Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Equador: Greve da Polícia se transforma em tentativa de desestabilizar o país

Tensão. Esta é a palavra que resume a situação agora no Equador [es]. Uma greve liderada pela polícia nacional começou quando um grupo de policiais tomou o aeroporto internacional de Quito e o principal regimento da cidade em protesto contra o presidente do país, Rafael Correa, por suprimir uma série de benefícios econômicos. A greve começou às 8 da manhã de hoje, quinta, 30 de setembro, no Regimento Nº1 de Quito, contra a Ley Orgánica del Servicio Público [Lei Orgânica do Serviço Público, es], que reduz benefícios para distintos estamentos públicos. Ao tentar dialogar, o presidente Correa foi agredido com bombas de gás lacrimogênio [es] e está sendo atendido [es] no Hospital Metropolitano de Quito.

Os fatos estão acontecendo e se desenvolvendo rapidamente, com novas informações surgindo de diferentes fontes desde a manhã. No Twitter, os cidadãos avisam de bloqueios de rua, assaltos, roubo de bancos e tomam posição. La Patilla faz um resumo gráfico completo onde informa sobre a frase de Correa onde este enfrenta os policiais lhes dizendo, “Matem-me se [vocês] tem vontade”. Diversas organizações sociais e web institucionais anunciaram seu apoio ao Presidente da República fora de seus edifícios governamentais, segundo a cobertura que faz o meio independente ALER. O jornallista Paúl Mena Erazo (@PaulMena) relata:

Partidarios del presidente Correa se concentran a las afueras del Palacio de Gobierno, en Quito. #policiaec

Partidários do presidente Correa se concentram nas cercanias do Palácio de Governo, em Quito. #Policiaec

Gente nas ruas apoiando o governo. Twitpic do usuário @ppviche usada com permissão.

Reações

Malm Ecuador (@mapucha) informa:

El mercado central tomado, los aeropuertos cerrados y los cuarteles de policía tomados porq les quitaron los juguetes!!!

O mercado central tomado, os aeroportos fechados e os quartéis de polícia tomados porque levaram seus brinquedos!!!

De Guayaquil, Fernando Astudillo (@ferastudillo) relata:

Llantas quemadas a lo ancho de varias vías de Guayaquil. Los estudiantes vuelven a sus casas. Anuncios de saqueos, caos.

Pneus queimados ao largo de várias ruas de Guayaquil. Os estudantes voltam as suas casas. Anúncios de saque, caos.

Ricardo Landivar (@RL360):

bancos de guayaquil cerrados. Caos vehicular en calle balsamos y calles cercanas #policiaecuador

Bancos de Guayaquil fechados. Trânsito caótico na rua balsamos e ruas próximas #policiaecuador

José Merino (@PPmerino) compartilha o discurso de Correa e outros links com informação:

#ecuador Discurso de Correa frente a soldados en rebelión http://ow.ly/2Mr74 y acá dos notas: http://ow.ly/2Mr86 http://ow.ly/2Mr8o

#ecuador Discurso de Correa para os soldados em rebelião http://ow.ly/2Mr74e aqui duas notas: http://ow.ly/2Mr86 http://ow.ly/2Mr8o

Manifestação, Corte Provincial de Justicia. TwitPic do usuário Iván Andrés Muñoz @ivandresi usada com sua permissão

As reações se referem a esse levante da polícia como um “Golpe de Estado”, mas existem várias versões não confirmadas, porque o Exército Equatoriano [es] tem se mantido imóvel e calmo. No entanto, já se decretou estado de exceção [es] no país.

Nicolas R. Muñoz (@nicolasrmunoz) compartilha sua opinião:

No soy partidario de Correa.. Pero un golpe de Estado no es la solución!! Este “antidoto” seria peor que el veneno

Não sou partidário de Correa.. Mas um golpe de Estado não é a solução!! Este “antídoto” seria pior que o veneno

Raúl Vidal (@RaulVidalC)  informa de Cuenca, uma das principais cidades equatorianas:

La policia ya esta actuando en #Cuenca. estuvieron en la Feria Liber en donde hubo intento de saqueo #Ecuador

A polícia já está atuando em #Cuenca. Estiveram na Feira Liber, onde houve uma tentativa de saque #Ecuador

Juan Martinez (@Jamartinb) compartilha o chamado para manter a calma:

No a intentos de golpe en #ecuador menos aun publicidad golpista A mantener la calma. No al amarillismo

Não a tentativas de golpe do #Ecuador, muito menos publicidade golpista. A manter a calma. Não ao sensacionalismo

Luis Larrea (@lalarrea) diz que,

Solo en Ecuador la policia se va de huelga y el Presidente agrava las cosas en vez de mejorarlas. De Ripley!

