· Outubro, 2010

Notícias sobre Mídia Cidadã de Outubro, 2010

Brasil: Revista censurada por partido de oposição

  19 Outubro, 2010

A Revista do Brasil, produzida pela Rede Brasil Atual, foi censurada pelo partido de oposição, PSDB, e por seu candidato, José Serra, por alegadamente fazer campanha em favor da candidata da situação, Dilma Rousseff, informa Conceição Oliveira em seu blog, Maria Frô. A Rede lançou uma nota  repudiando a atitude...

Brasil: Melhora. Melhora muito.

  17 Outubro, 2010

Hugo Lorenzetti Neto publica uma emocionante nota aberta no facebook em apoio à “luta legítima contra a intolerância, a violência contra os homossexuais e o suicídio motivado pelo simples fato de ser diferente”.

Leia este post.

Brasil: O Xingu não tem lugar para Belo Monte

  14 Outubro, 2010

No último dia 26 de agosto, o Presidente brasileiro Lula da Silva assinou decreto que repassa ao consórcio Norte Energia a concessão de exploração do potencial hidrelétrico a ser gerado pela usina Belo Monte, no rio Xingu. Índios e ribeirinhos lutam por se fazer ouvir.

Brasil: Preconceito contra ateístas

  13 Outubro, 2010

Robson Fernando,em seu blog Arauto da Consciência, comenta sobre o artigo escrito pelo ativista política e teólogo da libertação Frei Betto, argumentou que aqueles que torturaram a candidata presidencial de esquerda Dilma Rousseff, durante a Ditadura Militar (1964-1985), “praticavam o ateísmo militante”. Fernando afirma que Betto “difamou o ateísmo e,...

Leia este post.

Filipinas: Assistentes de bordo e dançarinas

  10 Outubro, 2010

O novo sucesso do YouTube é uma demonstração de segurança a bordo de um avião ao som de música pop e dançada pelas assistentes de bordo de uma companhia áerea comercial das Filipinas. Os internautas discutem se o artifício é sexista ou puro entretenimento.

Leia este post.

Canadá: O “desaparecimento” de mulheres indígenas

  10 Outubro, 2010

Agosto marcou o Dia Internacional dos Notícias vindas do Canadá que afirmam que perto de 600 mulheres indígenas desapareceram nas últimas três décadas. Os activistas dos direitos humanos afirmam que o governo canadiano fez muito pouco em relação aos desaparecimentos. Supõe-se que muitas destas mulheres foram assassinadas.