Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Névoa tóxica em Nova Delhi causa tosse e população exige ação

Manhã nebulosa em Dhaula Kuan, Nova Delhi. Imagem de Flickr por Oatsy40. CC BY 2.0

Nos últimos dias, a capital política da Índia, Nova Delhi, testemunhou uma névoa tóxica engolir a cidade, trazendo a ameaça de uma epidemia de graves doenças respiratórias.

Em resposta, o governo fechou escolas e declarou emergência de saúde pública, mas as críticas aumentaram quanto às autoridades não estarem fazendo o suficiente para resolver a situação.

Houve um aumento de períodos de névoa tóxica envolvendo muitas partes do Norte da Índia pouco antes do inverno nos anos recentes. Em 2017, porém, o problema se agravou dramaticamente. As fotos abaixo, postadas pelo usuário do Twitter @gandabherunda, ilustram como a névoa estava densa no fim de outubro.

Esta é #Delhi vista de cima poucos minutos antes do pouso. Imagino como as pessoas respiram, moram e sobrevivem aqui todos os dias! #Smog pic.twitter.com/jQFtq8TeUR

De acordo com medição da poluição do ar em Nova Delhi, da embaixada dos EUA, os níveis de MP 2.5 (material particulado) atingiram 703 em 7 de novembro de 2017, o que é bem acima de 300, marca em que o ar é considerado perigoso. A Organização Mundial de Saúde afirma que a exposição contínua a altos níveis de MP 2.5 pode causar doenças respiratórias, inflamação nos pulmões e até problemas cardíacos.

Como comparação, a névoa tóxica de Nova Delhi supera a infame poluição de Pequim, segundo relatórios, com leituras de poluentes carcinogênicos do ar da cidade dez vezes maiores do que a da capital chinesa.

‘Delhi se tornou uma câmara de gás’

O ministro-chefe da capital, Arvind Kejriwal, em um post no Twitter, utilizou o termo “câmara de gás” para comentar sobre a megacidade de 20 milhões de habitantes e culpou a pandemia às queimadas agrícolas nos estados vizinhos:

Delhi se tornou uma câmara de gás. Todo ano isso acontece nesta época. Temos que encontrar uma solução para as queimadas nos estados vizinhos.

A queima de lixo e as emissões das fábricas também são fatores considerados agravantes para o problema. Isso, aliado à previsão de velocidades baixas dos ventos e temperaturas também baixas torna a situação ainda pior, trazendo impacto negativo à saúde da população.

Segundo o jornal britânico The Guardian, os médicos de Nova Delhi alegam que metade de seus pacientes que sofre de câncer de pulmão é não fumantes. O cirurgião pulmonar do hospital, Arvind Kumar, disse ao The Guardian:

In the last two years, half my lung cancer patients have been non-smokers. I am seeing a peak in people aged in their 40s, even people in their 30s. Our cancers are occurring earlier, more in non-smokers, and more in females.”

Nos últimos dois anos, metade dos meus pacientes com câncer de pulmão é não fumantes. Estou vendo um aumento de casos nas pessoas de 40 anos e até de 30. Os casos de câncer estão ocorrendo mais cedo, mais em não fumantes, e mais em mulheres.

A Organização Mundial de Saúde, enquanto isso, apontou Nova Delhi como a megacidade mais poluída do mundo, superando Cairo, Mumbai e Kolkata. E, segundo o jornal médico internacional, Lancet, a poluição do ar vitimou mais de 2,5 milhões de indianos em 2015.

Muitos cidadãos usaram o Twitter para expressar seu desdém. A hashtag #SmogInDelhi ficou entre as mais comentadas por algum tempo. A jornalista Annie Gowen escreveu:

‘Tempo ruim’ é algum tipo de eufemismo para ‘fazendeiros de Punjab e Haryana fazendo queimadas ilegais em hectares de terra e pondo em risco milhões por todo o nordeste da Índia e em Lahore, no Paquistão?’ https://t.co/FUCBV80e7W

O jornalista Aman Sharma expressou preocupação com a percebida falta de ação para solucionar o problema:

Estou me sentindo muito mal por causa dessa fumaça e névoa embora eu não tenha ficado muito tempo fora. Ninguém faz nada sobre isso. UP, Punjab, Haryana, ninguém se importa. O ministro-chefe de Delhi tenta, mas sozinho não consegue fazer muito. Isto também, vai passar – parece que todos têm uma solução! 😷

Muitos reclamaram sobre o silêncio do primeiro-ministro indiano Narendra Modi e de seu governo na questão da névoa tóxica:

Até agora não vimos nenhuma medida de emergência do governo central no que se refere à poluição assassina da capital. Reuniões de emergência deveriam ser feitas e medidas de guerra adotadas. O ministro do meio ambiente @drharshvardhan deve cancelar sua visita à Alemanha e voltar à Índia mais cedo.

