Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Arábia Saudita: Notícias da campanha Free Fouad

FreeFouad

O blogueiro líder [en] saudito, Fouad Alfarhan, que foi preso em Jeddah no dia 10 de dezembro de 2007 por exercitar o seu direito à liberdade de expressão em seu popular blogue alfarhan.org [ar], tinha enviado uma carta [ar] a seus amigos poucos dias antes da prisão:

Me disseram que existe uma ordem oficial por parte de um funcionário do alto escalão do Ministério do Interior para que eu fosse investigado. Eles irão me pegar a qualquer momento nas próximas 2 semanas.

Tudo isso porque escrevi sobre os presos políticos aqui da Arábia Saudita e eles agora pensam que estou organizando uma campanha online promovendo a causa deles. Eu apenas escrevi alguns artigos, pus ao lado banners e pedi que outros blogueiros fizessem o mesmo.

Ele me pediu para obedecer a ele e assinar um pedido de desculpas. Não tenho certeza se estou pronto para fazer isso. Um pedido de desculpas por quê? Me desculpar porque eu disse que o governo mente quando acusa aqueles caras de apoiarem o terrorismo?

Para esperar o pior, que é ser preso por 3 dias até que escrevamos bons comentários sobre você e deixe você ir.

Pode ser que não haja prisão, apenas uma carta de desculpas. Mas, se for mais que três dias, isso [essa carta] deve ser divulgada. Eu não quero ser esquecido na prisão.

De acordo com sua esposa, com quem conversamos, a prisão de Fouad está diretamente ligada ao seu trabalho no blogue. Ele pode permanecer sob custódia por um mês durante o período de investigação. Depois disso, sua família terá permissão para visitá-lo e será informada sobre o caso e sobre as possíveis acusações que poderão ser feitas contra ele. Fouad está aparentemente detido, sem acusação nem julgamento, na sede do serviço de segurança do Ministério do Interior (al-Mabahith al-‘Amma) em Jeddah. Ele foi preso em seu escritório em Jeddah e foi conduzido à sua casa, onde a polícia confiscou o seu computador portátil.

Esta não foi a primeira vez que Fouad passou por problemas com as autoridades sauditas. No ano passado, Fouad foi interrogado por policiais a paisada e foi forçado a fechar seu blogue. Depois de um hiato de alguns meses, Fouad decidiu continuar a blogar.

Vários blogueiros e ativistas estão organizando a campanha online Free Fouad no site freefouad.com para chamar a atenção para o caso. Até agora, um grupo de apoio a Fouad criado no Facebook já tem 295 membros.

Numa declaração emitida em 24 de dezembro de 2007, A Rede Árabe para Informações sobre Direitos Humanos condenou a “detenção injustificada” do blogueiro Fouad Alfarhan e exigiu que as autoridades sauditas revelem o motivo da detenção dele. “Quando as autoridades sauditas prendem um jovem que escreve de forma madura, que é contra o terrorismo e apela para a reforma, trata-se de um sério indicador de que fanáticos e e aqueles que se opõem à liberdade de expressão e à reforma estão indo longe demais na conquista da Arábia Saudita”, disse o diretor executivo da Rede Árabe para Informações sobre Direitos Humanos, Sr. Gamal.

(Texto original de Sami Ben Gharbia)

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.