Alexandre Nhampossa

Member and regular contributor to Global Voices since 2016, Alexandre Nhampossa has been working as researcher and investigative journalist in Mozambique. He has a post-graduate degree in agro-economic journalism from Universidade Politécnica and a degree from Eduardo Mondlane university.

Email Alexandre Nhampossa

Últimos posts por Alexandre Nhampossa

Com falta de recursos, Moçambicanos improvisam no combate à COVID-19

Máscaras de tecido, equipamento de proteção reutilizável e tradicionais "bafos" para alívio dos sintomas são algumas das soluções encontradas pelas autoridades e população.

Aumentam ameaças contra jornalistas que reportam sobre ataques armados em Moçambique

Decorrente dos ataques que se alastram no norte de Moçambique desde Outubro de 2017, vários jornalistas são alvo, de forma constante, de ameaças por parte de pessoas ligados ao Governo do dia.

Deputada moçambicana sem membros superiores pretende focar na área de educação

"Acredito que, por estar aqui na casa magna, irei incentivar e inspirar muita gente pelas atividades que irei exercer durante o meu mandato. Acredito que quando as pessoas olharem para mim e verem que sou capaz, também se conseguirão levantar."

Ataques armados no norte de Moçambique continuam

Os ataques armados já mataram 600 pessoas desde 2017 no norte de moçambique.

Moçambique assina terceiro acordo de paz entre divergências na oposição e indiferença do povo

A maioria dos residentes de Maputo esteve nos locais de trabalho, ou presos no caótico tráfego da capital, enquanto decorria a importante cerimónia que pôs fim à terceira guerra civil na história de Moçambique.

Vídeo revela métodos violentos usados pelas forças governamentais no combate aos ataques no norte do Moçambique

Nas imagens, é possível ver os agressores açoitando a vítima supostamente porque não dava uma resposta satisfatória quando questionado sobre o que fazia nas imediações daquela posição militar.

Jornalistas moçambicanos que cobriam conflito em Cabo Delgado concedidos liberdade condicional após meses na prisão

Amade Abubacar e Germano Adriano estavam presos desde Janeiro, mas só foram formalmente indiciados no dia 16 de Abril. Agora eles aguardarão julgamento em liberdade.

Nomeada primeira mulher reitora de uma universidade pública em Moçambique

Ciclone Idai em Moçambique: Cidade da Beira, de 500 mil habitantes, foi quase toda submersa

O número oficial de óbitos em Moçambique ultrapassa 300, e mais de 350 mil pessoas estão em "estado de risco permanente".

Como o Facebook pode ter influenciado para o aliciamento de jovens que aterrorizam o norte de Moçambique?

Uma conta, de nome Shakira Júnior Lectícia, manteve-se activo durante 14 meses no Facebook e as suas publicações visavam exaltar os ataques extremistas de Cabo Delgado.

Moçambique: taxas de acesso à ponte com maior vão suspenso de África causam ruído

É a mais cara infraestrutura pública desde a independência de Moçambique alcançada em 1975 e é também um símbolo do investimento chinês no país.

Loja de roupas ‘Hitler’ em Moçambique remove o nome e a cruz suástica após protestos nas redes sociais

Uma loja de roupas de moda na Cidade de Maputo, capital moçambicana, decidiu remover o nome “Hitler” e a cruz suástica nazista, após protestos acesos nas redes sociais criticando os proprietários pela atitude de exposição.

Ficou mais oneroso exercer a actividade jornalística em Moçambique

Apesar da pressão de diferentes organismos nacionais e internacionais, o Governo de Moçambique não deixou de introduzir taxas “exorbitantes” a orgãos de comunicação social e correspondentes estrangeiros.

Riquezas naturais cercadas pelo terror: o que explica os ataques no norte de Moçambique?

Desde Outubro de 2017, a província de Cabo Delgado -- terra de rubis, gás, petróleo e madeira -- tem sofrido com episódios de violência cuja motivação permanece um mistério para as autoridades locais.

Após morte de Afonso Dhlakama, Moçambique reflecte sobre seu legado e futuro do país

"O líder da Renamo, Afonso Dhlakama, foi herói para uns e um vilão e se calhar o diabo para outros. As razões para ser considerado como um ou outro são justas."