Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Vida, morte e marionetes: a animação stop-motion de Tomoyasu Murata

tomoyasu murata

Imagem do curta 木ノ花ノ咲クヤ森 (Ki no Hana no Sakuya Mori) de Tomoyasu Murata.

Tomoyasu Murata é um artista e animador japonês de stop-motion cujos curtas-metragens e instalações exploram os temas da vida e da morte.

Nascido em 1974, Murata tem produzido filmes desde pelo menos 1998 e recentemente chamou atenção fora do Japão. Seus trabalhos podem ser encontrados no serviço de streaming de filmes especiais MUBI, e em fevereiro de 2019, seus filmes foram exibidos pela primeira vez na América do Norte pela Japan Society em Nova York.

Murata utiliza bonecos e animação em stop-motion em vez de CGI, e seus filmes oníricos, costumam misturar realidade e fantasia, percorrendo o nosso mundo e a vida após a morte.

A mais recente série de filmes do artista abordou o Grande Terremoto do Leste do Japão, o abalo e o tsunami de 2011, que destruiu dezenas de cidades costeiras, matou pelo menos 20 mil pessoas e resultou em um acidente nuclear que contaminou várias comunidades rurais.

No primeiro de uma trilogia de curtas-metragens sobre o desastre de 2011, intitulado Ki no Hana no Sakuya Mori (木ノ花ノ咲クヤ森), em português: “A Floresta das Árvores Floridas”, um lobo com amnésia rastreia seu passado e escapa dos caçadores.

Em um artigo (em inglês) para o MUBI, Murata escreve:

The Japanese archipelago is a unique island formed by about 2000 active faults. They cause huge earthquakes all over in Japan in 100-year, 300-year, 500-year and 1000-year units. The earthquake caused the most serious damage in Japan on March 11, 2011 is one of the huge earthquakes that occur at intervals of a hundred years [sic]. Everyone was just stunned by the images we have never seen before of a tsunami attacking. Nearly 18,000 people died. I felt rather powerless and prayed deeply for the victims of the tragedy.

O arquipélago japonês é uma ilha singular formada por cerca de 2.000 falhas geológicas ativas. Elas causam enormes terremotos por todo o Japão em intervalos de 100, 300, 500 e 1.000 anos. O terremoto que mais causou danos no Japão em 11 de março de 2011 é um dos grandes terremotos que ocorrem em intervalos de 100 anos [sic]. Todo mundo ficou espantado com as imagens nunca antes vistas de um tsunami tão devastador. Quase 18 mil pessoas morreram. Eu me senti impotente e rezei profundamente pelas vítimas da tragédia.

A emissora pública Japonesa NHK produziu um curto documentário sobre Tomoyasu Murata em 2017, que pode ser visto on-line com legendas em inglês e chinês.

Mais amostras do trabalho de Murata podem ser encontradas em seu canal no YouTube, no Vimeo e em seu site oficial.

Uma distribuidora de filmes também disponibilizou uma seleção de clipes de filmes de Murata.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.