Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Filipinas: Prisioneiros Dançam em Tributo a Michael Jackson

E eles fizeram novamente. Em 27 de junho, os prisioneiros de Cebu dançaram uma das músicas de Michael Jackson em uma performance em tributo pelo um ano de morte do famoso ícone da música [en].

Em 2007, mais de mil internos de um presídio de segurança máxima em Cebu, província da ilha central das Filipinas, se tornaram mundialmente conhecidos depois que as autoridades postaram na Internet um vídeo com os prisioneiros dançando “Thriller”, de Michael Jackson.

Com mais de 42 milhões de acessos no YouTube, o vídeo dos prisioneiros de Cebu se tornou um dos mais assistidos na Internet.

Lindsay's Adventure in the Philippines [Aventuras de Lindsay nas Filipinas] achou estranho a imagem de prisioneiros dançando:

For the past few years, they have been using this dance program as part of their rehabilitation program, as a means of positive reinforcement for the inmates. It was quite a strange sight watching over 1,000 inmates in bright orange pants perform choreographed dances. There was even a specialized group of dancers who were better than the rest and therefore were highlighted in the center of the other dancers.

Nos últimos anos, eles têm usado este programa de dança como parte da reabilitação, como uma espécie de reforço positivo para os internos. Foi bastante estranho assistir mil internos com calças laranjas fazerem uma dança coreografada. Tinha até um grupo de dançarinos especialista que era melhor que o resto do grupo que ficava no meio dos outros prisioneiros.

The Fountain Yield [Rendimento da Fonte] viu as performances como uma forma de terapia para os prisioneiros:

We all need to be healed, every one has the right to be given another chance. The best way to heal ourselves if through any form of art. Art gives spirit freedom to express itself. These people obviously have suffered from certain blockages in their life that is why they ended up in prison. Dancing is a form of release for them. Aside from the fact that it could lift up their morale. This could give them more optimism once they get out of prison.

Todos precisamos de cura, todos têm o direito de ter uma segunda chance. A melhor forma de nos curarmos é através de qualquer tipo de arte. A arte libera o espírito para se expressar por conta própria. Essas pessoas obviamente sofreram de algum tipo de bloqueio em suas vidas, por isso acabaram em uma prisão. Dançar é a forma de libertação deles. Além do fato de aumentar a moral deles. Isto pode trazer mais otimismo para quanto saírem da prisão.

Entretanto, Hellagood Ed's Wee Weblog questiona  o papel da música na reabilitação de prisioneiros:

Are human rights being ignored for the cause of misguided attempt to stop prisoner rebellion and instead the desire to control every action of law-breakers has become a publicity stunt? If the punishment is to suit the crime its hard to see how all the prisoners fit into these routines given that their crimes range from murder to shoplifting… If prisoners are forced into dance skits, how much rehabilitation are they really benefiting from?

Estão os direitos humanos sendo ignorados por causa de uma tentativa equivocada de impedir a rebelião dos prisioneiros e, ao invés de se tornar uma ação de tentar controlar os infratores, ter se tornado um golpe de publicidade? Se o castigo é servir por conta de seu crime, é difícil saber como todos esses prisioneiros se enquadram nestas rotinas, uma vez que seus crimes variam de assassinato à furtos… Se os prisioneiros são forçados a esquetes de dança, o quanto estão realmente se beneficiando com a reabilitação?

No ano passado, este mesmo grupo de prisioneiros fez uma performance em tributo a Michael Jackson dois dias depois de sua morte. A gravação oficial desta performance ainda será colocada online. Aqui está um vídeo não-oficial da performance deste ano:

2 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.