Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Na Macedônia, a lembrança do endurecimento nas regras para o preparo de comida tradicional continua fresca

ajvar

Foto de uma panela com ajvar de Radosnica, CC BY-SA 3.0 via Wikimedia Commons.

O ato de fazer o ajvar, um tempero à base de pimenta e uma das tradições mais sagradas dos Balcãs, tem enfrentado obstáculos inesperados em sua Macedônia nativa nos últimos anos.

O preparo dessa comida de inverno é típico do outono na Macedônia e o seu significado está muito além de simplesmente cozinhar. Possui um um valor cultural e quase cerimonial. O ajvar é um assunto de família, que normalmente reúne parentes, amigos e até mesmo vizinhos.

Dessa forma, frequentemente atrai a atenção dos estrangeiros que residem no país, inclusive do atual embaixador da Holanda na Macedônia, que twittou recentemente:

Um longo processo, mas de grandes resultados. Ajvar e lutenica.

Para uma tradição tão importante, pode causar surpresa o fato de que, nos últimos anos, as autoridades têm tomado medidas para limiar o preparo do tempero. Em 2008, o governo populista que administrou a Macedônia de 2006 a 2017 fez um de seus movimentos menos populares ao aprovar uma lei que tornava ilegal fazer ajvar em locais públicos.

Roasting paprika, first stage in ajvar preparation.

Primeiro passo para o preparo do ajvar: assar os pimentões com páprica

Enquanto os proprietários de terrenos podiam fazer o tempero em seus quintais (o equivalente a preparar churrasco nos Estados Unidos), os cidadãos que moram em apartamentos foram proibidos de preparar o ajvar em áreas comuns dos prédios, como gramados, em frente as suas garagens ou em outros locais que tenham utilizado nos últimos 30, 40 ou 50 anos.

De acordo com o site de notícias Libertas, a “Lei de Limpeza Pública” dá um baque de 50 euros de multa em quem estiver usando um fogão de ferro em espaço público. “Por outro lado”, diz o site, “Alguns cidadãos dizem que essas multas são necessárias”.

Em 2016, aconteceu uma série de eventos tragicômicos, normalmente envolvendo pessoas mais velhas ou pobres, que terminaram com prisões e multas para quem preparou ajvar ao ar livre. Muitos observadores destacaram as intervenções policiais como exemplo de assédio por parte de um governo que quer incutir o medo do Estado na população.

O novo governo macedônio, que chegou ao poder no final de maio de 2017, tem tomado medidas bem mais lenientes em relação ao preparo do tempero. Até agora, não têm havido relatos de quaisquer ações policiais semelhantes àquelas, mas a memória da estação anterior permanece fresca na mente de muitos macedônios.

Tweet: há muito tempo, lá em 2016, tava tudo bem no país, a não ser pela história de fazer ajvar em espaços públicos.

Título do link: ‘Cerca de dez pessoas foram multadas por fazer ajvar.’

Em 2016, desde que o preparo do ajvar e de várias outras comidas de inverno (“zimnica”) não eram alvo de intervenções, alguns cidadãos foram pegos de surpresa com a “boca na botija” pela polícia. Na maior parte das vezes, as multas foram encaradas com bom humor e sátira, mas também tiveram casos genuínos de resistência:

A imagem de cima mostra membros do governo anterior, que são acusados de corrupção. ‘Esses são inocentes’.

A imagem de baixo mostra gente fazendo ajvar. ‘Esses são bandidos’.

Os usuários de redes sociais na Macedônia continuam a lembrar dos eventos do ano anterior, quando o preparo da comida de inverno favorita da Macedônia podia fazer com que você tivesse problemas com a lei.

Aqui vão algumas das reações no Twitter e no Facebook que ainda são compartilhadas e curtidas e que aparecem nas linhas do tempo dos macedônios um ano depois de terem sido escritas.

Perdoe-me, padre, porque eu tenho assado. #аjvar

Onde tem fumaça, tem ajvar.
– Ministro do Interior

Alguns, como Sonja Zafirovska, se juntaram ao debate no Facebook:

2035 година
Бабо, зошто лежеше во затвор?
– Синко ме фатија на лице место како правам Ајвар и слушам Српска музика.

Ano 2035:
– Vovó, por que você foi presa?
– Meu netinho, eles me pegaram com as mãos vermelhas de fazer ajvar e ouvindo música sérvia.

Boban Bobby Dimovsk perguntou: 

А дали ако моите купиле пиперки за ајвар и ме тераат да им помагам се рачуна као семејно насилство???

Então, se os meus pais trouxerem páprica vermelha para fazer ajvar, e eles quiserem que eu ajude, isso seria considerado violência doméstica???

Aleksandra Milenkovic Vasilevski compartilhou um link para um artigo que satirizava a situação, intitulado: “Descoberta perigosa rede para fazer ajvar ilegal. Três pessoas pessoas gravemente feridas com queimaduras de quinto grau” e comentou:

„Можеби киднаперите на деца, педофилите, силувачите, дилерите на дрога и оружје, функционерите кои украдоа милиони се на слобода, но конечно се чувствувам слободен и безбеден, можам мирно излезам пред зграда без да бидам нападнат од мирисот на ајвар“ ….ееее тоа ти е МК

‘Talvez sequestradores de crianças, pedófilos, estupradores, drogados e traficantes de armas e os oficiais que roubam milhões estejam livres, mas finalmente eu me sinto livre e segura, pois posso sair da minha casa em paz, sem ser atacada pelo fedor do ajvar…’ aaaaahhhh! Isso é Macedônia!

Embora a pressão da polícia tenha sido relaxada, e o cheiro das pimentas assadas esteja mais uma vez flutuando pelas ruas, o fato é que menos e menos pessoas jovens estão decididas a assumir o preparo do ajvar.

O estilo de vida corrido de hoje não favorece quem se dedica a finais de semana inteiros ficando ajoelhado ao lado de um fogão com uma colher de madeira na mão. Graças aos avanços da indústria de comida enlatada, muitas empresas começaram a produzir o ajvar com qualidade comparável ao da vovó. E é nisso que pode estar um perigo muito mais potente para a tradição do que sofrer qualquer mudança de regime.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.