Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Blogosfera russa: Visão geral em 2009-2010

Esta análise foi escrita originalmente como parte de uma apresentação sobre a internet russa durante a recente Conferência de Mídia Cidadã do Global Voices 2010.

Alexey Sidorenko presenting at the Global Voices Summit in Santiago, photo by Gregory Asmolov

Alexey Sidorenko em apresentação na Conferência do Global Voices em Santiago; foto de Gregory Asmolov.

Fatos básicos

A penetração da internet na rússia chegou aos 38% (quase 40 milhões de usuários [ru]) em 2009. A plataforma de blogs mais popular do país é o Livejournal.com, ainda assim, blogs.mail.ru e liveinternet.ru são também importantes [ru] e influentes. O preço do acesso à internet na Rússia varia de cidade para cidade (de US$10 a US$50 pelo mesmo serviço [en]). O uso de blogs é altamente centralizado: 50% dos usuários da internet são de Moscou e São Petersburgo, 67% dos principais blogueiros são de Moscou [Ru]. A demografia é similar à global: A maioria dos blogueiros tem entre 15-30 anos, as mulheres costumam estar mais presentes que os homens.

Principais tendências em 2009-2010

  • Regionalização: rápido crescimento de blogs e foruns nas regiões [en];
  • “Twitterização”: crescimento do papel do Twitter (nos últimos 6 meses mais e mais blogueiros começaram a tuitar. O Twitter é especialmente popular entre blogueiros posicionistas);
  • Crescente envolvimento do governo na blogosfera (as medidas governamentais são tanto negativas [filtragem de conteúdo, censura] quanto positivas [lançamento de blogs e redes sociais, convite à blogueiros para eventos importantes] em torno da blogosfera);
  • Os blogs estão ganhando confiança enquanto fonte de informação (para as novas gerações de russos, a Internet é uma fonte de informações mais confiável que o radio [en]);
  • As campanhas virtuais estão se tornando mais e mais populares.

A blogosfera russa vence

Em situações extremas os blogueiros são os primeiros a espalhar as notícias, agregar informação, manter a pressão sobre a informação. O papel dos blogs e das novas mídias foi crucial do ataque ao metrô de Moscou, do acidente do “Nevsky Express [en], do incêndio em Perm [en] e de outros desastres. Algumas vezes, campanhas em blogs acabaram por causar mudanças na vida real (caso “Live barrier” [en], salvamento do turista na Indonésia [en], caso do passaporte estrangeiro de Oleg Kozlovsky [en] e outros). Ainda assim, a situação está longe da ideal – a lista dos fracassos da blogosfera russa em promover mudanças é maior que a lista das vitórias e sucessos.

Blogosfera Russa e Sociedade

  • Em muitos casos, campanhas virtuais não levam à uma mudança na vida real (especialmente em grandes casos). Um dos maiores exemplos é a situação do prefeito Dymovski [en]. Apesar de seu discurso em vídeo ter sido esmagadoramente popular, ele foi preso e não foram feitas acusações em seu departamento de polícia. O mesmo aconteceu (no sentido de que nada aconteceu) com o gerente da Lukoil, Alexander Barkov, que aparentemente estava em seu carro quando este bateu em duas mulheres em Moscou [en].  Barkov escapou de qualquer acusação criminal mesmo que as provas contra ele fossem bem convincentes.
  • Blogs são usados pelo governo como um canal para ventilar críticas e até mesmo opiniões radicais enquanto mantêm o sistema político autoritário intacto.
  • Os blogs falham em prover investigações independentes (mesmo que algumas vezes eles tentem). Às vezes estes blogueiros que fornecem investigações independentes são punidos pela polícia. Isto aconteceu com Mikhail Afanasiev [ru], blogueiro da etnia Khakas que tentou propor uma versão alternativa ao acidente com a barragem Sayana-Shushenskaya.
  • A hierarquia como reflexo da estrutura social russa. O Livejournal com suas relações de amizade se tornou um sistema extremamente hierárquico com “top” blogueiros de um lado e todos os outros do outro. Para ter voz neste sistema, um dos blogueiros populares deve promover um link ou um usuário.
  • Blogueiros pagos: Humano, bots, splogs (blogs spam). Todas as coisas presentes na internet global estão florescendo na RuNet, o que nos leva a opiniões severamente tendenciosas de redes de blogueiros populares em vários casos.
  • Trolls, Trollar (em certos casos alegadamente sob patrocínio de autoridades).

Influência governamental na Blogosfera

As formas de influência governamental na RuNet está se tornando cada vez mais predominante. Abaixo alguns exemplos:

Formas negativas de envolvimento:

  • Filtragem de conteúdo e checagem por parte do gabinete do procurador russo e da polícia [en] com base na lista de elementos extremistas [ru]. Provedores são processados [en] se eles se recusam a bloquear certos sites.  A única coisa boa sobre esta forma de envolvimento é que a base legal para bloquear os sites é mais ou menos transparente . De qualquer forma, todo o processo de definir elementos extremistas está longe de ser transparente. Como o caso de Dmitri Solovivev mostrou [en], o resultado de checagens socio-linguísticas podem variar dependendo do lugar em que a checagem for feita.
  • Bloqueio direto (bloquear sites através de ligação telefônica) é um caso em que o site é bloqueado depois de uma ameaça direita pelas autoridades. Um número de casos estão documentados aqui e aqui [en]. Situações envolvendo sites de troca de arquivos como torrents.ru e ifolder.ru também se encaixam nesta prática, ainda que neste caso se trate mais de razão comercial que política.
  • Ataques-DDOS (Denial of Service) em sites de jornais (Vedomosti [en], Kommersant, e Novaya Gazeta [en] foram atacados através desta prática no último ano).
  • Casos criminais contra blogueiros e outras formas de assédio (Irek Murtazin [en], Sergey Peregorodiev [ru] e outras).
  • Publicação anônima de material comprometedor contra líderes opositores (como o caso “Mumugate” [en]).

Formas positivas de envolvimento:

  • Abertura de numerosos blogs de políticos. A lista com os principais blogueiros pró-governo pode ser encontrada aqui [en].
  • Lançamento de redes sociais de partidos (Soratniki [en], Berloga [ru] e outros).
  • Conselhos governamentas [ru] com blogueiros (até agora apenas em uma região, mas talvez seja [um instrumento] usado em outras) como forma de cooptação/envolvimento.

Finalmente, a internet russa está se tornando um lugar mais politizado e mais regulamentado. Junto com mais confiança e número de leitores, os blogueiros ganham mais atenção por parte das autoridades. Ao mesmo tempo, a estrutura da blogosfera tende a  reproduzir a estrutura social offline, tendenciosa e hierárquica.

2 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.