Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

“Não Somos Formigas”: Novo livro promove otimismo esclarecido

“… Quando a ignorância é uma benção, é tolice ser sábio” escreveu o poeta Thomas Gray [en] em 1742. Em tempos de redes sociais e mídia online, às vezes parece que só há notícias tristes e que não há muito o que cidadãos comuns possam fazer para mudar esse fato.

A maioria das pessoas conhece o velho ditado que prega que a falta de conhecimento resulta em felicidade, mas será que não é precisamente o contrário, não seria a ignorância que causa miséria?

O livro No somos hormigas [es] (Não Somos Formigas [en]) é uma resposta à negatividade predominante e ao sentimento generalizado de impotência. Mais do que um simples livro, é um kit completo contra a depressão e a passividade. Porém, não se trata de um mero best-seller de auto-ajuda, despreocupado e superficial. Os quatro jovens escritores espanhóis [en], que juntos apresentam um histórico abrangendo economia, jornalismo, desenvolvimento internacional, empreendedorismo, marketing e design, apresentam o projeto como

um livro contra a corrente, um guia para otimistas informados/esclarecidos, um projeto em andamento no site http://nosomoshormigas.org/, um grito de esperança contra a crise.

O título é explicado assim:

Se fôssemos formigas, a humanidade seria uma espécie feliz. Colonizamos todo o planeta, a nossa expectativa de vida nunca foi tão alta e nosso progresso técnico é impressionante. No entanto, temos consciência da magnitude dos desafios que ainda temos pela frente e dos perigos e injustiças que ainda nos perseguem. Formamos uma comunidade e estamos fazendo o que estamos fazendo juntos, partilhamos uma origem comum e, no planeta Terra, compartilhamos também um futuro comum. Futuro este que cabe a nós decidir.

O livro é dividido em três capítulos:

"Nunca foi possível prevenir e curar tantas doenças"

Capítulo  1. El mundo va bien.

Los humanos hemos hecho progresos increíbles en muchísimos ámbitos en las últimas décadas: vivimos más, somos capaz de alimentar a más, a educar a más, hemos erradicado muchas enfermedades que antes eran mortales y somos más solidarios.

Capítulo 1. O mundo vai bem.

Nas últimas décadas, os seres humanos alcançaram progressos incríveis em muitíssimos âmbitos: vivemos mais, somos capazes de alimentar  mais pessoas, educar mais, erradicamos muitas das doenças que antes eram fatais e somos mais solidários.

No somos hormigas, chapter 2, from the press release

"Mas nossas instituições internacionais seguem sendo exclusivistas"

Capítulo 2. Hay cosas que todavía van mal.
Muchos dirán que eso no es suficiente y que los humanos no hemos sido capaces de resolver los principales retos sociales. Es verdad. Pero vamos mejor de lo pensamos y de lo que los pesimistas nos quieren hacer creer.

Capítulo 2. Algumas coisas ainda vão mal.
Muitos dirão que isso não é suficiente e que os humanos não foram capazes de resolver os principais desafios sociais. É verdade. Mas estamos indo melhor do que pensamos e do que os pessimistas querem nos fazer crer.

no somos hormigas. 3º capítulo, do release

Capítulo 3. Qué puedes hacer tú para mejorarlo.
¡Basta ya de quejarnos! El mundo está lleno de innovadores sociales, de personas que crean ideas y herramientas que nos permiten a todos vivir mejor, más sostenible y con más oportunidades para todos sin tener que renunciar al progreso. Si quieres conocerlas y saber lo que puedes hacer para vivir en concordancia con tus ideales encontrarás una selección de 120 en el libro y más en esa web.

Capítulo 3. O que você pode fazer para melhorar o mundo.
Vamos parar de nos queixar! O mundo está cheio de inovadores sociais, gente que tem ideias e cria ferramentas que permitem a todos nós vivermos melhor, de forma mais sustentável e com mais oportunidades para todos, sem sacrificar o progresso. Se você quiser conhecê-las e saber o que pode fazer para viver de acordo com seus ideais, encontrará uma seleção de 120 delas no livro e mais na internet.

No somos hormigas inclui o Global Voices em sua seleção [en] de plataformas inovadoras.

A equipe por trás do projeto pratica o que prega. Através do uso inovador de infográficos e lançando mão de uma combinação de mídias tradicional e digital, No somos hormigas oferece uma visão equilibrada e crítica do estado atual do planeta, e oferece alternativas concretas para uma mudança significativa.

Você pode visualizar o livro [en] no site do projeto, e ele pode ser comprado [en] em edição impressa ou digital (disponível apenas em espanhol no momento). É possível ainda acompanhar o blog [es] para ficar por dentro das últimas notícias e ideias, e seguir o projeto no Twitter: @NoSomosHormigas.

1 comentário

  • Edgar Rocha

    Adorei a dica. Obrigado a Ernesto Priego e Paula Góes por isso. Há um outro livro, de um brasileiro, que aponta caminhos em sentido semelhante, embora mais voltado a atuação institucional. “Ethos Mundial” de Leonardo Boff (um dos autores da Carta da Terra, contida na mesma obra), cria uma visão realista quanto a construção de uma nova ética social crescente e premente, apresentando críticas com relação a inoperância institucional na difusão de novos valores consonantes com os desafios atuais. Ao lê-lo, tive a impressão de que a inércia parte mais dos detentores do poder instituído do que da sociedade civil. Talvez se estabeleça um bom diálogo entre este livro e o apresentado acima.

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.