Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Irã: Blogueiro preso, Hossein Derakhshan (“Hoder”) pode enfrentar a pena de morte

Uma fonte confiável contou ao Global Voices que o promotor de Teerã pedirá a pena de morte para o blogueiro iraniano Hossein Derakhshan [en] (também conhecido como “Hoder”). O juiz responsável, chamado Salavati, ainda não se pronunciou no caso.

Derakhshan foi acusado de “colaborar com os países inimigos, criando propaganda contra o regime islâmico, insultando a santidade religiosa, e criando propaganda para grupos anti-revolucionários.” Ele está preso ha 22 meses e seu julgamento começou em junho de 2010.

As razões para a prisão inicial de Hoder logo após seu retorno ao Irã, vindo do Canadá, em 2008, permanecem desconhecidas, mas muitos especulam que suas duas (muito divulgadas) viagens a Israel tenham sido a razão principal.

Derakhshan possui um passaporte canadense, mas o Irã não reconhece a dupla-cidadania e visitar Israel é  desaprovado pelo governo.

O confuso neste caso é que Hoder ganhou notoriedade mundial como um importante blogueiro iraniano e ativista da liberdade de expressão (até mesmo blogando para o Global Voices em 2004 e 2005). Mais tarde ele mudou de tática e escreveu favoravelmente às políticas do presidente Mahmoud Ahmedinajhad a respeito dos Estados Unidos, armas nucleares, Israel, e até mesmo intolerância de discordância pública por parte de ativistas dos direitos humanos.

Em abril de 2009, o presidente iraniano Ahmadinejad, publicou uma carta  pedindo para o caso de Hossein Derakhshan ser processado em tempo hábil e e de forma legal. O governo canadense não tem se manifestado publicamente sobre o caso. O blog Free Hoder [Libertem Hoder] foi criado por ativistas pela liberdade de expressão online logo após sua prisão, em 2008.

No Twitter, Sanam Dolatshahi tuitou a novidade sobre a possível pena de morte, e um site em persa, chamado Kamtarin, também mencionou o assunto, notando que, apesar de rumores anteriores de que Derakhshan estava detido por “espionar” para Israel, esta aparentemente não é uma das acusações pelas quais o promotor pede sua execução.

Em um blog criado pela família de Derakhshan, Edalat Baraye Hossein Derakhshan (Justiça para Hossein Derakhshan), ainda não existem relatos ou atualizações sobre o assunto: O último post no blog da família data de 15 de agosto, e diz que  there o julgamento de Hossein terminou semanas atrás [fa]:

We are waiting for the verdict. He had not got even one week vacation out of prison to come home… It is the second Ramadan that he is not at home… He told us the quality of food since last Ramadan became better in prison… His mother is very worried… It is said this month God answers the prayers easier… Please do not forget our Hossein.

Nós estamos esperando pelo veredito. Ele não teve sequer uma semana de férias da prisão para vir pra casa…. É o segundo Ramadã em que ele não está em casa… Ele nos disse que a qualidade da comida da prisão melhorou desde o último Ramadã… Sua mãe está muito preocupada… É dito que este mês Deus responde mais facilmente aos que rezam… Por favor não esqueçam nosso Hossein.

O blogueiro iraniano Z8tun resumiu [fa] a situação há cerca de 2 anos:

“Other Iranians have been caught visiting Israel, but were released after a few hours of interrogation. Some speculate that Derakhshan, who in recent years became a supporter of President Ahmadinejad’s government, was arrested because he insulted some religious leaders in the country. He has himself argued in Western media, despite multiple testimonies of jailed bloggers, that nobody goes to jail in Iran because of the content of their blog.”

“outros iranianos foram pegos visitando Israel, mas foram soltos depois de algumas horas de interrogatório. Alguns especulam que Derakhshan, que recentemente se tornou apoiador do governo do presidente Ahmadinejad, foi preso por ter insultado algum líder religioso no país. Ele próprio argumentou na mídia Ocidental, apesar de múltiplos testemunhos de blogueiros presos, que ninguém ia para a cadeia no Irã por causa de seu blog.”

A República Islâmica tem reprimido [en] a blogosfera nos últimos anos, e existem vários outros blogueiros sentenciados à prisão no Irã, incluindo a ativista dos direitos humanos Shiva Nazar Ahari. Em 18 de março de 2009, Omid Reza Mir Sayafi se tornou o primeiro blogueiro a morrer em circunstâncias suspeitas em uma prisão iraniana.

1 comentário

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.