Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Marrocos: A morte do Carniceiro Basri

Driss “Carniceiro” Basri  era uma grande figura no Marrocos. Ele começou como um policial e foi indicado a posição de Ministro do Interior em 1979 sob os auspícios do Rei Hassan II. Ele permaneceu nessa posição por 20 anos, e nesse tempo ele alegadamente torturou e prendeu milhares[En] daqueles da oposição à monarquia.

Aqueles anos, conhecidos como “Anos de Chumbo,”[En] terminaram quando o Rei Mohammed VI subiu ao trono em 1999 e prontamente despediu Basri, que então se exilou em Paris, onde morreu na Segunda -feira aos 69 anos. De acordo com algumas pessoas, Basri pretendia voltar ao Marrocos antes da sua morte. Ele deixa para trás uma esposa, três filhos, e duas filhas.

A opinião pública marroquina sobre Basri varia, daqueles de sua cidade natal Settat, que honram-no pelo progresso na região pelo qual ele foi responsável, àqueles que o desprezam por sua violência. Os blogueiros marroquinos não são diferentes.

Blog de Amina Talhimet [Fr] simplesmente diz:

“Driss Basri, l’ancien ministre de l’intérieur marocain est mort à Paris, à la suite d’une longue maladie. Il avait 69 ans. Comme les échéances électorales de 2002, celles de 2007 se feront sans lui. Rien d’autre à ajouter. Sauf peut-être l’intime conviction que les élections du 7 septembre 2007 constitueront un tournant politique historique dans notre pays. Donc, votons pour le Maroc.”

“Driss Basri, o antigo Ministro do Interior marroquino morreu em Paris, seguindo uma longa doença . Ele tinha 69 anos. Como as eleições de 2002, as de 2007 também serão feitas sem ele. Nada a acrescentar. Exceto talvez uma convicção interna de que as eleições de 7 de Setembro de 2007, será um ponto de virada da História política do nosso país. Portanto, votemos pelo Marrocos.”

A Moro in America [Ar] disse:

عل وفاة َرجل المغرب القوي في عهد الحسن الثاني تكون بمثابة قطيعة حقيقية مع عهد الرصاص وانطلاقة جديدة لمغرب شاب بقيادة ملك شاب لشعب شاب أغلبه لم يعايش زمن ادريس الذي ولى أدراجه.
لعلها تكون فأل خير و إشارة رمزية للشباب ديالنا باش نيت ينخرط في الحياة السياسية،لأننا محكومين بالسياسة سواء أحببنا أم أبينا.
رمزية هذا الحدث هو أن باش يكون عندنا مجتمع مؤسساتي أحسن، أّضمن، و أكثر أمانا من أن نكون داخل مجتمع شخصياتي. فمن كان يهلل بإسم البصري فالبصري مات، و من كان كيتلصق عليه من أجل بضعة أوراق مالية أو رخصة طاكسي أو كار رادريس مشا إلى عالم اخر. هذ الزمان ديال مجتمع و سياسة المؤسسات. القصر،البرلمان،الجماعات المحلية بالإظافة إلى قظاء كيظمن الشفافية و المساواة بين المغاربة غادي إن شاء الله يكون المغرب زاز.

“Talvez a morte do homem-forte do Marrocos durante o reinado do Rei Hassan II sinalize o verdadeiro final da Era de Chumbo e um novo começo para um Marrocos jovem liderado por um líder jovem de uma nação feita por jovens que em sua maioria não testemunharam a era de Driss que agora acabou.

Também poderia ser um bom sinal para nossa juventude se envolver em política, que dita nossas vidas, não importa se aceitamos isso ou não.

A significância desse incidente é que nos permitirá ter uma sociedade de instituições, o que é melhor, mais confiável, e mais seguro do que uma sociedade de indivíduos. Para aqueles que costumavam se dar poder através do nome de Al Basri, Al Basri está morto. E para aqueles que costumvam persegui-lo por dinheiro, táxi ou licensa para empressas de ônibus, bem, ele está agora em outro mundo. Esta é, agora, a era das instituições; O Palácio, O Parlamento, as municipalidades locais e um sistema judiciário que garanta transparência e eqüidade entre os marroquinos. O Marrocos será um lugar melhor com a vontade de Alá (Deus).”

