Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Rising Voices no Global Voices Citizen Media Summit 2010 em Santiago, Chile (Parte 2)

Este artigo é uma tradução de Rising Voices At The Global Voices Citizen Media Summit 2010 In Santiago, Chile (Part 2) escrito originalmente por Rezwan.

Gabriel Vanegas, bibliotecário da Biblioteca Pública de La Loma no hotel do Summit. Foto de Alexey Sidorenko. CC BY/NC

Vários membros de diferentes projetos do Rising Voices estiveram presentes no Global Voices Citizen Media Summit 2010 [en] em Santiago, Chile. Neste post iremos colocar algumas de suas opiniões e reações sobre o Summit.

Catalina Restrepo do HiperBarrio escreveu no Convergentes Blog [es]:

Since the beginning of the week, three members of HiperBarrio have been participating in the Summit that Global Voices is organizing this year in the city of Santiago in Chile. A meeting that brings together people from many countries of all continents, to discuss about new Internet applications. (machine translation)

Desde o início da semana, três membros do HiperBarrio estão participando do Summit que o Global Voices organizou este ano na cidade de Santiago, no Chile. Um reunião que une pessoas de diferentes países e continentes para discutir ferramentas de internet.

Yeskenia Corrales, que apresentou o HiperBarrio no Summit, escreveu [es]:

2010 Summit consisted of a great number of participants with stories and projects that are concrete and others have been only in the ideology of the “failures”.

The Library of Santiago de Chile is endowed with good space that allows thousands of users working simultaneously. No services varies greatly with the Colombian librarians. (machine translation)

O Summit consistiu em um grande número de participantes com histórias e projetos concretos e outros que estão somente ainda na ideologia dos “fracassos”.

A Biblioteca de Santiago do Chile é dotada de um ótimo espaço que permite milhares usuários trabalharem simultaneamente. Não existe um serviço similar nas bibliotecas colombianas.

Catalina Restrepo, Juan Arrelano e Yesenia Corrales. Imagem de Alexey Sidorenko. CC BY/NC

Catalina adiciona em seu blog [es] Cosas Del Almas [Coisas das Almas]:

I must also add that it greatly pleased me that we can give a face to the experience of Blogging Since infancy (a Rising Voices project). It was one of the presentations that I was more attentive (not to mention the open sessions on translation and affordability, the dialogues between teams of translators/ authors, the discussion in open session heard about Maneno.org and Global Voices in Aymara , etc, etc).

Preciso dizer que me trouxe uma grande alegria que pudemos dar uma cara para a experiência do Blogando desde a Infância (Projeto do Rising Voices). Foi uma das apresentações que prestei mais atenção (sem deixar de mencionar as sessões abertas sobre tradução e acessibilidade, o diálogo entre o time de tradutores/autores, discussões em sessões abertas sobre Manemo.org e Global Voices em Aymara, etc, etc).

Juliana Rincon do HiperBarrio. Foto de Alexey Sidorenko. CC BY/NC

Juliana Rincon do HiperBarrio escreveu [es] sobre a diversidade dos participantes do Summit:

It is also refreshing to be in a place where people ask “do you like” and not “what is your profession.” Also, “where you live” instead of “Where are you”. And when someone does ask for the “origin”, we know that he wants to hear a list of cultures to which we adhere.

Traveling after the conference, trying to figure out where we came from. Our passports do not tell the whole story. Then had to go into details. I was Colombo-Peruano-Costarricense. That my friend was Indo-Canadian-American. That the other was Nigerian-German-American. The other was Tunisian-Holland. That was a Peruvian and a Colombian also in the group. And that worked at the same place despite all that.

É renovador estar em um lugar em que as pessoas perguntam do que você gosta e sobre a sua profissão. Também perguntam “onde você mora?” ao invés de “Como está?”. E quando alguém pergunta sobre a nossa “origem”, sabem que quer conhecer algumas coisas da nossa cultura.

Viajar depois da conferência e tentar descobrir de onde viemos. Nossos passaportes não contam toda a história. Por isso, tive que entrar em detalhes. Eu era Colombiano-Peruano-Costarriquense. E minha amiga era Indo-Canadense-Americana. Que o outro era Nigeriano-Alemão-Americano. E o outro Tunisiano-Holandês. Que existia um Peruano e uma Colombiana também no grupo. E que trabalhamos no mesmo lugar apesar de tudo.

Nat Bayjay do Ceasefire Liberia escreveu de Santiago, Chile [en]:

Nat e Ruthie se conheceram pessoalmente pela primeira vez durante o Summit. Imagem de Jillian York. CC BY/NC

The most exciting moment in the history of Ceasefire Liberia took place as the founder of the Project, Ruthie Ackerman, and the Liberian blog manager, Nat Bayjay met for the first time ever at the Global Voices Summit in the Chilean capital of Santiago May 6, 2010.

Despite working together for a little over one year now, all contacts between the both had been electronically.

O momento mais emocionante da história do Ceasefire Liberia aconteceu quando a fundadora do projeto, Ruthie Ackerman, e o coordenador do blog liberiano, Nat Bayjay, conheceram-se pela primeira vez no Summit do Global Voices, no Chile, no dia 6 de maio de 2010.

Além de já estarem trabalhando juntos por mais de um ano, todos os contatos entre eles foram feitos eletronicamente.

Leia a história completa aqui [en].

Nat preparando sua apresentação para o Summit. Foto de Oso. CC BY

Nat também publicou um post detalhado compartilhando os pontos altos do Summit [en]:

The Santiago Summit was held at the Biblioteca de Santiago (Santiago Library) from May 6 to 7, 2010 followed by an internal meeting of GV members and executives from May 8 to 9, 2010.

The presence of more than 200 participants, representing at least 60 countries from all of the world’s active continents, graced the event that has since received mass media publication globally on German, Italian and other European televisions, online and newspaper outlets, including those from the Latin American and African continents.

What was so fascinating and exciting about the Summit was the manner in which real-time participation and all major discussions and happenings were captured, translated, and published online live by authors, editors and contributors as the event proceeded.

O Summit aconteceu na Biblioteca de Santiago entre os dias 6 e 7 de 2010, seguido por um reuniões fechadas com os membros e executivos do Global Voices entre os dias 8 e 9 de maio.

A presença de mais de 200 participantes, representando pelo menos 60 países de todos os mais ativos continentes do mundo, abençoaram o evento que desde então recebeu cobertura lobal pela TV em alemão, italiano dentre outros canais europeus, online e jornais de notícias, incluindo os da América Latina e do continente Africano.

O que foi mais fascinante e excitante sobre o Summit foi a forma como aconteceu uma participação em tempo real e todos os debates importantes e acontecimentos foram capturados, traduzidos e publicados online ao vivo pelos autores, editores e colaboradores durante o evento.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.