Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Rússia: Explosão de ônibus em Togliatti

 

Na manhã do dia 31 de outubro, uma bomba explodiu em um ônibus cheio de gente a caminho do trabalho, na cidade de Togliatti [en], ao sul da Rússia, matando 8 pessoa e ferindo 50.

Usuário do LJ, kotenok_suz escreveu [rus]:

[…] Eu estou com medo. Eu estou morrendo de medo, assim como [a maioria das pessoas] de Togliatti. Hoje a morte baixou na nossa cidade. Preste atenção quando você andar por aí. Ela está perto…

Usuário do LiveInternet.ru, anfisa yop escreveu [rus]:

E eles não vão mais chamar minha cidade favorita de vilarejo. Porque em um vilarejo, é tudo calmo e tranquilo… […]

Usuária do LiveInternet.ru, Omar4ik escreveu [rus]:

Hoje, eu acho, foi o dia mais nervoso de minha vida. Minha filha (a mais velha) sai a caminho do instituto NESSA MESMA hora e DESSE MESMO ponto [de ônibus] (30 metros da intersecção), [para chegar lá] às 8h30 da manhã. Ela sai de casa às 8 em ponto, e leva cinco minutos andando até chegar no ponto, ela cruza a rua NESSA intersecção. É uma questão de minutos. A gente soube da explosão em 20 minutos mais ou menos, começamos a ligar na mesma hora. Ela não estava atendendo o telefone! Eu não me preocupei muito no início – […] normalmente ela abaixa o volume do telefone quando está na aula, e se o telefone estivesse no bolso da jaqueta, ela nem mesmo percebe o vibrador. Em seguida todo mundo começou a ligar – parentes, irmãos, tias, amigos, etc. Eu comeceu a ficar nervosa! Minha filha não atendeu até 11h30 am, quando o recreio começou e ela ligou o telefone.

Aconteceu que ela estava no ponto na hora da explosão e ouviu o barulho dela. As pessoas começaram a gritar, correndo para o local, mas ela tinha que ir ao instituto. Ela esperou até o ônibus chegar na outra rua e prosseguiu para a aula. […] Foi bom ela não ter ido ao ônibus [que explodiu] para dar uma olhada. A filha de um colega meu do trabalho presenciou o acidente e ela ficou tão histérica que a mãe dela precisou sair do escritório para levá-la ao médico. Minha filha mais nova também passou o dia todo na escola chorando, tanto que ela acabou com dor de cabeça.

De qualquer forma, tudo acabou bem no final. Infelizmente, não para todo mundo: oito pessoas morreram, dentre as quais crianças, estudantes, um professor. No total, 14 estudantes do instituto de minha filha saíram machucados (uma da turma dela). Que Deus receba as almas dos mortos e cure os ferimentos dos que sobreviveram.

Usuário do LJ, baobabka não acreditou [rus] ao ouvir a notícia da explosão:

E foi quando eu fiquei sabendo de Togliatti… Me deixou paralisado. Isso não está acontecendo em meu mundo. Ou estou em outro lugar.

Um leitor oferece uma explicação:

aazz:

Porque você está tão surpreso? As eleições estão próximas.

baobabka:

Explique o que você quer dizer

aazz:

Em algum lugar, em nosso país, uma merda dessas sempre acontece nas vésperas das eleições. Um submarino, um edifício de apartamentos, ou até mesmo uma guerra…

Não pareceu ser fora do normal entre os blogueiros russos ligar a explosão do ônibus em Togliatti às eleições parlamentares e presidenciais próximas na Rússia, mas a conexão mais estranha – embora não a mais óbvia – acontece no blogue da usuária do LJ casualmente.

Há dois meses, sua autora, Inna Smbatyan, se tornou uma entre dois blogueiros-representantes da Comissão Central Eleitoral da Rússia (CEC) na esfera LiveJournal, como moderadora da comunidade izbircom LJ, “uma ponte informativa entre o CEC e os blogueiros”, que está ali para “fornecer informações sobre a campanha eleitoral como um todo, em uma língua que é fácil de entender”. Uma iniciativa inovadora como essa do CEC ganhou muita cobertura nos blogues na época.

No dia da tragédia em Togliatti, Smbatyan republicou uma seleção de fotos extremamente sangrentas das vítimas da explosão (http://casualmente.livejournal.com/193353.html – ALERTA: CONTEÚDO IMPRÓPRIO). Nessa postagem dela, a qual eu escolhi não lincar diretamente, chegou na primeira posição entre os blogues russos, no dia 31de outubro e recebeu 681 até o momento. Duas postagens subsequentes – explanatórias – receberam cada quase cem comentários. A maioria dos leitores de Smbatyan ficaram enfurecidos pela sua decisão de publicar essas imagens altamente incômodas – e aqui está uma de suas tentativas [rus] para se justificar:

[…] O que eu quis alcançar? – que as pessoas vissem o que [a manchete] “oito pessoas foram mortas” significa, em paz de virar meus olhos em outra direção e dizer “ah… [só] oito …”

Aqui parte de uma discussão no blogue [rus] relacionada ao assunto – e bem típica – no blogue, cujo autor, usuário do LJ pantherclaw, também decidiu publicar as fotos horríveis:

gibor:

Publicar imagens como essas significa ser imbecil como o que explodiu o ônibus.

pantherclaw:

Explique a sua posição.

igorilla:

Você não é imbecil, obviamente. Mas eu acho que publicar a foto de uma pessoa na qual ela é mostrada de uma forma [repulsiva] – e você não pode negar que uma pessoa dividida em duas é [repulsiva], poderia? – significa desonrar a pessoa. Aqueles que morreram são cidadãos como você, e eu acho que por solidariedade civil, é errado publicar imagens dos que se foram para todos verem. É melhor publicar fotos de inimigos mortos – ver um inimigo morto é mais atraente do que ver um amigo morto.

pantherclaw:

Acontece que os inimigos ainda estão vivos. Enquanto os que morreram já não importam.

dobriy_cheburek:

Sim, sim, claro. Vamos mostrar apenas as “flores” – da forma como ORT [o canal de televisão do governo] faz.

konoplyaeva_n:

[É a única forma de fazer] nosso povo entender o que está se passando.

(Texto original de Veronica Khokhlova)

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.