Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

‘Corona Ciao’: Paródia de antiga música revolucionária viraliza nos Bálcãs

Foto: Captura de tela do vídeo do YouTube de Dac & Aleksandar, com a participação de Brasstet Skopje, reprodução sob licença.

Confira a cobertura especial da Global Voices sobre o impacto da COVID-19.

Uma paródia da música antifascista italiana “Bella Ciao”, que tem como tema a Covid-19 tem feito sucesso pelos Bálcãs e além das suas fronteiras, com mais de 2 milhões de visualizações no YouTube nas últimas duas semanas.

A canção, composta pelo ator macedônio Dragan Spasov Dac e pelo compositor Aleksandar Mitevski é intitulada “Corona Ciao”, que significa “Adeus Corona [vírus]”.

O restante da letra da música está em macedônio.

Segundo os próprios autores:

“Корона Чао” е кавер на познатата Bella Ciao, во придружба на Брастет Скопје, направен за добра забава. Верзијата е направена за еден ден, од идеја до реализација, со многу љубов :) Спотот е снимен во карантин, во домашни услови на учесниците, без користење на професионални камери и светла. Снимен на телефони, а истотака, измонтиран од музичката екипа. Оваа песна е дел од серијалот на Дац и Александар и нивните секојдневни “карантински” online настапи на FB.

Corona Ciao é uma versão da famosa canção Bella Ciao, feita em conjunto com a banda Brasstet Skopje, apenas por diversão. Esta versão foi toda feita em um dia, da ideia à realização, com muito amor :) O vídeo foi feito durante a quarentena, nas casas dos participantes, sem o uso de câmeras profissionais ou iluminação. O vídeo foi gravado com smartphones e editado pela equipe de músicos. Esta música faz parte de uma série de performances diárias de Dac e Aleksandar, feitas ao longo da quarentena no Facebook.

Abaixo segue uma tradução não oficial da letra da música:

КОРОНА ЧАО

Што беше фино
Пред карантинов
Корона чао, ајде чао, ајде чао чао чао
Дајте кафана, екипа збрана
Инаку ќе полудиме!

Во четири ѕида
Каде да идам,
Корона чао, ајде чао, ајде чао чао чао
И пак по старо, да живне народ
Ма, ќе се препородиме!

Носиме маски
Ко да сме хаски,
Корона чао, ајде чао, ајде чао чао чао
Покажи фаца, дај да те бацам,
Без љубов ќе се мрднеме!

Како на ланци
Држи дистанци
Корона чао, ајде чао, ајде чао чао чао
Ни фали гужва, ни фали дружба
Да може да се гушнеме!

Не кашлај тамо
Ти млада дамо
Корона чао, ајде чао, ајде чао чао чао
Фаќа нервоза од иста поза
И само да се јадело!

Ама ќе пројде
Живот ќе дојде
Корона чао, ајде чао, ајде чао чао чао
Ни фали плажа, гужва, гњаважа
И ко да ништо не било!

Ни фали гужва, ни фали дружба
само да биде весело!

CORONA CIAO

Nossas vidas iam bem
Antes dessa quarentena
Corona ciao, corona ciao, anda logo, adeus!
Devolva-nos o bar e nossos amigos
Senão vamos acabar enlouquecendo

Dentro de quatro paredes
Para onde posso ir,
Corona ciao, corona ciao, anda logo, adeus!
Traga de volta os velhos tempos, deixe as pessoas prosperarem
Isso seria uma segunda chance!

Nós usamos máscaras
Como cães com focinheiras
Corona ciao, corona ciao, anda logo, adeus!
Mostre-me o seu rosto, para que eu possa te beijar
Sem amor, vamos acabar enlouquecendo!

Coloque uma corrente, uma guia
Mantenha-se à distância
Corona ciao, corona ciao, anda logo, adeus!
Sentimos falta do tumulto e de socializar
Sentimos falta dos abraços!

Não tussa para lá
Menina
Corona ciao, corona ciao, anda logo, adeus!
Manter a mesma postura me deixa nervoso
E também essa constante comilança!

Mas tudo isso irá passar
E a vida voltará
Corona ciao, corona ciao, anda logo, adeus!
Sentimos falta da praia, do tumulto, dos incômodos
Como se nada tivesse acontecido!

Sentimos falta do tumulto e de socializar
Queremos a alegria de volta!

A letra da música contém a frase “Não tussa!”, que é considerada uma referência a um outro vídeo que viralizou, de uma coletiva de imprensa com o primeiro-ministro búlgaro Boyko Borisov.

Durante a coletiva, Borisov repreendeu um colega por ter tossido (Не кашляй!).

Borisov revelou-se um fã da paródia macedônia, e a promoveu por meio de um vídeo do Facebook, que mostrava o primeiro-ministro cantando a plenos pulmões, pelos alto falantes do seu carro.

O vídeo acabou se popularizando, com mais de 447 mil visualizações nas duas primeiras semanas.

Borisov disse:

Само с общи усилия, дух и дисциплина ще се преборим с коронавируса. Благодаря на всички български граждани, които спазват правилата. Само така ще се върнем към нормалния си живот. Благодаря и на Дац & Александар / Dragan Spasov Dac & Aleksandar Mitevski. Северна Македония може да разчита на нашата подкрепа!

Nós podemos derrotar o coronavírus com trabalho em equipe, espírito e disciplina. Sou grato a todos os cidadãos búlgaros que obedecem às regras. Somente com essa conduta, retornaremos à normalidade. Agradeço também a Dac e Aleksandar. E a Macedônia do Norte pode contar com o nosso apoio! 

Mesmo que os autores tenham descrito a canção como uma simples brincadeira divertida, o seu sucesso também incitou críticas.

Alguns usuários de esquerda das redes sociais consideraram um sacrilégio banalizar a canção original sobre o sofrimento enfrentado por trabalhadores explorados e combatentes antifascistas da Segunda Guerra Mundial. Estes usuários também ressaltaram que a letra original foi cantada recentemente das janelas das casas em cidades italianas, para levantar o moral durante a pandemia, na época da onda de mortes por COVID-19 no país.

O escritor macedônio Zhivko Grozdanovski menosprezou a música como representante do “fenômeno turbo-folk tóxico”, em desacordo com a realidade social. 

Ele destacou que os versos, “Nossas vidas iam bem/ Antes dessa quarentena” foram escritos de uma posição de “homens de meia-idade privilegiados, que se aproveitam de diversos benefícios (bares, praias, casa própria…) que não são acessíveis para uma grande parte da população da Macedônia do Norte”, que não pode se dar ao luxo de uma comilança, como mencionado na música.

Grozdanovski ainda acusou o primeiro-ministro Borisov de promover a música como um “anestésico” e uma celebração do status quo pré-COVID-19, que beneficiava as elites dominantes.

Isso, em uma época em que muitos na esquerda vêm argumentando que a pandemia pode ser uma oportunidade de acabar com o capitalismo do modo como o conhecemos.

O escritor ainda considerou hipócrita a declaração de apoio à Macedônia do Norte, feita pelo primeiro- ministro, tendo ocorrido dois dias depois de a Bulgária anunciar os termos adicionais para permitir a integração de seu vizinho à União Europeia.

Uma vasta maioria dos macedônios – incluindo o presidente pró-UE, Stevo Pendarovski- considera as demandas inaceitáveis e equivalentes à uma negação da existência da língua macedônia e da sua identidade étnica.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.