Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Africanos ‘dão lição’ de boa governança ao presidente dos EUA após indignação mundial com comentário ‘racista’

Líderes africanos na 4ª Reunião de Alto Nível para a Redução de Riscos de Desastres. Foto do Gabinete das Nações Unidas para a Redução de Risco de Desastres (UNISDR).

No dia 11 de janeiro, quinta-feira, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, referiu-se ao Haiti, El Salvador e a algumas nações africanas como “países de merda”, durante uma reunião com legisladores sobre imigração no Salão Oval da Casa Branca, em Washington D.C. Segundo os legisladores, Trump questionou:

Why are we having all these people from shithole countries come here?

Por que temos todas essas pessoas de países de merda vindo para cá?

O comentário desprezível do presidente norte-americano gerou revolta imediata em todo o mundo, assim como manifestações humoradas inesperadas de internautas africanos, que aproveitaram o comentário de Trump para expor indignação pela falta de boa governança em muitos países africanos.

O porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas, Rupert Colville, descreveu o comentário como “racista”:

These are shocking and shameful comments from the President of the United States. There is no other word one can use but ‘racist’… You cannot dismiss entire countries and continents as ‘shitholes’, whose entire populations, who are not white, are therefore not welcome…It’s about opening the door to humanity’s worst side, about validating and encouraging racism and xenophobia that will potentially disrupt and destroy lives of many people.

Esses comentários do presidente dos EUA são chocantes e vergonhosos. Só uma palavra pode ser usada para isso, que é ‘racista'… Não se pode desprezar países e continentes inteiros como ‘merda’, cujos cidadãos que não são brancos não são bem-vindos… Isso abre portas para o que há de pior no ser humano, legitimando e encorajando racismo e xenofobia, o que pode desestabilizar e destruir muitas vidas.

O governo de Botswana “convocou o embaixador dos EUA em Botswana para expressar desagrado com os supostos comentários do presidente Trump”:

COMUNICADO OFICIAL |Botswana condena comentários feitos pelo presidente Trump

Donald Trump tentou minimizar o impacto negando ter feito tal comentário, e disse que foi uma declaração “feita pelos democratas”:

Eu nunca disse nada depreciativo sobre haitianos, a não ser que o Haiti é, sem dúvida, um país muito pobre e com problemas. Nunca disse ‘tirem eles daqui’. Isso veio dos democratas. Tenho uma ótima relação com os haitianos. Talvez eu deva gravar futuras reuniões. Infelizmente, não dá para confiar!

Internautas africanos não perderam tempo e reagiram aos comentários de Trump. Mesmo sem justificar, alguns deles afirmam que as palavras de Trump são uma acusação contra os governos de várias nações africanas:

James Proper, colaborador da Global Voices de Uganda, disse:

Por que se importar com @realDonaldTrump chamando nossos países de merda? Pra começar, não fomos capazes de nos tornar autônomos. Dependemos do dinheiro deles, por isso eles nos desrespeitam. Precisamos começar a pensar de forma independente. Vamos sofrer com o pouco que temos e trabalhar para sermos grandes.

O nigeriano Ugo Agbaji expressou os mesmos sentimentos:

Nigéria é um PAÍS DE MERDA por culpa dos seus líderes. Tenho de concordar com Trump, mesmo não gostando dele. Caro Trump, queira lembrar a Nigéria de que ela é um país de merda cujos líderes precisam deixar de fazer merda.

O internauta queniano Daniel Makaya zombou da corrupção e dos líderes despreparados da África:

A África, sobretudo a região subsaariana, é liderada por hipócritas na África do Sul, Nigéria e no Quênia, que são grandes países de merda. Os governos sacaneiam o povo, e 75% das receitas públicas vão para os bolsos de uma corja de políticos. A África não tem chance com os líderes que estão aí.

O nigeriano Kelvin Odanz foi direto:

Os nigerianos que vivem no país sabem que a Nigéria é uma latrina. Eles fazem fila nas embaixadas toda semana com a esperança de escapar. Os nigerianos e povos do restante do continente que conseguem escapar (que não vivem nessas latrinas) é que ficaram enfurecidos com Donald Trump ter chamado a Nigéria de país de merda.

O tuíte de outro nigeriano, Onye Nkuzi, faz alusão à injustiça em sua terra natal em relação às pessoas mortas por pastores na véspera do Ano Novo, em Benue:

Desculpem, acabamos de enterrar 73 jovens, mulheres e crianças inocentes em Benue, Nigéria. Por isso nós temos coisas mais importantes com que nos preocupar do que os comentários maldosos de Trump. E sim, a Nigéria é um país de merda. Quanto ao resto da África, não sei dizer. Não conheço o bastante para comentar.

Steve Biko atribuiu a culpa às políticas tribais da África:

Segundo Trump, a África é uma latrina que sofre com a falta de comodidades, comida e liderança. É isso que nós ganhamos como africanos por elegermos líderes com base em nossas heranças tribais. Acabamos servindo de palhaços sem políticas em prol da independência da África.

O ganês Seraphic Herbsman aconselhou os africanos a usarem sua indignação para “reverter essa situação”.

A África é uma merda. Não se revoltem. Canalizem essa raiva sendo patrióticos e revertendo essa situação.

Entretanto, alguns africanos ficaram indignados com os comentários de Trump. A sra. Nawande foi taxativa ao dizer que “Trump é que é um merda”:

SIM, a África e seus países têm seus problemas…isso é fato…mas sermos xingados e desrespeitados de forma descarada pela nação que por anos tirou todos os recursos do continente é demais. TRUMP É UM PRESIDENTE DE ‘MERDA’. PONTO FINAL.

Nyaguthii wa Muriuki falou sobre a falta de conhecimento dos EUA em relação à África:

O presidente dos EUA é um exemplo típico do pensamento norte-americano. Em pleno 2018 eu acho que eles ainda usam a foto de uma criança faminta de anos atrás, que representa 0,00000000000000000000001% da população africana e ensinam aos americanos como a África parece uma * latrina 😏

Didi Angela lembrou ao mundo novamente que a África é um continente, não um país:

Esse presidente chamou a África de país de merda? Alguém diga a ele que a África é um continente, e que os imigrantes africanos estão entre os mais bem escolarizados dos EUA. Esse presidente é um ignorante e um racista

Gege, um nigeriano vivendo no Reino Unido, dá uma lição ao presidente americano para que mantenha a dignidade do seu cargo:

Decência, humildade e compaixão: é isso que significa uma grande liderança. É verdade que a Nigéria é um inferno para muita gente. É bem rude da parte de Trump denegrir as condições de vida dos pobres na África. O homem está maculando o cargo de presidente dos EUA com seu comportamento incivilizado.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.