Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Angola: Presos políticos continuam a lutar pela vida

VigiliaLuatyBeirao

Vigília por Luaty Beirão, activista preso em Angola que está em greve de fome. Foto: Facebook (reprodução autorizada)

O rapper angolano, Luaty Beirão, na prisão desde 20 de Junho juntamente com mais 14 jovens activistas, está em perigo eminente de vida devido à greve de fome que começou à 20 dias. Aos poucos, o mundo vai dando conta da violação dos Direitos Humanos que o Governo de José Eduardo dos Santos, no poder desde 1979, tem vindo a exercer neste país africano. As noticias dão conta que Luaty Beirão está tão debilitado que já não consegue beber água e passou a sofrer desmaios na prisão.

Após estes relatos, vários movimentos intensificaram acções com vista a mostrar sua indignação contra a prisão ilegal destes activistas e do estado de saúde de Luaty Beirão. Na sua página do Facebook, que está a ser gerida por amigos e familiares, consta o seguinte relato:

A situação de saúde do Luaty é preocupante.
Estamos a falar de uma vida. De um angolano que luta pelos seus ideais, mesmo que isso possa causar danos à sua própria saúde.
Não fique de braços cruzados. Exija a liberdade. Hoje é ele, amanhã poderá ser qualquer um de nós.
‪#‎liberdadeja ‪#‎luatybeirao ‪#‎ikonoklasta ‪#‎presospoliticosemangola ‪#‎revus ‪#‎brigadeiromatafrakuzx

Na sequência, vários foram os meios de comunicação internacionais que, em língua portuguesa, vão dando conta dos acontecimentos com destaque para a Voz da América e a DW – África:

Estado de saúde do ativista Luaty Beirão é crítico

O ativista já não se consegue levantar sozinho e tem dificuldade para beber. Familiares e ativistas foram, esta quinta-feira (08.10), impedidos de o visitar. Dezenas de pessoas concentraram-se em Luanda em solidariedade.

Após a confirmação que Luaty Beirão encontrava-se em estado crítico de saúde devido à greve de fome, foram tomadas acções de solidariedade em alguns países da CPLP, como Portugal e Cabo-Verde. No dia 8 de Outubro, realizou-se a primeira vigília de apoio a Luaty Beirão, na Igreja da Sagrada Família, em Luanda, capital de Angola:

ULTIMA HORA: MUDANÇA DE PLANOS
Vamos juntar-nos na igreja da Sagrada Família, vestidos de branco e com velas vamos orar a Deus e pedir que salve a vida do nosso irmão Luaty Beirão, às 18h na Sagrada Família. Venha!
O seu silêncio pode custar a vida de um verdadeiro angolano. O medo depende da imaginação, a cobardia depende do caracter.”

A aderência foi massiva, e multiplicaram-se comentários de apoio, Tchokwe Tchokwe disse:

vigilialuatybeiraoangola

Foto: Facebook (reprodução autorizada)

Óptima ideia, pelo simbolismo da Sagrada Família e também pelo “aliado” que conseguimos ! … Se até DEUS está a favor da causa dos nossos “manos”, quem poderá estar contra ? …

Por sua vez, José Júnior disse:

Vão de tudo o que vocês pedirem para o bem de todos.Deus vai responder e não tardará,se Ele não existe em vão vocês vigiam,mas se JEOVA existe então povo angolano comecem a festejar porque nessa vigília Deus fará grandes coisas.Creiam no Senhor.Deus abençoe.

A vigília teve uma enorme repercussão e réplica em Lisboa, no dia 9 de Outubro:

Em Lisboa, vigília em simultâneo com Luanda e Mindelo. O largo de São Domingos esbanja solidariedade ao Luaty e aos 14 activistas presos desde 20 de Junho, pesando sobre eles a absurda acusação de atentado ao Presidente da República e Golpe de Estado.

Enquanto isso, em Luanda, no mesmo local do dia 8 de Outubro, voltou a decorrer mais uma vigília:

A greve de fome do Luaty tem uma razão: Excesso de prisão preventiva. Eles podem aguardar pelo julgamento em casa, mas as autoridades não permitem violando mais uma vez a constituição.
O Luaty parará a sua greve de fome assim que as autoridades libertarem-no desta ilegalidade que é excesso de prisão preventiva. HOJE: vamos rezar mais uma vez para tentarmos amolecer até os corações mais gélidos.
Ás 17:30 na Igreja Sagrada Família. Estar mudo é compactuar com toda a violência.

