Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Mundo Árabe: Calendário da Revolução

Este post é parte de nossa cobertura especial Protestos no Egito em 2011.

Uma  calendário da revolução árabe está sendo divulgado online, com as potenciais datas marcado para revoluções no Sudão, Síria, Argélia, Líbia e Marrocos. As datas são 30 de janeiro (estudantes sudaneses já estão marchando pelas ruas de Cartum), 05 de fevereiro, 12 de fevereiro e 13 de março, respectivamente.

No Baréin, a data que está sendo sussurrada é 14 de fevereiro e a conversa no Twitter é também a de dar lances sobre as mudanças na Arábia Saudita e no resto do mundo árabe.

Após a Tunísia, que pegou  as pessoas de surpresa, a pergunta na mente de todos era:  poderia esta bem sucedida derrubada de um ditador se repetir em qualquer outro país[?] Dez dias depois, os egípcios se levantaram, primeiro exigindo reformas políticas e econômicas e, agora, pedindo a cabeça do presidente Hosni Mubarak, que os governa há 30 anos.

Reações no Twitter vão da descrença à completa solidariedade com a mudança, alguns até desejando que as ondas da revolução cheguem a suas costas. A conversa é internacional, com os usuários do Twitter em todo o mundo dando suas opiniões.

@ewilke tuíta:

@ewilke: Seriously, a timetable!? on twitter. The Arabic Revolution Timetable: Sudan #Jan30 Syria #Feb05 Algeria #Feb12 Libya #Feb30 Morocco #March13

@ewilke:Sério, um calendário!? no Twitter. O Calendário da Revolução Árabe: Sudão #Jan30 Síria #Fev05 Argélia #Fev12 Líbia #Fev30 Marrocos #Março13

@martinchulov acrescenta:

@martinchulov: Activists are using twitter to line up the dominoes post-Egypt. Yemen Feb 3, Syria Feb 5, Algeria Feb 12 – the ‘Arab Revolution Timetable’.

@martinchulov:Ativistas estão usando o twitter para alinhar os dominós pós-Egito. Iêmen Fev 3, Síria Fev 5, Argélia Fev12 – o “Calendário da Revolução Árabe”.

E @kywa_kt brinca:

@kyaw_kt: “Arab Revolution Timetable”? How motivating it is!

@kyaw_kt: “Calendário da Revolução Árabe”? Como isso é motivador!

Yvonne Ridley observa:

@yvonneridley: It's not only #Mubarak who doesn't want TV in #Tahrir Square it's all other Arab leaders who dont want people watching #Egyptian Revolution

@yvonneridley: Não é apenas Mubarak que não quer a TV na Praça Tahrir, são todos os outros líderes árabes que não querem o povo assistindo à Revolução Egípcia

E @hamish6PM concorda:

@hamish6PM: Could there be a more poignant symbol of Arab revolution than thousands of heads lowered jointly in prayer in liberation sq? #Egypt #jan …

@hamish6PM: Poderia haver um símbolo mais comovente da revolução árabe do que milhares de cabeças baixas conjuntamente em oração na praça da liberdade?

Enquanto isto, os tambores da revolução continuam a reverberar por toda a região:

@lostronaut1: walk like an egyptian —— the dictators must go! #egypt #revolution #china #saudi #kuwait #iraq #algeria #oman #libya #yemen #sudan

@lostronaut1: Caminhem como um egípcio —– os ditadores devem cair! #egito #revolução #china #arabiasaudita #kuwait #iraque #argéliaa #omã #líbia #iêmen #sudão

Embora a Arábia Saudita ainda não tenha uma data no calendário de eventos, as conversas no Twitter estão cheias de especulações:

@mkingscott: RT @AhmedKhan01 Saudi Arabia, I think – then that will fall, hopefully. Revolution is never pretty or easy, we may be having one here soon ;-)

@Medros: RT @SagibbsVentCo I would imagine the US would be all in on a revolution in Syria, Iran, or elsewhere. Now Iraq, Saudi Arabia, or other places?

@SaleemaGul: @goldenrox77 Revolution in Saudi!! Wouldn't that be sweet! Let's have a #revolution from Pakistan to Saudi. Let's be free! #Egypt

@mkingscott: RT @AhmedKhan01 Arábia Saudita, eu acredito – que vá cair, eu espero. Revolução nunca é bonita ou fácil, nós talvez tenhamos uma aqui logo ;-)

@Medros: RT @SagibbsVentCo Eu imagino que os EUA dariam tudo por uma revolução na Síria, no Irã ou em outros lugares. Agora no Iraque, Arábia Saudita, ou em outros lugares?

@SaleemaGul: @goldenrox77 Revolução na Arábia Saudita! Não seria delicioso? Vamos ter uma revolução do Paquistão à Arábia Saudita. Vamos ser livres! #Egito

Outros olham para os fatos:

@KidsHaveRights2: RT @Tharwacolamus: Age of Arab Rulers: Saudi 87, Egypt 83, Kuwait 82, Iraq 78, Algeria 74, Oman 71, Libya 69, Yemen 69, Sudan 67 #revolution

@KidsHaveRights2: RT @Tharwacolamus: Idade dos governantes Árabes: Arábia Saudita 87, Egito 83, Kuwait 82, Iraque 78, Argélia 74, Omã 71, Líbia 69, Iêmen 69, Sudão 67 #revolução

Baréin não está incluído no calendário original, mas a hashtag #feb14 está sendo objeto de conversas e comentários:

@TruthWitness: 14th February 2011 Day of Anger in #Bahrain ! Let the #Revolution begin! http://www.youtube.com/watch?v=1zYw89v7g0U #Egypt #jan25

@TruthWitness: 14 de fevereiro de 2011 Dia da Ira no Bahrein! Que a Revolução comece! http://www.youtube.com/watch?v=1zYw89v7g0U #Egito #jan25

De acordo com o calendário, a Síria deve ser o próximo acontecimento, mas as pessoas com que conversei na Síria são cautelosas.

Aqui uma seleção de reações da Síria:

@sy0free: More security in the Syrian cities, the number of armed individuals protecting security branches has doubled, getting ready for #feb05

@Hamawii: ppl in #Syria are you ready for #feb05 ?? i hope so :s ==> http://on.fb.me/fRuGkC

@sy0free: Mais segurança nas cidades sírias, o número de indivíduos armados protegendo áreas de seguranã dobrou, se preparando para #fev05

@Hamawii: Pessoas na Síria, estão preparadas para #fev05? Eu espero que sim :s ==> http://on.fb.me/fRuGkC

Enquanto isso, relatos continuam a fluir de levantes na Líbia [en], Iêmen [en] e Jordânia, cujo rei acabou de indicar um novo primeiro ministro.

Este post é parte de nossa cobertura especial Protestos no Egito em 2011.

2 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.