Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Resíduos de chocolate na Costa do Marfim impulsionam indústria de manteiga de cacau

Abidjan, na Costa do Marfim. Mulher marfinense derrete resíduos de chocolate para produzir manteiga de cacau. Foto utilizada com permissão do autor.

Nota do editor: A dra. Jeslyn Lemke viajou para a Costa do Marfim em dezembro de 2018 e aprendeu sobre o processo de produção de manteiga de cacau usando resíduos de chocolate. Lemke produziu um breve vídeo explicando o processo exclusivamente para a Global Voices.

Fatima Traoré, de 45 anos, mãe de oito filhos, vende a manteiga de cacau que produz para fabricantes de sabão com frequência. Traoré vive na Costa do Marfim, o maior produtor mundial de grãos de cacau.

As principais empresas da Europa compram grãos de cacau ou pasta de cacau das fábricas da Costa do Marfim para produzir chocolate. Porém, os grãos oleosos também têm utilidade para os marfinenses: fazer manteiga de cacau a partir dos restos de chocolate das fábricas para fazer um sabão local, o Kabakrou.

Traoré, que mora na maior cidade metropolitana de Abidjan, compra várias toneladas de restos de chocolate de uma fábrica de chocolate em Youpogon, um bairro de Abidjan.

Captura de tela de Traoré vendendo a manteiga de cacau que faz (do vídeo original), usado com permissão do autor.

As fábricas venderam a maior parte da pasta de cacau para empresas na Europa e descartaram as sacolas plásticas que armazenavam o chocolate. Em casa, Traoré raspa os restos de chocolate das sacolas e reúne grandes quantidades da aromática pasta de chocolate amargo em uma lona.

Usando fogo de lenha para ferver vários caldeirões de metal cheios de água no calor tropical, Traoré derrete as sobras de chocolate e processa a manteiga de cacau. Em dezembro de 2018, Lemke narrou e filmou este vídeo para explicar todo o processo, com uma entrevista detalhada com Traoré.

A manteiga de cacau é uma mercadoria procurada na região. Traoré vende a manteiga que faz principalmente para as mulheres que a utilizam para fazer o sabão Kabakrou, famoso na região por ser um produto eficaz e barato para lavar roupas ou pratos. O sabão Kabakrou original é duro, em forma de bola, feito geralmente de óleo de palmeira e soda cáustica misturados com água.

Sabão Kabakrou, de Narcisse Ehui Ble (CC BY-SA 4.0)

O sabão pode ser vendido a granel ou por unidade em muitas cidades da Costa do Marfim, bem como nos países vizinhos, Mali e Burkina Faso. O preço de uma unidade grande é de 200 francos CFA (US$ 0,346). O sabão à base de cacau de Traoré é uma alternativa interessante ao sabão Kabakrou, mais comum, à base de óleo de palmeira.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.