Só no Equador a polícia entra em greve e o Presidente agrava as coisas ao invés de melhorá-las. Digno de Ripley!

Santiago Flores (@Santiaxo):

Ser policia y actuar de esta manera, profesionalmente es igual de grave que ser un doctor ver a alguien muriendo y no hacer nada…

Ser policial e atuar desta maneira, profissionalmente é tão grava quanto ser um médico e ver alguém morrendo e não fazer nada…

Enquanto tuiteiros e meios de comunicação informam sobre as tentativas de saques em várias cidades:

RT @viottocnn: Hay reportes de saqueos en Quito y Guayaquil. Pte. permanece en el hospital #policiaec

RT: @viottocnn: Há relatos de saques em Quito e Guayaquil. Presidente permanece no hospital #policiaec

Manifestações

No Youtube estão sendo upados vídeos cidadãos de várias manifestações e protestos:

Por meio do Twitter, também estão sendo divulgadas fotos da manifestações. Perfil juntou uma série de imagens tuitadas por cidadãos, e o jornal Hoy [Hoje]compartilha fotos oficiais através do Flickr.

Solidariedade desde o Twitter

O Bloco do governo, Alianza País[Aliança País, es], pediu por solidariedade e chamou o povo a defender o governo, segundo disse a deputada  María Paula Romo. Juan Montalvo (@ECsinCensura) se pronuncia ante o chamado a defender o governo:

Ma Paula Romo dicie q estas no son las formas de hacer las cosas: mientras pide q la gente se enfrente a a policia a defender la rev taloka?

Ma Paula Romo diz que esta não é a forma de fazer as coisas: Enquanto pede que o povo enfrente a polícia para defender a revolução. Ela está louca?

A mesma deputada (@mariapaularomo) denuncia desde seu Twitter que o edifício da Asamblea Nacional [Assembléia Nacional] foi invadido por dezenas de policiais entraram varias dezenas de policiais mascarados e,

Policias golpearon a 2 asambleistas, una está desmayada y la están atendiendo. Golpearon tambien a la gente d teleamazonas. Es inaceptable!

Policiais golpearam 2 deputados, uma está desmaiada e está sendo atendida. golpearam também ao pessoal da [tv] teleamazonas. É inaceitável!

Desde o Twitter, A presidência do Equador (@Presidencia_Ec) anuncia:

Presidente continuará gobernando con una política de justicia y dignidad http://bit.ly/aG1hAz vía @elciudadano_ec

Presidente continuará governando com uma política de justiça e dignidade http://bit.ly/aG1hAz via @elciudadano_ec

Desde o Facebook RADIO PÚBLICA DE ECUADOR [Rádio República do Equador] informa:

Gobierno argentino muestra su respaldo al gobierno ecuatoriano. ‘La cancillería argentina da testimonio de su confianza en la institucionalidad democrática del hermano país y en la autoridad política del Presidente constitucional, Rafael Correa, para encontrar el mejor encauzamiento en defensa de los altos intereses del pueblo y el gobie…rno ecuatorianos’.

O governo argentino mostra seu respaldo ao governo equatoriano. “A chanceler argentina dá o testemunho de sua confiança na institucionalidade democrática do país irmão e na autoridade política do Presidente constitucional, Rafael Correa, para encontrar a melhor saída em defesa dos altos interesses do povo e do governo equatoriano.”

Nos últimos minutos, tuiteiros anunciaram uma tentativa de sequestro [es] ou de retenção [es] do Presidente Rafael Correa por parte de um grupo de policiais em um dos andares do Hospital onde está sendo atendido. Jornalistas e cidadãos, como Estefani Espin (@estefaniespin), denunciam também que,

LOS MEDIOS PRIVADOS FUIMOS OBLIGADOS A DEJAR DE TRANSMITIR, SOLO EL CANAL DEL ESTADO ESTA EN CADENA NACIONAL.

OS MEIOS PRIVADOS FOMOS OBRIGADOS A DEIXAR DE TRANSMITIR, SÓ O CANAL DO ESTADO ESTÁ EM CADEIA NACIONAL

3 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.