Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Kami Rita, do Nepal, estabelece novo recorde ao escalar 22 vezes o monte Everest

Kami Rita Sherpa, de 48 anos, é o homem que mais vezes chegou ao cume do Everest. Fotografia usada sob permissão.

O guia de montanha Kami Rita Sherpa alcançou o topo do Everest, o monte mais alto do planeta, por 22 vezes, batendo o recorde de Apa Sherpa e de Furba Tashi Sherpa, que subiram 21 vezes cada um. Trata-se de um recorde mundial.

Kami Rita, um guia veterano, iniciou a subida com outros nove alpinistas chineses na noite de terça-feira, dia 15 de maio, e chegou ao topo na quarta-feira de manhã, dia 16 de maio.

A agência de exploração do Everest Seven Summit Treks, onde ele trabalha como guia de montanha, anunciou seu novo recorde mundial:

This morning 8:30 AM Kami Rita Sherpa made 22 successful ascents of Mt. Everest as a part of Seven Summit Treks Everest Expedition!

Congratulations to Kami Rita Sherpa!

8:30AM on 16th May 2018(Nepal time), Kami Rita summited the highest peak Everest (8,848m) for 22 times and broke the world record titled “Most ascents of Everest – Male.”

Nesta manhã, às 8h30min, Kami Rita Sherpa finalizou 22 subidas ao monte Everest como parte de uma expedição da Seven Summit Treks!

Parabéns, Kami Rita Sherpa!

Às 8h30min do dia 16 de maio de 2018 (horário do Nepal), Kami Rita chegou ao topo do monte Everest (8.848 m) pela 22ª vez, batendo o recorde mundial masculino  de “maior número de escaladas ao Everest”.

O xerpa é uma grupo étnico tibetano de alpinistas altamente qualificados e experientes, originários das áreas mais montanhosas do Nepal. Porém, o termo é geralmente usado por não nepaleses para se referir aos guias e carregadores que trabalham na região do Everest.

O trabalho de um guia xerpa inclui a preparação do trajeto que os escaladores devem seguir, a fixação das cordas e o transporte de equipamento de montanhismo durante a subida. Trata-se de um trabalho perigoso, mas que pode render até 5.000 euros por temporada, valor bem superior à renda média no Nepal. O governo tornou obrigatória a contratação de guias para os alpinistas estrangeiros.

Kami Rita é um xerpa da aldeia de Thame, no distrito de Solukhumbu. Ele subiu o monte Everest pela primeira vez em 1994. Enquanto a escalada da montanha mais alta do mundo é geralmente uma aventura única para os alpinistas e fãs de adrenalina, para ele é um ritual anual.

Ele trabalhou durante muito tempo como guia de montanhismo profissional para a Alpine Accents International, uma agência de Seattle. Recentemente, ingressou na Seven Summits Treks, uma das poucas empresas nepalesas que atuam regularmente no Everest.

Kami Rita já escalou a maioria dos picos com mais de 8.000 metros da cordilheira do Himalaia, como o K2, o Cho Oyu, o Lhotse e o Annapuma.

Antes de atingir seu novo recorde no Everest, ele me disse:

Summiting Everest? It's just like another daily chore. These days we've technology and weather forecasting service which has made climbing Everest much easier.

Escalar o Everest? É apenas outra tarefa diária. Hoje temos acesso à tecnologia e aos serviços de previsão de tempo que tornam a nossa escalada ao monte Everest bem mais fácil.

Kami Rita não foi o único nepalês que virou notícia. Sua compatriota Lhakpa Sherpa já escalou a montanha pela nona vez, quebrando o próprio recorde: maior número de vezes que uma mulher chegou ao topo do Everest.

Atualmente, os outros dois principais alpinistas de 2018 são o australiano Steve Plain, que conseguiu finalizar a escalada dos sete picos em um tempo recorde de 117 dias, e o chinês Xia Boyu, amputado das duas pernas.

Porém, em razão dos desastres ocorridos nos últimos anos, Kami Rita não deseja que seus filhos sigam o seu exemplo e se tornem guias. Muitos guias e carregadores locais, incluindo xerpas, desapareceram nas avalanches do Everest entre 2014 e 2015.

Mais de 4.000 pessoas já escalaram o monte Everest mais de 7.000 vezes, e todo ano a majestosa montanha atrai centenas de candidatos que buscam desafiar seus limites.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.