O blogueiro Shivam Vij escreveu para a revista Quartz:

Headlines even in the international press have been telling for years that India has the worst air quality in the world. The planet’s most polluted cities are concentrated in this country. You’d think prime minister Narendra Modi would at least want to be seen as doing something about this, if not actually doing something. He hasn’t said a word.

Manchetes até mesmo da imprensa internacional dizem, há anos, que a Índia tem a pior qualidade do ar no mundo. As cidades mais poluídas do planeta estão concentradas neste país. Você acharia que o primeiro-ministro Narendra Modi iria querer, pelo menos, ser visto supostamente fazendo alguma coisa sobre isso, se não, de fato, estiver fazendo algo. Ele não disse uma única palavra.

Recentemente, a Suprema Corte da Índia proibiu a queima de fogos de artifício durante os festivais Diwali em Nova Delhi por causa da poluição. Rafiul Rehman observou no Facebook:

Can't believe it's been close to a month since Diwali and  Delhi is still so polluted! There is smog everywhere. I suddenly feel I am on a different planet. I want to go back to Assam now! Sigh.

Não acredito que já faz quase um mês desde o Diwali e Delhi ainda continua tão poluída! Há fumaça por toda a parte. Parece que estou em outro planeta. Quero voltar para Assam agora! Ufa.

A decisão do tribunal foi vista como “sectária” por grupos de direita, que em resposta distribuíram fogos de artifício. Um comentário no Twitter protestou quanto a esse comportamento:

Algum plano para distribuir máscaras para as crianças nas favelas agora?

 ‘Ninguém faz nada para resolver isso’

O jornalista Mayank Austen Soofi, em seu blog fotográfico, escreveu sobre a catastrófica névoa tóxica em Delhi. Confira o blog aqui. Um comentário abaixo do blog diz:

I have been coughing for over a month, and it is only a week or so back, that I realised that it’s because of the pollution. It’s terrible. It can be brought down, but no one is doing anything about it.

Estou tossindo já faz um mês e só há mais ou menos uma semana que percebi que era por causa da poluição. É horrível. Isso pode ser resolvido, mas ninguém faz nada.

Já Anuradha Sengupta, no Facebook, exortava às pessoas a assumirem mais responsabilidade em seus hábitos de consumo:

Don't understand this – helpless many? Give up the car (or do not buy multiple cars), stop so much consumption, shut down factories. … but most people do not want to make changes to their lifestyle. The people who are lowest down the ladder, who have to live (and work) in the open on the roads – they are suffering the most. And of course, the creatures who are not humans – who are probably dying by the droves without being accounted for.

Não entende isso – muitos impotentes? Não use carro (ou não compre vários carros), pare com tanto consumo, feche fábricas…mas a maioria das pessoas não quer mudar seu estilo de vida. As pessoas que estão no degrau mais baixo da escada, que têm que viver (e trabalhar) ao ar livre nas estradas – são as que mais sofrem. E, é claro, as criaturas que não são humanas – que provavelmente estão morrendo devido à seca sem serem contabilizadas.

Para alguns, como trabalhadores diaristas e motoristas de riquixá, a névoa tóxica é um problema diário que afeta a saúde:

Agora, até os motoristas de riquixá usam máscaras em Nova Delhi, mas não está claro se é suficiente para protegê-los contra o #airpocalypse pic.twitter.com/JgSfvbPeZj

Outros usuários preferiram usar o humor negro para descrever a névoa tóxica:

Resume bem a pedalada matinal em Delhi #smog pic.twitter.com/upYEqcStmV

Pacientes com tuberculose não estão seguros em Delhi, como observou este jornalista:

Pacientes que sofrem de doenças pulmonares fazem fila ao ar livre @aiims_newdelhi ambulatório – 150 deles estão sufocando devido ao ar nocivo pois o índice de qualidade do ar chega a deteriorar para até 1.000 – #righttobreathe #DelhiSmog @dna @maneeshchhibber pic.twitter.com/be7nGW0v8G

As pessoas estão tentando sair de Delhi, mas os preços das passagens aéreas dispararam:

Névoa tóxica envolve Delhi. O custo de uma passagem aérea para Mumbai chegou a $1.500. pic.twitter.com/aO3zS4bEMs

E Atishi Marlena enfatizou que o problema da névoa vai além de Nova Delhi:

Para quem acha que a névoa é problema só de Delhi, por favor veja este mapa do norte da Índia!

O governo de Delhi decidiu restabelecer o rodízio de placas pares e impares das 8h00 às 20h00 na capital do país de 13 a 17 de novembro. Com esta regra, veículos particulares podem circular com base no último dígito das placas de identificação. O sistema foi implementado pela primeira vez em Pequim em 2008, pouco antes das Olimpíadas de Verão, e foi tentado em 2015 e 2016 em Delhi.

Segundo Shivam VJ, esta pode não ser a resposta, já que “a principal causa da poluição vem da poeira das estradas e das queimadas nas fazendas, mas mesmo dentro da poluição veicular, estão caminhões e veículos de duas rodas.”

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.