Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Ameaças à liberdade de imprensa na luta contra o ébola na Libéria

The body of a victim of Ebola virus is seen covered with a sheet at the back of a truck in Monrovia, Liberia -Public Domain

Corpo de uma vítima do vírus ébola coberto por um lençol na parte de trás de um camião em Monróvia, Libéria. Domínio Público

O Sindicato de Jornalistas da Libéria está preocupado com a ameaça à liberdade de expressão, por causa das medidas do governo para limitar a expansão do vírus ébola. O Sindicato escreveu uma carta ao Ministro da Justiça para chamar a atenção para os desafios que os profissionais dos media estão a enfrentar no momento. Eis um excerto da carta:

A atenção do Sindicato de Jornalistas da Libéria está voltada especificamente para as difíceis circunstâncias que não só restringem os jornalistas e a sua obrigação de procurar e partilhar notícias e informação úteis com o público, como também ameaçam significativamente a participação dos media na luta global contra o ébola. Na opinião geral, os meios de comunicação social na Libéria têm sido um parceiro importante na luta para aumentar a consciencialização da sociedade quanto ao impacto e desafios da epidemia. Apesar das perdas económicas resultantes da emergência da epidemia e do seu efeito na vida em geral, os media continuaram comprometidos com esta luta. Infelizmente, várias acções tomadas pelo governo contra órgãos de comunicação social, sobretudo nos tempos que correm, criaram espaço para um cepticismo crescente em relação à doença e aumentaram ainda mais a negação do ébola dentro da comunidade. Achamos que isto é injusto e inadequado.