Daniel Duende · Fevereiro, 2009

Daniel Duende é escritor, tradutor, observador independente, twitteiro, brasileiro, fumante, gamer geek e metido a fotógrafo (não necessariamente nesta ordem). Duende geralmente deixa o café esfriar porque adora uma boa conversa e não é bom em medir palavras. Foi o fundador do sítio Global Voices em Português em 2007 e o primeiro coordenador de sua equipe, mas prefere se pensar como apenas um membro veterano do coletivo de colaboração que realiza este sítio.

Email Daniel Duende

Últimos posts por Daniel Duende de Fevereiro, 2009

Leia este post.

Hong Kong: Defendendo a liberdade de expressão

  28 Fevereiro, 2009

No dia 22 de fevereiro mais de uma centena de cidadãos de Hong Kong tomaram as ruas para vocalizar suas preocupações a respeito da diminuição da liberdade de expressao em Hong Kong. O protesto foi convocado pela Citizens' Radio [Radio Cidadã, em inglês] e apoiado por outras instituições democráticas, incluindo a Campanha Salve RTHK [En], a Hong Kong Human Right Monitors [Monitoria de Direitos Humanos de Hong Kong, em inglês] e a aliança política pan-democrática de Hong Kong.

Leia este post.

R.D. do Congo: Chimpanzés não são Bichos de Estimação

  25 Fevereiro, 2009

A imprensa tradicional está empolgada com notícias de um chimpanzé de 15 anos e 90kg que atacou uma mulher em Stamford, no estado de Connecticut, EUA. O primata, que já havia estrelado comerciais de televisão e filmes, atacou a mulher, uma amiga de seu dono, e a deixou em 'um estado muito grave'. Biólogos e primatologistas reagiram a estas notícias, como já era de se esperar, com severos avisos de que chimpanzés -- e por extensão todos os animais selvagens -- não devem ser tratados como animais de estimação. Samuel Maina nos traz algumas conversas blogosféricas sobre o assunto.

Leia este post.

Chile: ONG para Vítimas da Delinquência Aproxima Cidadãos

  24 Fevereiro, 2009

A ONG Víctimas de la Delincuencia foi criada em 2006 em Santiago, capital do Chile, para proteger, guiar e informar as vítimas da violência na cidade. Em seu sítio, cidadãos estão marcando episódios de violência (roubos, ataques, furtos, estupros e abusos) em um mapa e disponibilizando vídeos e testemunhos de quando e como foram vitimizados. O objetivo da organização é fazer pressão pela mudança das leis do país que, até o momento, de acordo com a ONG, tendem a beneficiar os delinquentes em vez das vítimas.