Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

GV Face: Cobertura da Síria pela mídia internacional

Até que ponto o lugar de onde se relata tem impacto sobre como se relata a crise na Síria? E o que isto significa para os sírios?

Fizemos uma discussão sobre estas questões e outras mais num Google Hangout no dia 23 de setembro de 2013 às 11h EST/15h UTC em nossa segunda edição de um GV Face.

Reportagens feitas nos EUA e na Reino Unido sugerem que as armas químicas foram usadas pelo regime do Presidente Assad para matar mais de mil pessoas na Síria no mês passado. Ao mesmo tempo, jornalistas russos dizem que “tudo está bem” em Damasco. E a mídia iraniana relata que o ataque químico foi feito pelos “rebeldes” com a intenção de aumentar a pressão em prol de uma intervenção internacional.

Enquanto o governo estado-unidense analisa o peso de uma ação militar na Síria, o presidente Putin, da Rússia, faz um apelo ao povo americano, no jornal New York Times, para que mantenham suas armas longe do país já tão destruído pela guerra. Vídeos que sugerem ação militar iraniana em terra na Síria se tornaram virais na mídia social.

Nossos participantes do Hangout incluem a autora síria do Global Voices, Leila Nachawati, fundadora do Syria Untold [Síria Desconhecida, em tradução livre para o português], um projeto de narração de histórias on-line dedicado ao levante sírio de caráter não violento; nosso editor do RuNet Echo, Kevin Rothrock, que fala sobre os artigos de opinião escritos por Putin e Mc Cain, e de que forma foram interpretados por usuários na Internet russa; Amira Al Hussaini, nossa editora para o Oriente Médio e norte da África, que fala sobre a mídia cidadã e sobre a cobertura mainstream na região, com foco na Síria; Solana Larsen, nossa Gerente de Edição que fala sobre o papel da mídia cidadã no retrato que a imprensa convencional faz da Síria; Ellery Biddle, nossa Editora do projeto Advocacy, que fala sobre como os apelos a favor da intervenção estado-unidense são interpretados pelos internautas nos Estados Unidos; e Ivan Sigal, nosso Diretor Executivo, que dá sua opinião do porquê a cobertura sobre a Síria tem sido feita num determinado formato mundo afora.

Para algumas informações de base sobre a cobertura internacional da Crise Síria, vá à nossa página de Cobertura Especial [en].

Tradução editada por Débora Medeiros como parte do projeto Global Voices Lingua