Visite pontos turísticos pouco conhecidos no Japão pelo YouTube

Templo de Kiyomizu, em Quioto, em tempos mais felizes, com mais visitantes (agosto de 2019). Foto de Nevin Thompson, usada sob permissão.

No final de maio, a fim de prevenir a transmissão da COVID-19, o Japão praticamente havia fechado suas fronteiras, negando a entrada de cidadãos de pelo menos 111 países. Além de reter alguns residentes permanentes do Japão no exterior, separando-os de suas famílias, os controles fronteiriços interromperam o turismo receptivo, o que resultou na queda do número de visitantes ao país em 99.9% comparado ao ano anterior.

Como o governo japonês não divulgou informações sobre flexibilização nas restrições de entrada, foram feitos planos para subsidiar a indústria do turismo promovendo viagens domésticas. No entanto, para futuros turistas estrangeiros a proibição de viagens, tornou impossível — pelo menos por enquanto — planejar visitas ao país. Felizmente, o YouTube é o veículo perfeito através do qual você pode organizar seu próprio tour virtual pelo Japão.

O canal do YouTube Anna Film Production produz vídeos curtos de pontos turísticos interessantes na região de Kansai no oeste do Japão. A área densamente povoada, que fica próxima à cidade de Osaka, inclui as capitais históricas de Quioto, Nara, e a cidade portuária de Kobe. A região possui uma combinação de paisagens urbanas, espaços culturais e belezas naturais montanhosas o que a torna um excelente destino turístico.

O Anna Film Production, além de conter vídeos de alguns dos pontos turísticos mais famosos de Kansai, incluindo O Grande Buda de Nara e o Santuário Fushimi Irari em Quioto, bem como a florada das cerejeiras e maiko (aprendizes de gueixa) em vários locais, o canal ainda leva os visitantes a um passeio virtual por lugares fascinantes, longe dos roteiros mais conhecidos.

As ilhas de Tomogashima, uma ‘Laputa da vida real’

As ilhas de Tomogashima, situadas a cerca de 100 km a sudoeste do Japão, na costa de Wakayama, abrigam as ruínas dos fortes construídos na década de 1880, que fizeram parte do sistema de defesa costeira do Japão.

Dizem que as ruínas de tijolos vermelhos nas ilhas assemelham-se a Laputa“O Castelo no Céu”, filme produzido pelo Studio Ghibli.

Máquinas automáticas antigas

Esse vídeo nos permite viajar até Maizuru, na zona rural ao norte de Quioto, um lugar que pode ser difícil para os turistas chegarem a partir do centro de Quioto ou de Osaka.

Sendo assim, o canal oferece uma visita guiada as máquinas de venda automática que datam de pelo menos quarenta anos, em uma área de descanso na estrada ao longo do rio Yura, entre Maizuru e o centro turístico de Amanohashidate.

Casas antigas de comerciantes em Omi (Shiga)

Apesar de estar localizada ao lado de Quioto, com rápido e fácil acesso ferroviário — e de ter seus próprios pontos turísticos — a prefeitura de Shiga não faz parte do roteiro de viagem da maioria dos turistas.

Gokasho, no lado leste do lago Biwa, apresenta um bairro com casas de comerciantes bem preservadas. Mesmo quando o turismo receptivo for retomado no Japão, é improvável que Gokasho veja as enormes multidões que passaram pela vizinha Quioto nos últimos anos.

São dezenas de vídeos de alta qualidade, mas não para por aí, há muitas outras joias a serem encontradas. O canal apresenta alguns achados históricos raros, entre os quais, Tóquio em 1958, Nagoia em 1955 e Nara em 1954, época em que o Japão realmente não fazia parte das rotas turísticas.

Artigos recentes sobre Leste da Ásia

Artigos mais lidos

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.