· Fevereiro, 2011

Notícias sobre África Subsaariana de Fevereiro, 2011

Angola: Misteriosa chamada para revolução jovem

  27 Fevereiro, 2011

“Agostinho Jonas Roberto dos Santos” (claramente uma junção de nomes de falecidas personalidades angolanas) criou um website com uma chamada para uma revolução jovem no dia 7 de março. Subsequentemente uma página surgiu no Facebook.  Mas o endereço do misterioso indivíduo/grupo foi trocado nos últimos dias devido à “falta de...

Leia este post.

Angola: Despejos em Massa Deslocam Milhares

  22 Fevereiro, 2011

O processo de despejos massivos no Lubango levado a cabo pelo governo de Angola já deixou um rasto de mais de cinco mil deslocados no sudoeste do país. Reconstruindo um puzzle de blogs, a imagem que resta das consequências sociais das demolições é trágica.

Guiné Equatorial: Escritor em Greve de Fome

  18 Fevereiro, 2011

O escritor e poeta Juan Tomás Avila Laurel [es], da Guiné Equatorial, iniciou uma greve de fome [es] de protesto contra a ditadura de Teodoro Obiang Nguema. Obiang e família governam a antiga colônia espanhola desde 1979.

Uganda: Novo vídeo para as Eleições 2011

  17 Fevereiro, 2011

O Instituto Nacional de Democracia fez parceria com o popular cantor ugandense Bobi Wine para o lançamento de um vídeo que encoraja jovens eleitores a evitar violência [en] e a denunciar qualquer irregularidade eleitorais no site UgandaWatch2011.

São Tomé & Príncipe: Liberdade de imprensa em risco

  16 Fevereiro, 2011

O blog Autores e Livros escreve e partilha um abaixo assinado contra a censura ao “único [programa] da Televisão São-tomense [que] alimentava o sistema democrático”, Em Directo.  Numa carta ao Primeiro Ministro Patrice Trovoada, Repórteres Sem Fronteiras condena a demissão da sua apresentadora, a poeta e jornalista Conceição Lima.

Sudão: Sudão do Sul e os desafios do autogoverno

  14 Fevereiro, 2011

Ken analisa os desafios do autogoverno do Sudão do Sul [en]: “Holofotes recaem sobre a elite política do Sul. Vão decidir por um acordo que compartilhe poder e recursos ou o despotismo vai matar novamente os sonhos de independência de uma nação africana? Só consigo pensar que John Garang de...

Sudão: qual será o novo nome do Sudão do Sul?

  13 Fevereiro, 2011

Um referendo foi realizado no Sudão do Sul de oito a quinze de janeiro de 2011. Neste referendo se decidiu se a região permaneceria como parte do Sudão ou passaria a ser um país africano independente. Os resultados preliminares do 27 de janeiro de 2011 mostraram que 98,81% dos eleitores estão a favor da separação enquanto 1,19% estão a favor da união com o país africano. Os resultados finais serão anunciados no começo de fevereiro.

Sudão: Sudão do Sul se torna a mais jovem nação da África

  11 Fevereiro, 2011

Sul do Sudão tornou-se oficialmente a mais jovem nação da África [en] depois que os sudanêses do sul votaram pela secessão do norte. Os números oficiais do referendo [en] que foram divulgados na segunda-feira mostraram que 98,83% dos eleitores do sul decidiram separar-se do norte. Este é um resumo de reações ao resultado do referendo.

África: União Africana e seus problemas

  7 Fevereiro, 2011

Ken analisa os problemas enfrentados pela União Africana [en]: “A recém-concluída Cimeira da UA em Adis-Abeba, Etiópia, tinha dois problemas a solucionar: a crise política na Costa do Marfim e as batalhas judiciais de 6 quenianos acusados pelo Tribunal Penal Internacional. Até agora, a organização continental parece ter fracassado nas...

Quênia: Protestar ou não protestar?

  5 Fevereiro, 2011

Protestar ou não protestar? Eis a questão. Seguindo o papel que a rede social Twitter teve nos protestos tunisianos e egípcios, quenianos têm discutido no próprio Twitter se devem emular tais protestos ou não. Os termos mais utilizados no Twitter são as hashtags [ou "marcações", usadas para facilitar buscas por termos na rede social] #KenyaFeb28 e #ChoosePeace.

Leia este post.

Gabão: A Revolta Invisível

  4 Fevereiro, 2011

Protestos no Gabão falharam em marcar presença nas notícias internacionais, uma vez que todos os olhos estão voltados para a crise no Egito. No entanto, o que antes fora tido como protestos negligenciáveis por Ali Bongo e seus partidários, agora parece ter criado agitação política o bastante para provocar censura a um canal de televisão e repressão a protestos.