Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Egito: Palavras de ordem no mais alto e bom som na Praça Tahrir

Este post é parte de nossa cobertura especial Protestos no Egito em 2011.

Cidadãos de todos os estratos sociais e profissionais continuam em coro pedindo o fim do regime de Mubarak, enquanto o Egito prepara-se para o 11º dia seguido de grandes protestos.

O dia de hoje está sendo chamado de Dia da Partida ou Sexta Final, e milhões de pessoas estão sendo mobilizadas para marchar exigindo a queda do regime de Mubarak depois das orações do meio dia desta sexta. Várias pessoas já estão na Praça Tahrir, no Cairo, e as palavras de ordem e cânticos nunca foram ouvidos de forma tão alta.

O drama continua a se desenrolar em frente das telas da televisão e redes sociais, apesar das tentativas desesperadas do governo para silenciar as vozes livres do resto do mundo todo. O dia de ontem foi marcado por ataques sem precedentes da parte do governo contra ativistas políticos, defensores dos direitos humanos e imprensa internacional, causando indignação da comunidade global.

Ao calar da noite, prendemos a nossa respiração esperando o pior de um regime que tem demonstrado ser capaz de baixar o nível e usar os mais desprezíveis métodos para aterrorizar egípcios que pedem mudança e aspiram a uma vida melhor. Denúncias de capangas pagos pelo governo causando destruição continuam dominando nossas timelines, assim como o aumento dos registros de mortos e feridos.

De volta a Tahrir, o clima parece jubiloso [en], com os capangas de Mubarak mantidos à distância. Ayman Mohyeldin tuita [en]:

Festive and Celebratory atmosphere that marked the days of the protest b4 Pro-mubarak peeps attacked is back in

Está de volta a atmosfera festiva e celebrativa que marcou os primeiros dias de protesto, antes dos caras pró-mubarak atacarem

Abbas Al Lawati, jornalista que viajou de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, tuíta [en] do meio da multidão:

Just got to Tahrir sq. 3 chains of defence. Was checked for ID six times, patted down 4 times

Acabei de chegar à Pç Tahrir. 3 barreiras de defesa. Checaram minha identidade 6 vezes, revistaram 4 vezes

E o blogueiro e ativista Malek anunciou em sua conta no Twitter que fará transmissões ao vivo dos protestos na Praça Tahrir no bambuser.

Mais imagens dos protestos, foram disponibilizadas YouTube:

Translation via Adam:

“Alaa Mubarak, who demands royalties on every business he commissions, And they say he repented but he's stuffing his face with meat (kebab), Guess It's his daddy's money. Money does what it wants, While people became dirty poor, No to Mubarak No to Sulieman, To hell with tyranny. We want a civil state, Not for sect or religious ideology (x2), Not for sects or for bandits!”

Tradução via Adam:

“[o filho mais velho do presidente Murabak] Alaa Mubarak, que exige comissões de todos os negócios que conduz. Dizem que ele se arrependeu, mas continua enchendo a cara de carne (kebab), acho que é com dinheiro do papai. É o dinheiro do papai. Dinheiro faz o que quer, enquanto o povo empobreceu miseravelmente. Não a Mubarak. Não a Sulieman, Que a tirania vá ao inferno. Queremos um estado civil, não para seitas ou ideologia religiosa (x2), não para seitas e bandidos!”

Outros avisam que vão descansar um pouco antes de voltar para Tahrir, depois das orações de sexta:

going to sleep for 2 hrs , then heading to Tahrir ISA after el Gom3ah prayer

indo dormir por 2 hrs, e depois seguir para Tahrir ISA depois das orações de Gom3ah [sexta]

Raafat continua [en]:

People from all over are heading to #Tahrir . Alexandria on the other hand will rock today #egypt #jan25

Gente de todos os cantos está a caminho de #Tahrir. Por outro lado, a Alexandria vai ser um agito hoje #egypt #jan25

E o apoio não para de crescer. De Bahrain, Eyad Al Malood “veste” um selo do Twibbon para mostrar solidariedade para com os manifestantes egípcios.

Fique ligado em nossa cobertura sobre o Egito.

Este post é parte de nossa cobertura especial Protestos no Egito em 2011.

1 comentário

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.