Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Quirguistão: De pesquisas nacionais a uma espiã no parlamento

A blogosfera do Quirguistão vem discutindo ativamente os resultados de uma pesquisa nacional conduzida pelo Instituto Republicano Internacional (IRI) em maio de 2007, que teve a participação de aproximadamente 1500 habitantes do país maiores de 18 anos.

De acordo com os resultados da pesquisa, o desemprego, o desenvolvimento econômico, a corrupção e as crises políticas foram creditadas como os maiores problemas que o Quirguistão enfrenta atualmente. O povo do país está especialmente preocupado com a ameaça de guerra, revoltas, e instabilidade econômica e política, como mostra o levantamento.

Algumas notas um tanto pessimistas a respeito dos indicadores razoavelmente positivos apresentados pela pesquisa sobre a situação do Quirguistão foram publicadas em forums.

Por exemplo, IoLa acredita[RU] que houve uma substancial mudança para pior, mesmo que o levantamento indique um amplo progresso e desenvolvimento social e econômico. Zoltan[RU] também discorda de alguns dos resultados da pesquisa:

Интересно кто это написа что им лучше живется, наверное жогорку кенеш опрашивали!?!?!?

“Eu me pergunto quem foi que escreveu que a vida está melhor agora. Será que os entrevistados foram os deputados do parlamento!?!?”

Uma outra pesquisa interessante foi conduzida pelo jornal online russo “Novyi Region[RU]. Ela visava identifiar o mais sexy presidente da ex-União Soviética.

Entre os 15 líderes de Estado, o presidente do Quirguistão, Kurmanbek Bakiyev, classificou-se como o quinto presidente mais sexy. Uma interessante discussão em grupo sobre este tópico se encontra no Svobodnoe Pokolenie (Geração Livre)[RU] e os resultados preliminares da pesquisa foram publicados por Mirsulzhan no neweurasia[RU].

Честно говоря, меня тревожит факт, что нашему Салиевичу кроме сексуальности нечем хвалиться. Обыдна. Если Салиевич сексуальный – то Бабанов кто?

“Para ser honesto, eu estou preocupado pelo fato de que nosso respeitado Salievich (o nome do meio de Bakiyev) não tem nada com que se orgulhar além de sua sexualidade. Se ele é tão sexy quanto o (deputado) Babanov?”

A discussão na blogosfera não ficou limitada apenas a resultados de pesquisas: o Failed States Index (Índice dos Estados que Falharam/Faliram), publicado anualmente pelo Fundo para Paz e pela revista Foreign Policy (Política Externa), também atraiu a atenção dos blogueiros. Asel do neweurasia[EN] e Shannon do nonpon[EN] publicaram posts sobre os resultados do ranking, de acordo com os quais o Quirguistão caiu treze colocações até o quadragésimo primeiro lugar. Aqui está o que Shannon disse:

“Kyrgyzstan, on the other hand, allegedly stepped the furthest from the abyss, dropping a full 13 spots to #41. Encouragingly, the drop was due to lower rankings nearly across the board, albeit extremely marginal. The ability of Kyrgyz to flee the country seems to be the main factor keeping it ranked above Turkmenistan.”

“O Quirguistão, por outro lado, aparentemente se afastou o máximo do abismo, caindo 13 colocações até o quadragésimo primeiro lugar. Encorajadoramente, a queda foi dada aos rankings mais baixos que dominaram a pesquisa, alguns extremamente marginais. A habilidade dos Quirquizes de fugir do país parece ser o principal fator que o mantém acima do Turcomenistão.”

A blogosfera do Quirguistão constantemente fala sobre questões políticas da atualidade, e as duas últimas semanas não foram uma excessão. Um acalorado debate sobre uma espiã aprisionada, uma funcionária do serviço de imprensa do Parlamento do Quirguistão, que alegadamente estava repassando informações secretas para a China, pode ser visto em vários blogues.

Baisalov argumenta[RU] que não existe absolutamente nenhuma informação secreta de estado ou militar no parlamento, enquanto anonymous comenta[RU] que possivelmente isto tenha sido apenas um golpe de relações públicas de Sutalinov, chefe do Comitê de Segurança Nacional do Estado, que gosta de agir assim. Naryn Aiyp comenta[RU] sobre a afirmação de Djekshenkulov (ex-Ministro de Assuntos Estrangeiros) de que não é correto fazer pronunciamentos a respeito de ações criminosas de espiões na véspera do encontro do SCO em Bishkek, em agosto deste ano.

(Texto original de Asel)

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.