Dois dias depois, familiares e amigos dirigiram-se ao hospital para saber do estado de saúde de Luaty Beirão:

Vários familiares estão à porta do Hospital Prisão São Paulo desde as 10 horas, a tentar visitar O Luaty Beirão, para poder aferir o seu estado de saúde. Aguardam a decisão do director sobre o direito ou não de visita. O horário afixado é das 10h às 12h. Nenhuma explicação foi dada, nao se sabe o seu estado de saúde actual.

O músico Waldemar Bastos também se juntou ao apelo pela liberdade destes 15 activistas:

Exmo Sr Presidente da República de Angola José Eduardo dos Santos. .
Na qualidade de cidadão Angolano venho pedir-lhe por favor que intervenha na Libertação do nosso Compatriota Luaty Beirão e de todos os presos políticos estabelecendo pontes , criando assim um clima de Amor entre os Angolanos. Faltam -me palavras para expressar tamanha Angústia e Tristeza por favor aceite o nosso Apelo.

Foi criado recentemente um portal designado “Liberdade Já”, que faz a compilação de fotos com a Hashtag “Liberdade Já” e procede à sua publicação no portal. Neste momento existem centenas de fotos de todo o mundo com o punho em riste clamando: “Liberdade Já”.

liberdadejaangola

“NO AR | SITE “LiberdadeJÁ!” PARTICIPA!

O grupo “Liberdade JÁ!” lançou uma ACÇÃO-SITE que conta com a tua voz! Acede ao site e carrega uma fotografia com o teu apelo. A tua imagem-mensagem vai ser enviada, com a tua autorização, todos os dias, para uma mailing list com diferentes entidades nacionais e internacionais de Direitos Humanos, assim como para o Tribunal Constitucional de Angola e Assembleia Nacional de Angola.

Somos pela Democracia. Somos por Angola. Somos pela Liberdade Já! Visita o site e, juntos, vamos exigir LIBERDADE!”

Não deixe que o silêncio faça de si um cúmplice perante tamanha injustiça! Pode assinar a petição da Amnistia Internacional que está a acompanhar o caso desde a primeira hora:

Neste momento decorre uma petição em apoio a Luaty Beirão e que conta com milhares de assinaturas. Podes juntar-te à causa fazendo a sua assinatura.

A petição está também a ser passada no Twitter:

O jornalista e activista Angolano, Rafael Marques chama Luaty Beirão de “seu herói”:

Agora peço-te, Luaty, meu amigo, irmão e meu puto (porque tratas-me sempre por kota e este é o meu troco): lê esta mensagem e, lentamente, volta a comer.

Já ganhaste, porque derrubaste, com a tua convicção, qual cavaleiro andante e solitário, os moinhos de vento que ainda escondem o frágil poder do presidente e da sua procuradoria. Estão a nu, expostos no circo que eles próprios criaram. Só a insensibilidade humana os salva de sentirem vergonha.  Aceita o meu abraço e o meu pedido para que te alimentes, em nome da nossa liberdade. A luta continua e vitória não será deles, dos que nos oprimem e espoliam sem dó nem piedade.

A vitória será nossa, meu herói.

Até ao momento desta publicação, desconhece-se com exactidão o verdadeiro estado de sáude dos presos políticos em Angola, contudo, sucedem-se as vigílias em Luanda e Lisboa, conforme reporta o movimento Central Angola 7311: A Página:

Prossegue hoje em Luanda o ciclo de vigílias em solidariedade a Luaty Beirão que observa um greve de fome a 20 dias, e aos presos políticos do processo 15+1+2.

Sempre vestidos de branco e empunhando velas acesas, entoaremos hinos de louvores e faremos orações a favor de Luaty. Participe, e como hoje é sábado, traga um amigo, um vizinho, um parente ou qualquer uma pessoa que se compadeça com a causa.

18 horas de fronte a Igreja Sagrada Família.

No Twitter, a Hashtag ”LiberdadeJA” ganha forma: