país. Sithi, o Portal de Direitos Humanos do Camboja, tem um Mapa de Violações que proporciona um panorama das violações aos direitos no país.

The map below shows different human rights violations occurring throughout Cambodia. The map on the page when you first enter this section shows the most recently recorded human rights violations on Sithi, represented by the red icons. You can search the violation section by human right, victim, alleged perpetrator, case status, location and date

O mapa apresenta diferentes violações aos direitos humanos que ocorrem por todo o Camboja. O mapa da página quando se acessa a seção mostra as violações aos direitos humanos registradas recentement no Sithi, representadas pelos ícones vermelhos. Pode-se pesquisar na seção de violações por direito humano, vítima, alegado criminoso, situação do caso, local e data.

Mapa de Violações do Sithi

Conflitos de terra têm crescido nos últimos anos e muitos deles são relacionados a projetos de desenvolvimento, que têm removido e deslocado milhares de moradores.

According to our research, 223 land disputes have been reported on in the public domain in the last 4 years since 2007…The province with the highest number of land conflicts, according to our findings, is Phnom Penh with 10% of total land conflicts occurring in the province containing the country’s capital and largest city.

Segundo nossa pesquisa, 223 conflitos de terra foram registrados no domínio público nos últimos 4 anos, desde 2007… A província com o maior número de conflitos, segundo nossos dados, é Phnom Penh, com 10% do total de conflitos de terra que ocorrem na província que abrange a capital e maior cidade do país.

Disputas de terra no Camboja

O Cambodian Daily Weekend publicou um artigo sobre as questionáveis concessões de terra no país.

3,936,481 hectares have been granted as mining and economic land concessions, covering 22 percent of Cambodia’s surface area

1,900,311 hectares have been granted as mining concessions to companies exploring for precious minerals such as gold, iron ore, copper and bauxite

2,036,170 hectares have been granted as land concessions for agro-industrial plantations for crops such as rubber, sugar and cassava, an area equivalent to 53 percent of Cambodia’s arable land

346,000 hectares of land concessions are located inside conservation areas administered by the Ministry of Environment. This area represents about 10% of protected areas under the ministry’s control

400,000 people have been affected by land disputes in 12 provinces since 2003, according to Licadho, mostly after concessions were granted in their area

3,936,481 hectares foram cedidos para mineração e concessões de terra para uso econômico, equivalente a 22% da superfície do Camboja

1,900,311 hectares foram reservados para concessões de mineração para empresas que extraem minerais preciosos, como ouro, ferro, cobre e bauxita

2,036,170 hectares foram concedidos para plantações agro-industrais para colheitas de borracha, açúcar e mandioca, numa área equivalente a 53% da terra arável do Camboja

346,000 hectares de concessões de terra se localizam dentro de áreas de conservação administradas pelo Ministério do Meio Ambiente. Essa área representa 10% das áreas protegidas pelo ministério

400,000 pessoas foram afetadas por conflitos de terra em 12 províncias desde 2003, de acordo com [a ONG de direitos humanos] Licadho, principalmente após a garantia das concessões nessas áreas

O mapa a seguir mostra locais onde jornalistas foram assassinados no Camboja.

Assassinatos de jornalistas no Camboja

Global Voices já reportou sobre o mapeamento de prisões feito pela ONG de direitos humanos Licadho. Abaixo segue o mapa de liberdade de expressão feito pela ONG.

Mapeamento da Liberdade de Expressão

Outros Mapeamentos

Um mapa virtual dos Membros do Parlamento também está disponível. Mês passado, um mapa do horário de corte de energia em Phnom Penh também foi tornado público. Existem também mapas das ruas, restaurantes, agências de serviços públicos, lojas e hotéis de Phnom Penh. Um website foi lançado para monitorar o desenvolvimento de infraestrutura do Camboja e outras questões relacionadas ao desenvolvimento. Enquanto isso, pesquisadores dos mapas reclamam dos custos proibitivos praticados pelo Arquivo Nacional.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.