· Fevereiro, 2012

Notícias sobre Indígenas de Fevereiro, 2012

Leia este post.

Guatemala: Manifesto sobre o Genocídio de Mulheres Indígenas

  28 Fevereiro, 2012

A guerra civil que durou 36 anos (1960-1996) e devastou a Guatemala deixou mais de 200 mil mortos e pelo menos 100 mil mulheres violentadas: a maioria dessas vítimas era de origem étnica maia. Finalmente, a violência sexual contra mulheres maias está sendo investigada como parte dos processos sobre o genocídio, ocorrendo nos tribunais espanhóis atuais.

Leia este post.

Panamá: A Líder Indígena que Enfrentou o Governo

  26 Fevereiro, 2012

No meio da crise que assola o Panamá surge uma mulher que é vista como padrão de luta indígena: Silvia Carrera que, depois de ter sido a primeira mulher a ser eleita à posição de cacique ou chefe tribal, aparece, agora, solidamente contrária às metas de mineração do governo atual.

Brasil: Indígenas Guarani-Kaiowá pedem em carta para sobreviver

  8 Fevereiro, 2012

A blogueira Sonia Matuscelli postou uma carta escrita pelo líder do povo Guarani-Kaiowá do assentamento Ñanderu Laranjeira-Rio Brilhante, no estado do Mato Grosso do Sul, Brasil, dizendo que eles  saying that they querem ” sobreviver fisicamente e culturalmente como povo originário do Brasil” em face ao genocídio que vem sendo...

Colômbia: O que há em um nome?

  2 Fevereiro, 2012

O documentário Nascemos em 31 de dezembro, de Priscila Padilla expõe as violações dos direitos humanos que o grupo indígena Wayuu enfrenta. Muitas de suas carteiras de identidade, produzidas em massa para obter votos importantes em períodos eleitorais, informam que todos nasceram na mesma data e informam nomes falsos ofensivos, que...

Leia este post.

Malásia: Bloqueio em Defesa de Floresta e os Direitos Indígenas

  1 Fevereiro, 2012

Oito pessoas do povo indígena Temiar foram detidos na Malásia por tentarem fazer um bloqueio para impedir que lenhadores entrassem no seu vilarejo. Eles são contra um projeto de agricultura do governo local, que requer a derrubada de árvores da floresta de sua terra ancestral. Advogados, ativistas de direitos humanos e cidadãos reagiram.