Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

SuperPower: BBC e o Global Voices

É um grande prazer para mim anunciar um projeto em comum entre o Global Voices e a BBC News, como parte da temporada SuperPower da BBC, que inicia hoje.

Este último ano tem sido particularmente de abrir os olhos em termos do aumento na interação entre a mídia de massa e o jornalismo cidadão. Eventos em Bombaim, Moldova, Irã, Haiti, e agora no Chile, são nada mais que alguns exemplos de como o mundo tem estado ansioso para fazer um contato direto e imediato com cidadãos em contextos locais durante crises. Estes cidadãos podem ter tido blogs, contas no Twitter, e celulares há anos, mas somente no ano passado a mídia de massa adotou uma narrativa de mídia cidadã como um elemento integrado às suas reportagens de notícias.

Quando o Global Voices foi criado no Centro Berkman para Internet e Sociedade na Universidade de Harvard há cinco anos, a iniciativa tinha como foco os cidadãos em países em desenvolvimento e sociedades que não falavam inglês e estavam começando a usar blogs para construir pontes para pessoas de diferentes culturas e países. O que poderia ser assimilado da leitura e tradução das palavras de dissidentes online na China? O que poderia ser adquirido na leitura de blogs de mulheres árabes? E como o Global Voices poderia encorajar a mídia de massa a reconhecer o valor e benefícios de usar blogueiros inteligentes e admirados locamente como fontes em suas reportagens?

Ao longo dos anos, tornamo-nos parceiros e amigos próximos de organizações como a Reuters, a BBC, CNN, La Stampa na Itália, e muitas outras. Ao mesmo tempo, o acesso à Internet aumentou de tal forma que alcançou um limiar de sensibilização e participação na maioria dos países ao redor do planeta. Em países onde somente há alguns anos o número de blogs poderia ser contado em uma mão, há agora milhares de cidadãos digitando, contando suas próprias histórias e documentando o mundo à sua volta. Como resultado, vidas e comunidades mudaram. Além disso, a internet tem desmoronado com muitos dos atuais princípios da comunicação social e política da mídia de massa, criando plataformas múltiplas e sobrepostas para que as pessoas falem, participem e organizem.

No Global Voices, temos continuadamente procurado novos caminhos para complementar o ciclo de notícias e desenvolver novas plataformas para evidenciar como cidadãos globais estão comunicando com suas próprias palavras. Temos uma editoria virtual e enraízada de mais de 200 indivíduos talentosos e inovadores de países que você raramente ouve falar sobre nos noticiários.

Da última vez que me encontrei com o editor do website BBC News, Steve Herman, em junho de 2009, discutimos como poderíamos colaborar na investigação do papel e efeitos da mídia cidadã por todo o mundo, com um foco sobre como perspectivas locais podem afetar notícias globais.

Desde então, vimos a mídia de massa cobrir grandes conflitos como o do Irã de forma substancial através dos olhos de conteúdo cidadão. A idéia de que jornalismo cidadão é de alguma forma oposto ou em conflito com o jornalismo tradicional agora é claramente algo do passado; é evidente que ambos existem em uma relação simbiótica entre si, com muitas oportunidades de colaborar na criação de notícias, narrativa, e distribuição de conteúdo.

Por duas semanas, exploraremos oportunidades de colocar estas colaborações em prática. A editora geral do Global Voices, Solana Larsen, visitará a editoria da BBC em Londres. Colocaremos links para conteúdo de mídia cidadã nas notícias da BBC, enquanto compartilhamos histórias exteriores da nossa editoria com seus editores e repórteres. Da linha de frente de batalhas online para liberdade de expressão à histórias cotidianas sobre língua, cultura e vida em blogs estrangeiros, estamos ansiosos para compartilhar o nosso melhor com uma audiência mais ampla.

Ivan Sigal é o diretor executivo do Global Voices Online.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.