Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Etiópia: Mensagens de solidariedade de cristãos para muçulmanos

[Todos os links levam a sites em inglês]

No momento em que os muçulmanos da Etiópia prosseguem com seus protestos pacíficos para tentar pôr um fim na intromissão do governo em assuntos religiosos, mensagens de unidade enviadas por compatriotas cristãos viralizam na esfera digital do país.

Muitos etíopes cristãos mudaram o status no Facebook para declarar apoio aos etíopes muçulmanos. Não há uma forma melhor de resumir o acontecimento do que a mensagem de unidade de Abiye Teklemariam:

I don't like when you trample upon my basic right to worship. I don't like when you shove your version of my religion down my throat. I don't like when you intimidate, arrest and jail my leaders without any legitimate reason or due process. I don't like when you defile my place of worship. I don't like when you stoke the flames of suspicion and fear between Christians and Muslims in this beautiful country of mine. You can fool some of the people all of the time, and all of the people some of the time, but you cannot fool all of the people all of the time. I am Abiye Teklemariam. And today I AM A MUSLIM!

Eu não gosto quando você pisa no meu direito básico ao culto. Eu não gosto quando você enfia a sua versão da minha religião na minha goela. Eu não gosto quando você intimida, detém e prende meus líderes sem qualquer motivo legítimo ou sem o devido processo judicial. Não gosto quando você profana o meu templo de adoração. Não gosto quando você atiça as chamas da suspeita e do medo entre cristãos e muçulmanos neste meu belo país. Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo e todas as pessoas por algum tempo, mas não consegue enganar todas as pessoas o tempo todo. Eu me chamo Abiye Teklemariam. E hoje EU SOU MUÇULMANO!

Jawar Mohammed postou:

“Muslims in Ethiopia respect our Christian brothers and sisters and are hopeful that the recent fights and violence will not lead to a larger conflict between Muslims and Christians. We have other more important issues to deal with now in Ethiopia.”

I may add that despite ill wishes by some ‘international’ actors and deliberate provocation by our evil dictators, we, citizens of that country will never allow conflict between our Muslim and Christian communities. Indeed we have better things to do such as getting rid of dictators and pulling our country out of poverty, rather than fight among ourselves.

“Os muçulmanos na Etiópia respeitam os nossos irmãos e irmãs cristãos e estão esperançosos de que as lutas e violência recentes não acarretarão um conflito maior entre muçulmanos e cristãos. Temos outros assuntos mais importantes para tratar na Etiópia neste momento.”

Posso acrescentar que, apesar de certas figuras ‘internacionais’ desejarem mal e da provocação deliberada da parte de nossos vis ditadores, nós, cidadãos deste país, nunca permitiremos um conflito entre as nossas comunidades muçulmana e cristã. Na verdade, temos coisas melhores a fazer, como nos livrarmos dos ditadores e ajudar o nosso país a sair da pobreza, em vez de lutarmos entre nós mesmos.

A mensagem de unidade de Obang Metho incluiu versos do Alcorão [post atualmente indisponível]:

Meles and his TPLF are trying to steal the real Ethiopia from us and make us to be divided. How can we stop him from breaking up our families and keeping future generations in bondage? We can stop him by loving our neighbor as ourselves. We can do it by refusing to tolerate hate, corruption, injustice, genocide, greed, lies or doing nothing. As it says in the Qur’an, [2:263] “Kind speech and forgiveness is better than charity followed by injury; and Allah is Self-sufficient, Forbearing.”

Meles e seu partido, o TPLF, estão tentando nos roubar a verdadeira Etiópia para nos dividir. Como podemos impedi-lo de destruir as nossas famílias e de manter as gerações futuras em cativeiro? Nós podemos detê-lo amando o nosso próximo como a nós mesmos. Podemos fazer isso nos recusando a tolerar o ódio, a corrupção, a injustiça, o genocídio, a ganância e as mentiras, ou não fazendo nada. Como diz o Alcorão, [2:263] “Uma palavra cordial e o perdão são preferíveis a caridades seguidas de injúria, porque Deus é por si Tolerante, Opulentíssimo.”

No Twitter, Welansa Asrat aconselhou seus compatriotas muçulmanos a continuarem protestando. Ela disse [em post atualmente indisponível]:

@Dr_Asrat: Ethiopia #EthioMuslims Keep up the Protests & Know That Christians around the World Support You – Centuries Of Love & Respect Between Us.

@Dr_Asrat: Etiópia Etíopes muçulmanos, continuem protestando e saibam que cristãos em todo o mundo os apoiam – Séculos de amor & respeito entre nós.

Mohammed Ademo usou o HashTracking para mensurar o impacto das mensagens com a hashtag #EthioMuslims no Twitter:

@OPride: 323 tweets tagged #EthioMuslims generated 140K + impressions, reaching 50,671 followers in 24 hrs via @hashtracking

@OPride: 323 tweets com a tag #EthioMuslims geraram mais de 140 mil compartilhamentos, alcançando 50.671 seguidores em 24 horas via @hashtracking

Os protestos pacíficos dos muçulmanos etíopes já duram mais de um ano, e não têm data para acabar.

O Islã é a segunda religião mais praticada na Etiópia, depois do Cristianismo. Na história e tradição islâmicas, a Etiópia é conhecida como o “paraíso da primeira migração, ou Hijra”.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.