Driss Basri

Ghasbouba[En] ponderou se deveríamos ou não perdoar Basri:

“Driss Basri dies..,
Condolences to his family.
Moroccans believe they should not say bad things about their deads and we should follow some the great teachings that say “Mention only good things about your dead”. High levels of Moroccan forgiveness… things that do not always work. But Driss Basri had done tremendous amounts of atrocious things to his follow Moroccans.. There is nothing really good to mention… stp.”

“Driss Basri morre..,
Condolências a sua família.
Marroquinos acreditam que não se deve falar coisas ruins sobre seus mortos e que devemos seguir um dos maiores ensinamentos que diz “Mencione apenas coisas boas sobre seus mortos”. Alto nível de perdão marroquino… coisas que nem sempre funcionam. Mas Driss Basri fez um número tremendamente grande de atrocidades com seus irmãos marroquinos… Não há nada de bom para se mencionar… stp.”

Najlae [Fr] lhe desejou paz:

“Driss Basri est mort ce matin à Paris. Paix à son âme. C’est tout ce qu’on peut lui souhaiter.”

“Driss Basri morreu esta manhã em Paris. Paz em seu coração. É tudo que se pode desejar para ele.”

A blogueira Vagabondeuse[En] foi um pouco mais ousada:

“When Mohammed VI became the official king of Morocco, Driss Basri got fired. It was very obvious that the king did not share the same admiration for Basri as his dad used to.
Driss Basri, the man of many mysteries and scandals is dead now. He will surely serve as a good example for those who take advantage of the their high political status in the country to allow themselves to do about anything to serve their personal agendas.
Nevertheless, may his soul rest in peace.”

“Quando Mohammed VI se tornou o rei oficial do Marrocos, Driss Basri foi despedido.  Era bem óbvio que o rei não compartilhava da admiração a Basri que seu pai costumava ter.

Driss Basri, o homem de muitos mistérios e escândalos agora está morto. Ele com certeza servirá de bom exemplo para aqueles que tiram vantagem de seu alto status para se permitirem fazer qualquer coisa para atender aos seus interesses pessoais.
Mesmo assim, que sua alma descanse em paz.”

Morocco Time[En], por outro lado, compartilhou uma piada popular sobre Basri:

“Driss Basri died in Paris today. Seems like a great time to quote one of the jokes that got Nichane[En] into such hot water last year:

“Driss Basri [the hated and feared Minister of the Interior under Hassan II] died. He tried to bribe the Angel of Death in order to get to Paradise. The angels refused, answering that they are incorruptible and he is going to Hell. While on his way to Hell, Basri spotted Hassan II in Paradise, to his great surprise. He made the following remark: “My god! You can’t tell me there’s no corruption here!””

“Driss Basri morreu em Paris hoje. Parece ser uma ótima oportunidade para citar uma piada que deixou Nichane[En] em apuros ano passado:

“Driss Basri [o odiado e temido Ministro do Interior no governo de Hassan II] morreu. Ele tentou subornar o Anjo da Morte para ir para o Paraíso. Os anjos recusaram, respondendo que eram incorruptíveis e que ele ia para o Inferno. Em seu caminho para o Inferno Basri viu Hassan II no Paraíso, para sua enorme surpresa e fez o seguinte comentário “Meu Deus, você não pode dizer que não há corrupção aqui!””

Apesar das palavras bondosas de alguns, a blogueira Ange Bleu[Fr] resumiu o sentimento da melhor maneira, dizendo:

“Aujourd’hui driss basri, ancien homme fort du rroi hassan 2 est décédé
NO COMMENT”

“Hoje Driss Basri, antigo homem-forte de Hassan II morreu. SEM COMENTÁRIOS.”

Crédito da foto: Casafree.com[Fr]

(Texto original de Jillian York)

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

2 comentários

  • Traduzir para o portugues

    My order was REFUSED, why is that?

    This means that the payment was rejected by Skype’s payment provider. This may have occurred for a number of reasons, for example, not having sufficient funds on your card or bank account to complete the transaction or using an anonymous proxy to access the internet. One known reason at this time for orders being refused is that at this time, we do not support SkypeOut purchases with credit cards issued in certain countries, such as Spain.

    Might we suggest you try another method of purchasing SkypeOut credit, which we have recently added in our Skype Store. You can now purchase SkypeOut credit via moneybookers.com or Paypal.

  • Olá Davi. Nao entendi muito bem o que você deseja, Poderia ser mais claro?

    Abraços do Verde

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.