Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Timor-Leste marca o primeiro golo da corrida para mundial de 2018 na Rússia

Crianças jogam à bola em Dili, Timor-Leste. Foto Arquivo/Manuel Ribeiro

Crianças jogam à bola em Dili, Timor-Leste. Foto Arquivo/Manuel Ribeiro

A jovem nação do sudeste asiático, Timor-Leste, que faz fronteira com a Indonésia e divide o Mar de Timor com a Austrália, foi a primeira selecção a marcar golos na qualificação para o Mundial de Futebol de 2018.

Nos próximos dois anos e meio, 208 nações vão disputar, entre grupos divididos pelos cincos continentes, por um lugar que os levará à Rússia. 

Timor-Leste recebeu e goleou a selecção da Mongólia por 4 a 1 no estádio municipal de Dili que esteve completamente cheio.

 A assistência de 9 mil pessoas chegou mesmo a ser destaque no twitter do canal desportivo ESPN:

Com um plantel jovem, a equipa nacional de Timor-Leste conta com alguns jogadores brasileiros, naturalizados timorenses que ajudaram o grupo a ultrapassar este primeiro desafio. É também comandada por um treinador brasileiro, Fabio Magrão.   

O primeiro golo da partida foi do avançado timorense Chiquito (Filipe do Carmo):

A selecção ocupa o lugar número 185 no ranking da FIFA.

Os adeptos celebraram nas ruas da capital de modo efusivo o excelente resultado alcançado frente à Mongólia. No Facebook também se verificou a felicidade dos timorenses, como demonstra o antigo Presidente e Nobel da Paz, José Ramos-Horta:

Um momento de orgulho para Timor-Leste, não apenas por termos ganho o jogo contra a Mongólia, não apenas por termos sido a primeira selecção a jogar esta qualificação para o Mundial de 2018 mas também por ver um estádio cheio de paz, com tanta juventude a aplaudir os seus heróis. Numa nação tão jovem é bom ver a aposta no desporto, seja futebol, Thai boxing ou outras modalidades. Será que vamos ao Mundial? JRH

As felicitações chegaram de todas as partes com destaque para os países lusófonos. Paulo Henrique Schroder, do Brasil, comenta na página de Ramos-Horta: 

Eu como brasileiro e sendo do “país” do futebol, vejo com muito orgulho nossos irmãos timorenses iniciando com um bom placar os trabalhos para a Copa de 2018. Parabéns a todos do Timor.

Timor-Leste desloca-se à Mongólia, no dia 17 de Março, para disputar o jogo da segunda mão.